Você está aqui: Página Inicial > Defesas > Mestrado - José Aguiar Oliveira da Silva
conteúdo

Mestrado - José Aguiar Oliveira da Silva

por dirppg-ct publicado 03/09/2019 09h01, última modificação 03/09/2019 09h01
“O Estranho Mundo de Zé do Caixão” por R. F. Lucchetti: Diálogos Multimídia e Hibridismo no Terror Brasileiro
Quando
06/09/2019
de 14h00 até 17h00
(America/Sao_Paulo / UTC-300)
Onde
Sede Central: Sala C-301
Participantes
Profa. Marilda Lopes Pinheiro Queluz, Dra. Orientadora - UTFPR
Banca Examinadora:
Profa. Marilda Lopes Pinheiro Queluz, Dr. Presidente - UTFPR
Prof. Rodrigo Otávio dos Santos, Dr. - UNINTER
Prof. Nobuyoshi Chinen, Dr. - ECA-USP
Prof. Luciano Henrique Ferreira da Silva, Dr. - UTFPR
Adicionar evento ao calendário
iCal

Resumo: Entre 1967 e 1969 Mojica e Lucchetti formaram uma parceria criativa que resultou em um diálogo multimídia sem precedentes até então no país. O roteirista escreveu, sob o título de “O Estranho Mundo de Zé do Caixão” três diferentes produtos culturais: um filme, um seriado televisivo e uma série de quadrinhos. A partir da reflexão do diálogo entre as linguagens e técnicas audiovisuais com a narrativa visual dos quadrinhos, pode-se traçar de que maneira se alterou a concepção original do Zé do Caixão a partir do momento em que seu novo roteirista lhe trouxe uma nova abordagem. A análise técnica dessa convergência de mídias que permitiu ao personagem se massificar, bem como do discurso e contexto histórico-social dessas obras escritas por Lucchetti, expõe uma visão sobre a forma como o desenvolvimento tecnológico interage com atores-sociais dentro da indústria cultural. O objetivo desta dissertação é estudar como a versão do Zé do Caixão feita por Rubens Francisco Lucchetti contribuiu para sua manutenção junto ao público do gênero terror. Experiência que transcendeu esse nicho e transformou o personagem em um ícone também no imaginário popular brasileiro. Um produto cultural polêmico e contestador que encontrou sua maior reverberação multimidiática justamente no período conservador e repressivo da Ditadura Militar no Brasil.

Palavras-chave: Terror no cinema brasileiro. Terror e quadrinhos. Rubens Lucchetti. Zé do Caixão.

 

"The Strange World of Coffin Joe" by R. F. Lucchetti: Multimedia and Hibridism in the Brazilian Terror.

Abstract: Between 1968 and 1969 Mojica and Lucchetti formed a creative partnership that resulted in a multimedia dialog without precedent until then in this country. The screenwriter wrote under the title of "The Strange World of Coffin Joe" three different cultural products: a film, a television serial and a series of comic books. Through the reflection of the dialog between the languages and audiovisual technology with the visual narrative of comic books, you can trace that way if you have changed the original design of Coffin Joe from the moment in which his new scriptwriter brought him a new approach. Technical analysis of the convergence of media that allowed the character to massify, as well as the speech and historical context and social development of those works written by Lucchetti, sets out a vision of how technological development interacts with actors and social resources within cultural industries. The objective of this dissertation is study how the version of Coffin Joe made by Rubens Francisco Lucchetti has contributed to his maintenance with the audience of the genre of terror. Experience that transcended this niche and transformed the character into an icon also in the popular imagination. A controversial and contradict cultural product who found his greatest multimedia reverberation precisely in the conservative and repressive period of military dictatorship in Brazil.

Keywords: Terror in brazilian cinema. Terror and comics. Rubens Lucchetti. Coffin Joe.

 

Lista de Publicações

SILVA, José A. O.; QUELUZ, Marilda, L.P. “O ESTRANHO MUNDO DE ZÉ DO CAIXÃO” DE R.F. LUCCHETTI. JORNADAS INTERNACIONAIS DE HISTÓRIAS EM QUADRINHOS, 5., 2018, São Paulo. Anais eletrônicos das 5as Jornadas Internacionais de Histórias em Quadrinhos. São Paulo: USP, 2018. Disponível em: http://www2.eca.usp.br/jornadas/anais/5asjornadas/artigos.php?artigo=q_historia/jose_marilda.pdf&jornada=5. Acesso em 07 ago. 2019.