Aviso: Você está visitando a nossa página antiga, por isso algumas informações podem estar desatualizadas.

Para saber mais sobre a Instituição, acesse o novo Portal da UTFPR

Você está aqui: Página Inicial cornelioprocopio Estrutura do Câmpus Assessorias Assessoria de Comunicação Comunicação e Imprensa Notícias 2017 Tecnologia com Humanismo

Tecnologia com Humanismo

Câmpus CP na Operação Rondon

Foram duas semanas e quatro cidades atendidas pela UTFPR-CP, na Operação Rondon em Wenceslau Braz, nas mais diversas condições da opulência à precariedade. Com muito empenho, o trabalho foi realizado com sucesso pelos estudantes e servidores da UTFPR-CP.

Atividades culturais, oficinas de criação de jogos virtuais, gestão de orçamento familiar, promoção da saúde, empreendedorismo e justiça restaurativa foram as atividades promovidas pelos Rondonistas. Um exemplo é a avaliação antropométrica em crianças. Com o objetivo de levantar informações sobre as condições físicas dos estudantes, os acadêmicos da UTFPR-CP, UENP e escoteiros desenvolveram uma série de atividades para a avaliação física, postural e motora dos alunos. As informações coletadas serão analisadas e enviadas à prefeitura de Wenceslau Braz, para o governo municipal desenvolver políticas que atendam às demandas detectadas.

Segundo Paulo Cesar Paulino, coordenador da equipe da UTFPR/Cornélio Procópio, o objetivo é avaliar mais de 1.000 crianças, em cinco escolas municipais e duas particulares. "Esperamos que, a partir desses dados, a prefeitura possa desenvolver atividades e políticas para melhorar a qualidade de vida das crianças e incentivar talentos esportivos".
A participação, dos estudantes e servidores, demostrou que nossa universidade, além de proporcionar um ensino de qualidade, prepara também o estudante para a vida. É a "Tecnologia com Humanismo”.

OPERAÇÃO RONDON 2017

A Operação Rondon aconteceu de 23 julho a 5 de agosto, em dez cidades do norte pioneiro paranaense: Jacarezinho, Siqueira Campos, Cambará, Wenceslau Braz, Santo Antônio da Platina, Barra do Jacaré, Joaquim Távora, Conselheiro Mairinck, Carlópolis e Ribeirão Claro. Este projeto de integração social envolveu as instituições: UEPG, UEN, Unioeste, Universidade Estadual de Maringá (UEM), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) - Campi de Campo Mourão, Cornélio Procópio, Londrina e Ponta Grossa, Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais (Cescage), Universidade Positivo (UP), Faculdade Paranaense (Fapar) e União dos Escoteiros do Brasil (UEB). A ação teve apoio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI), com recursos do Fundo Paraná e Sanepar, com suporte logístico das prefeituras municipais.

 

Atualizado em 08/08/2017.

 

Ações do documento