Você está aqui: Página Inicial > Sobre > Caracterização de Materiais
conteúdo

Caracterização de Materiais

por ksue publicado 10/07/2018 12h00, última modificação 10/07/2018 12h00

ANÁLISE TOPOGRÁFICA DE SUPERFÍCIES

Descrição: Este projeto tem como objetivo o estudo de parâmetros de rugosidade para calculo da área real de contato.

nomecategoriainício do vínculofim do vínculo
GIUSEPPE PINTAUDE (Responsável pelo Projeto) Docente Orientador 01/01/2012 -
CARLOS HENRIQUE DA SILVA Docente Orientador 01/01/2012 -
ANTONIO EDUARDO MEIRELLES TOMANIK Participante Externo 01/01/2013 -
GUSTAVO TAKEHARA SILVA Discente 01/01/2012 -
JOAO MARIO FERNANDES Discente 01/01/2012 -
LUCAS DE SOUZA PEREIRA Discente 01/01/2012 -
LUIS FERNANDO MONTANEZ CALAO Discente 01/01/2012 -
PEDRO LUIZ FIAD DO AMARAL Discente 01/01/2012 -

 

CARACTERIZAÇÃO MECÂNICA DE MATERIAIS

Descrição: Este projeto tem como objetivo a caracterização mecânica de materiais e componentes. Procura também correlacionar estas propriedades com suas características micro e macroestruturais.

nomecategoriainício do vínculofim do vínculo
EDUARDO MAURO DO NASCIMENTO (Responsável pelo Projeto) Docente Orientador 01/01/2012 -
CARLOS HENRIQUE DA SILVA Docente Orientador 01/01/2012 -
PAULO CESAR BORGES Docente Orientador 01/01/2012 -
GIUSEPPE PINTAUDE Docente Orientador 01/01/2012 -
IVALDO DE DOMENICO VALARELLI Participante Externo 01/01/2012 -
ELAINE CRISTINA DE AZEVEDO Participante Externo 01/01/2012 -
RICARDO FERNANDO DOS REIS Participante Externo 01/01/2012 -
SILVANA NISGOSKI Participante Externo 01/01/2012 -

ARIANE MARA BRONKOW Discente 02/09/2013 -
FRANCIELE LITVIN Discente 01/03/2013 -
LARISSA FRANCA MADEIRA MANFRINATO Discente 01/01/2012 -
LUCAS SILVEIRA CAMPOS Discente 01/01/2012 -
MARINA CARDOZO VASCO Discente 01/01/2012 -
MATEUS LEGROSKI Discente 01/01/2012 -
NATHALIA BEATRIZ WEIGERT Discente 01/01/2012 -
NELSON POTENCIANO MARINHO Discente 01/01/2012 -

 

CORROSÃO E TRIBOCORROSÃO

Descrição: O projeto envolve estudos e caracterização de superfícies quanto a corrosão e tribocorrosão. Neste projeto utiliza-se de técnicas de caracterização físico-química e mecânica para elucidar o mecanismo e os fatores determinantes do processo de corrosão e tribocorrosão de diferentes materiais.

nomecategoriainício do vínculofim do vínculo
PAULO CESAR BORGES (Responsável pelo Projeto) Docente Orientador 01/01/2012 -
CARLOS MARCUS GOMES DA SILVA CRUZ Participante Externo 01/01/2012 -
RICARDO FERNANDO DOS REIS Participante Externo 01/01/2012 -

AUGUSTO BEMBEN COSTA Discente 01/01/2013 -
ELISIANE MARIA BERTON Discente 01/01/2012 -
GIUSEPPE PINTAUDE Docente Orientador 01/01/2013 -
MARCO ANTONIO KRESKO XAVIER DOS SANTOS Discente 01/01/2012 -

 

DESENVOLVIMENTO E CARACTERIZAÇÃO DE MATERIAIS BIOMÉDICOS

Descrição: O corpo humano é a maquina mais perfeita que existe. Todos os aspectos da engenharia ali são encontrados tais como: resistência dos materiais, desgaste, fadiga, corrosão, comportamento mecânico, mecânica dos fluidos, transferência de calor. Nesta linha de pesquisa aplicam-se fundamentos e conceitos de comportamento mecânico estático e dinâmico, corrosão e tribologia na caracterização e otimização do desempenho de restaurações, alças ortodônticas, próteses, sistemas de fixação prótese osso, ligamento osso, etc.

