Você está aqui: Página Inicial > Defesas > Mestrado: Cristiano Zeni - 23/08/18
conteúdo

Mestrado: Cristiano Zeni - 23/08/18

por robertacanto publicado 13/09/2018 10h40, última modificação 13/09/2018 10h40
Desenvolvimento de modelo de análise relativa do custo associado à tolerância especificada durante a fase de projeto
Quando
23/08/2018
de 00h00 até 00h00
(America/Sao_Paulo / UTC-300)
Adicionar evento ao calendário
iCal
quando 23/08/2018 
das 09h00 até 12h00
onde Sede Ecoville: EK-102
nome do contato Prof. Paulo André de Camargo Beltrão
participantes Prof. Paulo André de Camargo Beltrão, Ph.D. Orientador - UTFPR
Prof. Carlos Cziulik, Ph.D. Co-orientador - UTFPR
Banca examinadora:
Prof. Paulo André de Camargo Beltrão, Ph.D. Presidente - UTFPR
Prof. Márcio Fontana Catapan, Dr. - UFPR
Prof. José Aguiomar Foggiatto, Dr. - UTFPR
Prof. Walter Luís Mikos, Dr. - UTFPR
adicionar evento ao calendário  vCal
 iCal

Resumo: A concorrência acirrada do mercado estimula as indústrias automotivas a percorrerem todos os caminhos para alcançar a máxima satisfação dos clientes com o maior ganho econômico possível. Sendo assim, o processo de redução de custos nas empresas possui papel fundamental. Uma das maneiras de eliminar desperdícios monetários é através da otimização dos valores das tolerâncias de projeto em componentes mecânicos, atividade essa que não têm sido explorada em seu pleno potencial. Desse modo, se realizou uma pesquisa de campo prospectiva, a fim de avaliar como é conduzida a engenharia dimensional em uma empresa automotiva de grande porte. Constatou-se que os projetistas utilizam, majoritariamente, da experiência e de conhecimentos adquiridos em projetos passados, a fim de alocar as tolerâncias com propriedade. Isso acarreta limitações aos desenvolvedores de produto com pouco tempo de prática. Analisando as referências existentes, concluiu-se que apesar dos diversos estudos realizados dentro desse escopo, envolvendo análises focadas em perdas de manufatura, controle, qualidade, sustentabilidade e outras etapas do ciclo de vida de um produto, é constatado que: devido à difícil aplicabilidade dos métodos, o emprego dos mesmos pela engenharia de produto ainda é reduzido. Tal efeito pode ser explicado frente à grande complexidade dos métodos envolvidos, da baixa adaptabilidade e da excessiva quantidade de dados de entrada necessários, os quais devem ser fornecidos pelo usuário. A partir das necessidades avaliadas em uma pesquisa de campo realizada com colaboradores da indústria automotiva e com base em referenciais da literatura, o presente trabalho propõe um modelo de avaliação de custos de especificação de tolerâncias para auxílio aos projetistas durante a fase de desenvolvimento. Baseando-se em uma análise comparativa e qualitativa das tolerâncias atuando como guia para a alocação de valores de maneira simples e eficaz. A partir do modelo proposto foi desenvolvido uma ferramenta em planilha eletrônica, para atuar como interface, banco de dados e realizando os processamentos para o usuário. A ferramenta visa à análise de custo de peças simples e à otimização de conjuntos mecânicos. O modelo e a ferramenta foram verificados em duas pesquisas de campo, com projetistas e engenheiros de diversos cargos e experiências, através de tarefas direcionadas e pesquisa de opinião. Constata-se que a aceitação do modelo e ferramenta foram positivos e que existe grande chance de sua introdução na rotina de desenvolvimento dos colaboradores. Conclui-se que o trabalho atende melhor as expectativas dos projetistas com menor tempo de experiência, servindo como um referencial de fácil e rápido acesso para especificar tolerâncias com menor custo. Porém, a aderência do modelo e ferramenta já não apresenta uma aceitação tão alta por parte dos colaboradores seniores, visto que que devido ao seu alto grau de experiência, realizam grande parte das operações de maneira automática, sem a necessidade de um referencial.

Palavras-chave: Tolerância; Custo; Desenvolvimento de Produto.

 

Development of a model for analysis of the relative cost associated with the tolerance specification during the design stage

Abstract: The fierce market competition encourages automotive industries to go all the way to achieving maximum customer satisfaction with the greatest economic gain possible. Therefore, the process of cost reduction in companies plays a fundamental role. One way to eliminate monetary waste is by optimizing the design tolerance values in mechanical components, which have not been exploited to their full potential. A prospective field research was carried out to evaluate how dimensional engineering is conducted in a large automotive company. It was found that designers make the most use of the experience and knowledge acquired in past projects, in order to allocate the tolerances with property, which implies limitations to the developers of product with little time of practice. By examining existing references, it was concluded that despite several studies carried out within this scope, involving analyzes focused on manufacturing losses, control, quality, sustainability and other stages of a product's life cycle, it is noticed that: due to the difficult application of methods, their use by product engineering is still low. Such an effect can be explained by the great complexity of the methods involved, the low adaptability and the excessive amount of input data required, which must be provided by the user. The present study proposes a model of evaluation of the costs of specifying tolerances to assist the designers during the development phase, based on the needs assessed from field research with collaborators of the automotive industry and based on references in the literature. In a comparative and qualitative analysis of the tolerances, in order to serve as a guide for the allocation of values, in a simple and more effective way. From the proposed model, a tool is developed in an electronic spreadsheet, which serves as interface, database and performs the processing for the user. The tool aims at the analysis of the cost of simple parts and the optimization of mechanical assemblies. The model and the tool were verified in two field surveys, with designers and engineers of diverse positions and experiences, through directed tasks and opinion research. One can evaluate that the acceptance of the model and tool were positive and that there is a great chance of its introduction in the day-to-day work by the part of the collaborators. It is evaluated that the work better meets the expectations of designers with less time of experience that having a reference of easy and fast access can specify tolerances with lower cost. However, it is noticed that the adherence of the model and tool no longer shows a tendency so high on the part of the senior employees, since due to their high degree of experience, they can perform a certain part of the operations in an automatic way, without the necessity of a reference.

Keywords: Tolerance; Cost; Product Development.

 

Lista de publicações:

ZeniCristiano; Cziulik, Carlos; "ANÁLISE DAS FERRAMENTAS E MÉTODOS DE REDUÇÃO DO CUSTO ASSOCIADO À TOLERÂNCIA ESPECIFICADA DURANTE A FASE DE PROJETO DE UM COMPONENTE MECÂNICO", p. 782-791 . In: . São Paulo: Blucher, 2017. 
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/cbgdp2017-081