Reconhecimento de Curso

Curso de Engenharia Eletrônica recebe nota máxima do MEC

O Curso de Engenharia Eletrônica da Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR, Câmpus Cornélio Procópio, recebeu, nesta semana, o conceito 5, nota máxima na Avaliação do Ministério de Educação.
Segundo o coordenador do curso de Engenharia Eletrônica do Departamento Acadêmico de Elétrica – DAELE, professor Francisco de Assis Scannavino Junior, tal resultado se deve à excelência da proposta da concepção do curso que se baseia em um perfil profissional voltada à gestão técnica e nos conceitos da Física Moderna, que é a base das inovações tecnológicas. Adicionalmente, o curso conta com um corpo docente altamente capacitado e de excelente formação técnica, bem como uma Infraestrutura que conta com instalações físicas de qualidade e de uma estrutura administrativa com equipes técnicas sempre focadas em ações de suporte ao aluno e aos servidores.
Para o  Diretor-Geral, Professor Márcio Jacometti, a Instituição sempre atuou com excelência no Ensino e está atingindo sua maturidade por meio dos seus servidores altamente qualificados. Desta forma, o reconhecimento do MEC é o resultado da união de toda comunidade acadêmica para esta grandiosa conquista.
A equipe diretiva agradece aos professores do curso, técnicos administrativos e, principalmente, aos alunos pela brilhante participação durante o processo de reconhecimento, bem como a todos que contribuíram direta ou indiretamente.
Como ocorre o processo de Reconhecimento
Toda instituição de ensino para ofertar um curso de graduação depende de autorização do Ministério da Educação. As exceções são as universidades e centros universitários que possuem autonomia. No entanto, tais instituições devem informar à secretaria competente os cursos abertos para fins de supervisão e avaliação, bem como posterior reconhecimento. No caso do reconhecimento, a instituição deve solicitar quando o curso tiver completado 50% de sua carga horária. O reconhecimento de curso é a condição necessária para a validade nacional dos respectivos diplomas e é realizado através de uma visita in loco onde se avaliará a instituição em 3 dimensões: Dimensão 1 se refere à Organização Didático-Pedagógica; a Dimensão 2 se refere ao Corpo Docente e a Dimensão 3 é relativa a Infraestrutura. Cada dimensão recebe um conceito que vai de 1 a 5 onde: (i) 1 significa a inexistência, (ii) 2 insuficiência, (iii) 3 suficiente, (iv) 4 plenamente ou muito bom e (v) 5 excelente.

                                                                   

Ações do documento