nomecategoriainício do vínculofim do vínculo
PAULO CESAR BORGES (Responsável pelo Projeto) Docente Orientador 01/01/2012 -
MARCO ANTONIO LUERSEN Docente Orientador 01/01/2012 -
MARCELLO JASKIW PULTER Participante Externo 01/01/2012 -
MARCELO DO AMARAL FERREIRA Participante Externo 01/01/2012 -

 

ENSAIO INSTRUMENTADO DE DUREZA EM ESCALA MACROSCÓPICA

Descrição: Obtenção de propriedades mecânicas das superfícies de revestimentos e substratos metálicos, tais como: tensão de escoamento, coeficiente de encruamento e tenacidade à fratura.

nomecategoriainício do vínculofim do vínculo
GIUSEPPE PINTAUDE (Responsável pelo Projeto) Docente Orientador 01/01/2012 -
ALESSANDRO ROBERTO HOECHELE Participante Externo 01/01/2012 -

 

FISÌCA NUCLEAR APLICADA A ANÁLISE DE MATERIAIS

Descrição: Atualmente a tomografia computadorizada para fins de análise de materiais utiliza raios-X para reconstrução das imagens. Uma nova tecnologia em desenvolvimento é a tomografia computadorizada com feixe de prótons (pCT). Comparando com a tomografia de raios-X, que se baseia na mudança da intensidade de um feixe de fótons, para a reconstrução da imagem interna de um objeto, a tomografia computadorizada com feixe de prótons utiliza a perda de energia de prótons. Devido à diferença entre processos físicos de interação com a matéria para prótons e fótons, a tomografia com feixe de prótons tem algumas vantagens em comparação com a tomografia convencional. A pCT permite não somente visualizar a estrutura interna de um objeto sem destruí-lo, mas também medir diretamente a distribuição da densidade volumétrica dos elétrons. Também está confirmado, de modo geral, que a pCT tem uma melhor utilização da dose e uma resolução em contraste mais alta. Ao mesmo tempo, existem ainda muitos aspectos científicos e técnicos que necessitam de um estudo mais aprofundado das capacidades e as limitações do método pCT que, até o presente momento, não estão bem esclarecidas. Muitas respostas relacionadas aos problemas de construção do protótipo do equipamento da pCT poderão ser encontrados utilizando modelagem computacional com modernos pacotes de programas desenvolvidos para atender às necessidades da física de interações das partículas carregadas com a matéria. Infelizmente o tempo de processamento, em modelagem computacional de um sistema tão complexo como um protótipo de pCT, demora dezenas de horas e até dias nos computadores convencionais exigindo a necessidade de computadores muito mais potente. O objetivo principal desse projeto é a construção de um Cluster computacional e o desenvolvimento de programas computacionais de reconstrução das imagens tomográficas em 3D.

nomecategoriainício do vínculofim do vínculo
SERGEI ANATOLYEVICH PASCHUK (Responsável pelo Projeto) Docente Orientador 01/01/2013 31/12/2016
Leonid Levchuk Participante Externo 01/01/2013 31/12/2016
VALERIY DENYAK Participante Externo 01/01/2013 31/12/2016
ALLAN FELIPE NUNES PERNA Discente 01/09/2013 31/12/2016

 

NORM: CONTAMINAÇÃO PELO RN-222 E SEUS FILHOS EM MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO, SOLO E ÁGUA

Descrição: Tendo em vista que o gás radônio é considerado o principal causador de câncer do pulmão depois do cigarro, e que há poucos dados sobre a concentração deste gás nas regiões brasileiras, e mais, que não há quantidade de estudos que permitam a classificação dos solos e das jazidas minerais quanto a este problema, justifica-se este trabalho.

O solo é o responsável pela maior contribuição para a concentração ambiental por radônio e seus produtos de decaimento, porém a concentração de radônio no ar em ambientes de convívio humano, não se origina apenas no solo, mas também em materiais de construção que compõe o ambiente, uma vez que esses materiais são fabricados com substâncias retiradas do solo. O fluxo de átomos de radônio vindo do solo depende do conteúdo 238U e da resistência, permeabilidade, que o solo oferece à difusão do gás (RIO DOCE, 1997).

