Você está aqui: Página Inicial > Defesas > Doutorado - Soraya Sugayama
conteúdo

Doutorado - Soraya Sugayama

por dirppg-ct publicado 11/10/2019 09h36, última modificação 11/10/2019 09h36
Ferréz: produção material e cultural na quebrada
Quando
12/11/2019
de 14h30 até 18h30
(America/Sao_Paulo / UTC-200)
Onde
Sede Central: Sala C-302
Participantes
Prof. Gilson Leandro Queluz, Dr. Orientador - UTFPR
Banca Examinadora:
Prof. Gilson Leandro Queluz, Dr. Presidente - UTFPR
Profª Angela Maria Rubel Fanini, Dra. - UTFPR
Profª Marilda Lopes Pinheiro Queluz, Dra. - UTFPR
Profª Maria Gorete Oliveira de Sousa, Dra. - IFCE
Prof. Gilberto Castro, Dr. - UFPR
Adicionar evento ao calendário
iCal

Resumo: Este trabalho de pesquisa tem por objetivo analisar dois romances de Literatura Marginal: Capão Pecado (2000) e Deus Foi Almoçar (2012), ambos do escritor Ferréz (1975), nascido e criado “na quebrada”, zona sul de São Paulo. A Literatura Marginal, a qual nos referimos, é produzida por pessoas socialmente marginalizadas. A novidade é vir como movimento das margens, não apenas como tema de ficção, mas como concreta expressão de trabalho criativo e de resistência, que dialoga com instâncias e sistemas hegemônicos, para amplificação de suas vozes e estéticas. O movimento é de hibridação e agenciamento tensionados entre “periferia e centro”. Tendo como aporte teórico o materialismo cultural de Raymond Williams, surgiram objetivos mais específicos, como estudar outras práticas sociais ligadas ao escritor, o que permitiu a compreensão da literatura de Ferréz como produção social não desvinculada dessas outras práticas, que se encontram imersas na cultura da quebrada. Nossa tese trata sobre o que podemos entender como “projeto individual” de Ferréz, por exemplo, um livro de sua autoria, estar intimamente e formalmente relacionado a um modo coletivo. Sem o reconhecimento deste modo coletivo, produção social, não é possível compreender as ações do escritor nas várias esferas sociais e culturais, pelas quais circula. Partimos do pressuposto que suas práticas se dão em um sentido contra-hegemônico e são potencialmente emergentes. Como metodologia, delineamos estruturas de sentimento de experiências sociais em solução - que não existem em forma evidente e imediata, pois se encontram dispersas em práticas cotidianas. Isso foi possível a partir da análise dos romances e de outras produções materiais/culturais do escritor. A compreensão da realidade de vida de Ferréz, observando os processos culturais nos quais está imerso, nos permitiu acessar a natureza de suas práticas e as condições de produção. Ao relacionarmos essas questões à literatura que produz, confirmamos nossa tese.

Palavras-chave: Quebrada; produção cultural; Literatura Marginal; produção material; Ferréz; Capão Pecado; Deus Foi Almoçar.

 

Ferréz: material and cultural production in the hood

Abstract: This research aims to analyze two novels of Marginal Literature: Capão Pecado (2000) and Deus Foi Almoçar (2012), both by the writer Ferréz (1975), born and raised “in the hood”, in the south zone of São Paulo. Marginal Literature, to which we refer, is produced by socially marginalized people. The novelty is that it comes as a movement from the margins, not only as a theme of fiction, but as a concrete expression of creative work and resistance, which dialogues with hegemonic instances and systems, to amplify their voices and aesthetics. The movement is of hybridization and agency tensioned between “periphery and center”. Based on Raymond Williams’ cultural materialism, more specific objectives emerged, such as studying other social practices associated with the writer, which allowed the understanding of Ferréz’s literature as a social production not detached from these other practices, which are immersed in the culture of the hood. Our thesis deals with what we can understand as Ferréz’s “individual project”, a book of his own authorship, for example, to be intimately and formally related to a collective mode. Without recognition of this collective mode (social production) it is not possible to understand the actions of the writer in the various social and cultural spheres through which he circulates. We assume that their practices take place in a counter-hegemonic sense and are potentially emerging. As a methodology, we outline feeling structures of social experiences in solution – which do not exist in evident and immediate form, since they are dispersed in everyday practices. This was possible through the analysis of the novels and of other cultural/material productions of the writer. Understanding the reality of Ferréz’s life, observing the cultural processes in which he is immersed, allowed us to access the nature of his practices and the conditions of production. By relating these issues to the literature he produces we confirmed our thesis.

Keywords: Hood; cultural production; Marginal Literature; material production; Ferréz; Capão Pecado; Deus Foi Almoçar

 

Lista de Publicações

SUGAYAMA, Soraya. ; QUELUZ, Gilson L. . O HIBRIDISMO DOS CORPOS EM SITUAÇÃO DE MARGINALIDADE SOCIAL: globalização vs. realidade cotidiana local na literatura marginal. TOM Caderno de Ensaios da UFPR , v. 2, p. 30-46, 2016.


SUGAYAMA, Soraya. ; QUELUZ, Gilson L. . HQ E CIDADES: COPRODUÇÃO SOCIAL E TECNOLÓGICA. In: XI Jornadas Latino-Americanas de Estudos da Ciência e da Tecnologia - ESOCITE 2016, 2016, Curitiba. 21 anos: Trajetórias Plurais Entre Passados e Futuros, 2016.


SUGAYAMA, Soraya. A quebrada sou eu. Cândido: jornal da biblioteca pública do paraná, Curitiba-PR, 11 jan. 2016.