Você está aqui: Página Inicial > Defesas > Mestrado - Leticia Costa de Oliveira Santos
conteúdo

Mestrado - Leticia Costa de Oliveira Santos

por dirppg-ct publicado 26/02/2019 14h07, última modificação 26/02/2019 14h07
Análise da percepção quanto à participação cidadã na Smart City Curitiba
Quando
11/03/2019
de 09h00 até 12h00
(America/Sao_Paulo / UTC-300)
Onde
Sede Central: Sala C-301
Pessoa de contato
Prof. Silvestre Labiak
Participantes
Prof. Silvestre Labiak Jr., Dr. Orientador - UTFPR
Banca examinadora:
Prof. Silvestre Labiak Jr., Dr. Presidente - UTFPR
Prof. Eloy Fassi Casagrande Junior, Dr. - UTFPR
Prof. Tatiana Maria Cecy Gadda, Dr. - UTFPR
Prof. Tharsila Maynardes Dallabona Fariniuk, Dr. - UNIFACEAR
Adicionar evento ao calendário
iCal

Resumo: Fatores institucionais e sociais são, com frequência, negligenciados na literatura científica a respeito de smart cities de maneira que se observa a necessidade de uma abordagem sociotécnica. O conceito de smart cities é usualmente compreendido pelo uso de tecnologias de informação e comunicação que dá suporte ao planejamento e ao desenvolvimento de sistemas e aplicações, além do melhoramento de serviços urbanos, tornando-os mais eficientes. Além disto, faz-se necessário discutir o papel de cada ator neste processo. Há para as cidades inteligentes desafios conceituais quanto à necessidade de desenhar um sistema onde a tecnologia está efetivamente a serviço dos habitantes e de reconhecer e potencializar a participação cidadão nesta transição. É importante reconhecer que cidadãos compõem o sistema regional de inovação, não apenas como usuários finais, mas também como cocriadores e detentores de conhecimentos específicos. A questão que orienta a pesquisa é se os atores locais percebem se os cidadãos tomam parte nesta transição e se as tecnologias promovem a participação do cidadão. A percepção dos atores sobre o que é uma smart city e sobre a participação cidadã influencia a geração do conceito, que vai influenciar a forma como se constrói a própria smart city e as estratégias para sua transição. Deste modo o objetivo desta pesquisa é compreender como é percebida a participação dos cidadãos pelos atores envolvidos com a Smart city Curitiba. Em particular busca-se analisar como estes atores percebem a participação cidadã nas transições tecnológicas e como a tecnologia influencia esta participação. A metodologia da pesquisa é dividida nas etapas de pesquisa bibliográfica e documental, de modo a explorar o tema e identificar alguns atores da Smart city Curitiba; elaboração e aplicação de entrevistas; análise do conteúdo das entrevistas. Os resultados sugerem que os entrevistados reconhecem a complexidade dos aspectos da smart city e a participação cidadã é quase sempre tida como um de seus importantes aspectos, embora haja pouco consenso sobre o que ela é e como deve funcionar. Enquanto a maioria reconhece que os cidadãos são centrais para a smart city, há pouco entendimento quanto a sua efetiva participação nas transições tecnológicas, nas definições das estratégias e mesmo na construção do conceito da smart city. A legitimidade da participação é questionada tendo em vista uma falta de cidadania e apropriação técnica dos cidadãos. Neste sentido, tecnologia e participação são integradas a ponto de haver a necessidade de uma base educacional que contemple ambas para a formação da cidadania. Os entrevistados abordam uma série de interações da participação cidadã com o desenvolvimento tecnológico em Curitiba e seus desafios, como dificuldades de integração de ações entre diferentes atores, de comunicação e feedback, e de acesso à tecnologia. Outro ponto sensível é o papel dos cidadãos na crescente geração e tratamento de dados e informações na cidade. Os resultados são um panorama de percepções destes atores e possíveis direcionamentos relacionados à participação cidadã na para o futuro do planejamento cidade de Curitiba.
Palavras-chave: Smart city. Participação cidadã.Sistema Regional de Inovação.Teoria Crítica da Tecnologia. Curitiba.