Quanto aos materiais de construção, estudos mostram a necessidade de investigação, controle e classificação desses materiais. Sob as especificações do grupo europeu ERRICCA (European Research into Radon In Construction Concerted Action) o autor descreve as técnicas de identificação da exalação de radônio pelo concreto em 20 amostras (lajes) padronizadas e preparadas por 13 países. Os resultados mostraram que há diferença considerável entre os valores encontrados, de acordo com o local de onde foi retirada a matéria-prima. Alguns valores se mostraram superiores aos permitidos pelas legislações locais.

O crescimento das regiões urbanas gerou a contaminação das águas de superfície criando a necessidade de exploração e uso de águas profundas. Esses aquíferos, muitas vezes, fornecem água diretamente ao usuário. Como mostram as pesquisas recentemente realizadas na Finlândia pelo departamento de proteção local, RNSA, a atividade do radônio advindo da água quente, dentro de um ambiente de banho fechado, pode atingir 4.000 Bq/m3, o que é dez vezes os níveis recomendados permitidos pelo IAEA e vinte vezes o proposto pelo ICRP. As preocupações, portanto, se concentram não apenas nos ambientes ou nos solos e rochas usados atualmente para preparo de residências, mas também na utilização de águas de profundidade.

Os níveis de radônio são mais altos em construções feitas sobre formações geológicas que contêm depósitos de urânio mineral. Consequentemente os problemas relacionados à concentração de radônio foram, a princípio, relacionados às minas de urânio. Nos dias de hoje esta alta concentração é monitorada não só em minas, mas também nos ambientes que ficam no subsolo, como é o caso dos metrôs, gerando danos principalmente aos trabalhadores desses locais.

Além da necessidade da criação de legislação específica, há outras preocupações como o surgimento de um número significativo de projetos em execução ligados à reciclagem e reaproveitamento de rejeitos industriais tais como coque de craqueamento de xisto usados na fabricação de cimento, uso de lodo de rios, como carga, na produção de cerâmica e outros. Os motivos que levam ao número indiscriminado desses projetos têm relação principalmente a razões econômicas e a ideias da reciclagem como solução ideal. Nesse contexto passa a ser evidente a falta de avaliação desses projetos por especialistas na área de Física das Radiações ou Engenharia Nuclear.

nomecategoriainício do vínculofim do vínculo
SERGEI ANATOLYEVICH PASCHUK (Responsável pelo Projeto) Docente Orientador 01/01/2012 31/12/2016
HUGO REUTERS SCHELIN Participante Externo 01/01/2012 31/12/2016
JANINE NICOLOSI CORREA Participante Externo 01/01/2012 31/12/2016
JOAO HENRIQUE HAMANN DA SILVA Participante Externo 01/01/2012 31/12/2016
LORIANE FIOR WERLANG Participante Externo 01/01/2012 31/12/2016
ALLAN FELIPE NUNES PERNA Discente 01/01/2012 31/12/2016
CRISTIANA AKARI MATSUZAKI Discente 01/01/2012 31/12/2016
TATYANA SADULA Discente 01/01/2012 31/12/2016

 

TÉCNICAS DE ANÁLISE DE SINAIS PARA IDENTIFICAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE DANOS EM ELEMENTOS MECÂNICOS

Descrição: Para a avaliação de mecanismos de desgaste presentes em elementos mecânicos é muito importante a utilização de técnicas de análise de sinais. Técnicas como análise de vibrações e de sinais de emissão acústica, podem auxiliar na detecção da presença do dano e também na quantificação do desgaste em regiões específicas de componentes mecânicos industriais. Neste projeto de pesquisa estão vinculadas atividades de parcerias com as empresas WEG (Projeto Promove – FINEP)  e COPEL (Projeto LacTec).

nomecategoriainício do vínculofim do vínculo
CARLOS HENRIQUE DA SILVA (Responsável pelo Projeto) Docente Orientador 01/01/2012 -
CARLOS ALBERTO BAVASTRI Participante Externo 01/01/2012 -
GUSTAVO BORGES TIBONI Participante Externo 01/01/2012 -
ADRIANO GONCALVES DOS PASSOS Discente 01/01/2012 -

 

Ações