FAQ - UTFPR DIGITAL

Cronograma Documentos Equipe FAQ

Logo do SEI

 

Confira os principais tópicos sobre o projeto UTFPR Digital e seu impacto nas rotinas da Universidade Tecnológica Federal do Paraná.



Para que um documento seja assinado na minha unidade e em outra unidade é preciso colocar em um Bloco de Assinaturas?
Resposta:
Sim. Sua unidade tem a opção de assinar ou não o documento. Caso ele não seja assinado na sua unidade, ele será considerado como uma minuta. Para que outra unidade possa assinar o documento, é necessário coloca-lo em um Bloco de Assinatura, disponibilizando-o para a outra unidade. Caso necessário, avise a outra unidade de que existem documentos a serem assinados.

Posso atribuir processo para uma pessoa de outra unidade?
Resposta:
Não. Só é possível atribuir processos para pessoas que estão habilitadas para a sua unidade.

É possível colocar em ordem alfabética os nomes dos usuários na ferramenta "atribuição de processo"?
Resposta:
Não. O sistema organiza os servidores e colaboradores automaticamente, tendo como critério a ordem numérica ou alfabética dos usuários da unidade, dependendo se ela utiliza o CPF, e-mail ou número de matricula.

Quanto custa o SEI para a UTFPR?
Resposta:
O SEI foi desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), sendo posteriormente transferido ao Ministério de Planejamento e Gestão (MPOG) e é portanto considerado um software de governo. Nesse contexto, o SEI é um sistema voltado para o setor público e é cedido gratuitamente para as instituições públicas, mediante assinatura de acordo de cooperação  entre o MPOG e o interessado em utilizá-lo.

O SEI possui automação de fluxo de trabalho (workflow)?
Resposta:
Não. Porém, essa é uma característica bastante positiva do sistema, já que isso permite que o SEI se adapte facilmente a diferentes contextos e instituições. O SEI proporciona a realização de um eficiente fluxo de trabalho de forma inovadora, já que não é mais necessário que o processo tenha um fluxo linear. Isso quer dizer que um mesmo processo pode ser acessado por diferentes unidades simultaneamente, o que gera maior produtividade e redução de prazos. Isso permite uma implantação mais simples e rápida do SEI nas instituições.

O que precisa ser digitalizado?
Resposta:
É importante salientar que a prioridade não é a digitalização de documentos e processos. O que se pretende incentivar com a adoção do SEI na UTFPR é que se passe a produzir documentos nato-digitais, ou seja, documentos já nascidos em meio eletrônico. Porém, no caso de processos e documentos que já foram produzidos em papel e que precisam ser tramitados, é necessário que se providencie a digitalização para possibilitar sua inserção no sistema. A partir desse momento, toda a tramitação deverá ser realizada pelo SEI.

Ações do documento