Você está aqui: Página Inicial > Área Acadêmica > Disciplinas > Novas Tecnologias de Produção e Educação do Trabalhador (M/D)
conteúdo

Novas Tecnologias de Produção e Educação do Trabalhador (M/D)

por dbortolotti — publicado 19/04/2017 13h48, última modificação 19/04/2017 13h48

Carga Horária: 45

Créditos:3.0

Ementa: Globalização e neoliberalismo; Fordismo e modelo japonês de produção industrial. Integração e flexibilidade; MJPI e participação do trabalho na produção. Conhecimentos exigidos pela produção versus conhecimentos do trabalhador; O trabalho nas etapas da evolução capitalista; A desestruturação do trabalho sob a reestruturação produtiva; Fundamentos da relação entre a escola e o trabalho. Reestruturação dos sistemas de ensino; A reforma do ensino profissional: evolução histórica e impactos; Educação para a qualificação ou para a competência: desafios da educação tecnológica; Escola, ciência e tecnologia; Perspectivas para a educação tecnológica no Brasil.

Referências:
ANTUNES, Ricardo. Adeus ao trabalho? Ensaios sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do trabalho. São Paulo: Cortez, 1997.
OLIVEIRA, Carlos Eduardo Barbosa de; MATTOSO, Jorge Eduardo Levi (orgs.). Crise e trabalho no Brasil, modernidade ou volta ao passado? São Paulo: Scritta, 1996.
CORIAT, Benjamin. El taller y el cronómetro - ensayos sobre el taylorismo, el fordismo y la producción en masa. México: Siglo XXI, 1988.
FERNANDEZ ENGUITA, Mariano A face oculta da escola: educação e trabalho no capitalismo. Porto Alegre: Artes Médicas, 1989.
FRIGOTTO, Gaudêncio. A produtividade da escola improdutiva: um (re)exame das relações entre educação e estrutura econômico social capitalista.
São Paulo: Cortez, 1984.
HIRATA, Helena. Fordismo e modelo japonês. In: Fortes, José e Soares, Rosa (orgs.). Padrões tecnológicos, trabalho e dinâmica espacial. Brasília: Ed. UnB, 1996.
LEITE, Márcia de Paula. O futuro do trabalho: novas tecnologias e subjetividade operária. São Paulo: Scritta, 1994.
LIMA FILHO, Domingos Leite. A reforma da educação profissional no Brasil nos anos 90. Tese [doutorado] Programa de Pós Graduação em Educação-Florianópolis :UFSC, 2002.
LIPIETZ, Alain. Relações Capital/Trabalho no amanhecer do século XXI. In: Fortes, Augusto Abreu Sá e Soares, Rosa Maria Sales de Melo, Padrões
tecnológicos, trabalho e dinâmica espacial. Brasília: UnB, 1996, p. 85-122.
MACHADO, Lucília Regina de. Educação e divisão social do trabalho: contribuição para o estudo do ensino técnico industrial brasileiro. São Paulo: Cortez, 1989.
MORAES, Carmen Sylvia Vidigal de e Ferretti, Celso João (coords.). Políticas públicas referentes a educação e à formação profissional no Brasil. In: Diagnóstico da formação Profissional - ramo metalúrgico. São Paulo: CNM/Unitrabalho, 1999.
PELIANO, José Carlos Pereira. Acumulação de Trabalho e Mobilidade do Capital. Brasília: UnB, 1990.