Você está aqui: Página Inicial > Defesas > Doutorado - Erike Luiz Vieira Feitosa
conteúdo

Doutorado - Erike Luiz Vieira Feitosa

por dirppg-ct publicado 20/02/2020 10h01, última modificação 20/02/2020 11h13
A ágora dos precarizados: construções discursivas midiatizadas sobre o trabalho e o trabalhador brasileiro
Quando
05/03/2020
de 13h30 até 16h30
(America/Sao_Paulo / UTC-300)
Onde
Sede Central: Sala C-301
Pessoa de contato
Orientador(a): Profa. Angela Maria Rubel Fanini
Participantes
Orientador(a): Profa. Angela Maria Rubel Fanini, Dra. - UTFPR
Banca examinadora:
Presidente: Profa. Angela Maria Rubel Fanini, Dra. - UTFPR
Prof. Fabio Vizeu Ferreira Dr. - UP
Prof. Mário Messagi Júnior, Dr. - UFPR
Prof. José Carlos Fernandes, Dr. - UFPR
Profa. Claudia Nociolini Rebechi, Dra. - UTFPR
Adicionar evento ao calendário
iCal

Resumo: Esta tese analisa construções discursivas sobre o trabalho e o trabalhador brasileiro presentes em conteúdos jornalísticos vencedores de prêmios de jornalismo promovidos pelo Ministério Público (MPT) e por tribunais regionais do trabalho (TRTs). Para compor o corpus da pesquisa, formado por dez reportagens premiadas, o estudo realiza um mapeamento dos concursos de jornalismo com esse tema realizados no Brasil até o ano de 2017 e identifica que esses prêmios constituem uma ação de relações públicas que evidencia a estratégia político-administrativa das entidades promotoras dos certames, vinculada aos objetivos constitucionais desses entes públicos e, portanto, alinhada à defesa do estado democrático de direito. A pesquisa demonstra que o sistema jurisdicional do trabalho atua como um dispositivo que impõe limites ao ímpeto de aceleração contínua do ritmo de reprodução do capital. Nesse sentido, alerta que o neoliberalismo, ideologia preferencial das elites econômicas neste início de século, age como força centrípeta que tenciona discursos e interfere na realidade do trabalho no Brasil, estruturando posições axiológicas que pressupõem a superexploração crescente da força de trabalho. Nesse contexto, as diferentes necessidades dos trabalhadores são desconsideradas, de modo que a classe que vive do trabalho é percebida apenas pela perspectiva econômica, o que contribui para a precarização das suas atividades laborais e também de suas condições imediatas de existência. A partir da abordagem teórico-metodológica da análise dialógica do discurso (ADD) de viés bakhtiniano, a pesquisa aponta para a necessidade de superação do discurso de cariz elitista que impõe a ideologia do trabalho e defende que a classe trabalhadora precisa reconstruir uma utopia que seja capaz de conduzi-la senão à perspectiva de superação do trabalho heterônomo ao menos à construção de consensos voltados à redução do tempo dedicado a essa atividade, atualmente colonizada pela racionalidade irracional do capital.
Palavras-chave: Prêmios de jornalismo do trabalho; trabalho; trabalhador brasileiro; trabalho heterônomo; vida fora do trabalho.

The Agora of precarious people: mediatized discursive constructions about Brazilian work and workers
Abstract: This thesis analyzes discoursive constructions about the labor and the brazilian workers present in journalistic contents that won journalism awards promoted by the brazilian Public Prosecution Service and by the brazilian Regional Labor Courts. To compose the research corpus, formed by ten award-winning articles, the study maps the journalism contests with this theme held in Brazil until 2017 and identifies that these awards constitute a public relations action that highlights the political and administrative strategy adopted by promoters of the events, linked to the constitutional objectives of these public entities and, therefore, aligned with the defense of the democratic state of law. Research shows that the jurisdictional system of labor acts as a device that imposes limits on the momentum for the continuous acceleration of the rate of capital reproduction. In this sense, it warns that neoliberalism, the preferred ideology of capital at the beginning of this century, acts as a centripetal force that intends discourses and interferes with the reality of work in Brazil, structuring axiological positions that presuppose the growing overexploitation of the workforce. In this context, the different needs of workers are disregarded, so that the class that lives from work is perceived only by their economic performance, which contributes to the precariousness of their work activities and also their immediate conditions of existence. From the theoretical-methodological approach of the dialogical discourse analysis, based on Bakhtinian architecture, the research points to the need for overcoming of the elitist discourses that imposes the ideology of work. Craving to value the time to live, it demonstrates that the working class needs to reconstruct a utopia that is capable of leading it, if not the prospect of overcoming heteronomous work, at least to building consensus aimed at reducing the time dedicated to this activity, currently colonized by the irrational rationality of capital.
Keywords: Labor journalism awards; labor; brazilian worker; heteronomous labor; life out of labor.


Lista de publicações:

FEITOSA, E. L. V.; FANINI, A. M. R. . Indignação e brio: o discurso sobre a improdutividade do trabalhador brasileiro na Folha de S. Paulo. COMUNICAÇÃO & INFORMAÇÃO (UFG), v. 21, p. 36-55, 2018.

FEITOSA, E. L. V.; FANINI, A. M. R. . Trabalho e mídia: construções discursivas sobre o universo do trabalho no Brasil em conteúdos jornalísticos. Ação Midiática - Estudos em Comunicação, Sociedade e Cultura, v. 2, p. 355-376, 2017.

FEITOSA, E. L. V.; FANINI, A. M. R. . Embates entre ideologias cristalizadas e do cotidiano: elementos para uma abordagem bakhtiniana do jornalismo brasileiro. REVISTA UNINTER DE COMUNICAÇÃO, v. 4, p. 16-31, 2016.