Analysis of citizen participation perception in the Smart City Curitiba

Abstract: Institutional and social factors are frequently neglected on scientific literature on Smart Cities so that a sociotechnical approach is needed. The Smart city concept is usually understood by the appliance of information and communication technologies, besides urban services improvement, making them more effective. Beyond that it’s necessary to discuss the role of each actor in this process. There are conceptual challenges for Smart Cities regarding the design of systems that are effectively at the service of its inhabitants and the recognition and potentialization of citizen participation in this transition. It’s important to recognize that citizens are part of the regional system of innovation, not only as final users, but also as co-creators and bearers of specific knowledge. The question that guides this research is if local actors perceive that citizens are part of this transition and if technologies promote citizen participation. The perception of the actor about what is a Smart city and about citizen participation influences the creation of the concept, that will influence the way the Smart city is built and the strategies for its transition. Thus, this research objective is to understand how citizen participation is perceived by the actors involved in the Smart city Curitiba. In particular, it aims to analyse how these actors perceive citizen participation in technological transitions and how technology influences this participation. Research methodology is divided in the stages of bibliographic and documentary research, in order to explore the theme and identify some actors of the Smart city Curitiba; interview design and application; content analysis of the interview results. The results suggest that the interviewees recognize the complexity of smart city aspects and citizen participation is almost always understood as one of its important aspects, however there is little consensus on what it is and how it should work. While most recognize that citizens are central to the smart city, there is little understanding about their effective participation on technological transitions, strategies definition and even on the construction of the smart city concept. The legitimacy of the participation is contested given that there is a lack of citizenship and technical appropriation of the citizens. In this sense technology and participation are integrated so there is a need of an educational basis that contemplates both for citizenship formation. The interviewees mention a series of interactions between citizen participation and technological development in Curitiba and their challenges, as hindrances to integrate actions of different actors, of communication and feedback and access to technology. Another sensitive point is the role of citizens on the growing generation and treatment of data and information in the city. The results are an outlook of these actors’ perception and possible directions related to citizen participation on the future of planning of the city of Curitiba.
Keywords: Smart city. citizen participation. Regional System of Innovation. Critical Theory of Technology. Curitiba.

 

Lista de publicações:


SANTOS, L. C. O.; WEINS, N. W.; SCHMIDT, A. F. J., LABIAK Jr., S.; SILVA, C.L. Dos Commons aos Commons Urbanos: territorialidade e desenvolvimento a partir dos recursos comuns urbanos. In: Simpósio Brasileiro de Desenvolvimento Territorial Sustentável. 2., 2017, Matinhos. Anais... Matinhos : Universidade Federal do Paraná, 2017. p. 265-272.

TURETTA, A. L.; SANTOS, L. C. O.; LABIAK JR. S. Sistemas Regionais e Ecossistemas de Inovação: uma Revisão Sistemática da Literatura Científica desta Década. VII Congresso Internacional de Conhecimento e Inovação Anais... 2017. Foz do Iguaçu.

SANTOS, L. C. O.; WEINS, N. W.; SCHMIDT, A. F. J.; et al. A integração natural-técnico: um olhar CTS para a urbanização além do antropocêntrico. Anais do 7 Simpósio Nacional de Ciência, Tecnologia e Sociedade. Anais..., 2017. Brasília.

WEINS, N. W.; GOMES LUIZ, R. G.; SANTOS, L. C. O.; AGUDELO, K.; CASAGRANDE, E.; SILVA, M.; SILVA, C. L.; LABIAK JR., S. Áreas naturais particulares em ambientes urbanos: uma revisão bibliográfica. Desenvolvimento em Questão, 2019. (aceito para publicação)