Você está aqui: Página Inicial > Defesas > Mestrado - Lucas Frates Simiano
conteúdo

Mestrado - Lucas Frates Simiano

por dirppg-ct publicado 21/05/2019 08h56, última modificação 21/05/2019 08h56
Participação ativa cidadã na gestão de riscos de desastres no estado do Paraná: uma análise de percepção à luz da Campanha “Construindo Cidades Resilientes”
Quando
07/06/2019
de 09h00 até 12h00
(America/Sao_Paulo / UTC-300)
Onde
Sede Central: Escritório Verde
Participantes
Prof. Eloy Fassi Casagrande Júnior, Dr. Orientador - UTFPR
Banca examinadora:
Prof. Eloy Fassi Casagrande Júnior, Dr. Presidente - UTFPR
Prof. Silvestre Labiak Júnior, Dr. - UTFPR
Prof. Eduardo Gomes Pinheiro, Dr. - SESPPR
Prof. Harry Alberto Bollmann, Dr. - PUCPR
Adicionar evento ao calendário
iCal

Resumo: Os riscos de desastres, estruturados essencialmente na exposição e nas vulnerabilidades resultantes do modelo de desenvolvimento global em combinação com as ameaças derivadas da natureza e/ou das atividades humanas, apresentam-se como um dos grandes desafios a serem enfrentados na atualidade, visto que a ocorrência dos desastres têm resultado em perdas e danos significativos constatados pelo mundo inteiro. Diante disso, observam-se iniciativas em todos os níveis e esferas de governo que buscam reduzir os riscos de desastres existentes, prevenir novos riscos e gerenciar riscos residuais a padrões aceitáveis, fortalecendo as capacidades de enfrentamento e a resiliência aos desastres da sociedade. Como quem sofre diretamente com os reflexos dos desastres são as pessoas atingidas, sobretudo os mais pobres, entende-se que a participação social na gestão de riscos de desastres é fundamental para a garantia da legitimidade e da efetividade nos processos de diagnóstico, de planejamento e de implementação de políticas públicas. Neste horizonte, esta pesquisa tem o objetivo de compreender a percepção acerca da participação ativa cidadã na gestão de riscos de desastres no estado do Paraná à luz da Campanha “Construindo Cidades Resilientes – Minha Cidade Está se Preparando”, promovida em todo o globo pelo Escritório das Nações Unidas para a Redução do Risco de Desastres. Para tanto, aplicaram-se questionários com perguntas abertas e fechadas a determinados representantes institucionais dos Órgãos que compõem o Sistema Estadual de Proteção e Defesa Civil (SEPDEC) do Paraná, com vistas a subsidiar análises qualitativas representadas por estatísticas, comparações e correlações pertinentes à temática e ao cenário esboçado. Sobre a classificação formal da pesquisa, tem-se a caracterização de um estudo de campo com delineamentos secundários documentais e bibliográficos, de finalidade aplicada, de propósito geral exploratório-descritivo e de abordagem qualitativa. Os resultados obtidos mostram que a participação ativa cidadã na gestão de riscos de desastres no estado do Paraná é considerada relevante, mas não é promovida e difundida amplamente por quem de dever, comprovando-se a premissa maior inicialmente formulada. Destarte, conclui-se que há a necessidade de que sejam aprimorados dentro do SEPDEC os entendimentos sobre a importância, as possibilidades e as oportunidades que uma gestão participativa de riscos de desastres pode oferecer e que sejam estabelecidos e amplamente divulgados canais e mecanismos de participação social estruturados de modo simples e funcional.

Palavras-chave: Gestão de Riscos de Desastres. Cidades Resilientes. Identificação de Riscos de desastres. Participação ativa cidadã.

 

Active citizen participation in the management of disaster risks in the state of Paraná: a perception analysis in the light of the "Making Cities Resilient" Campaign

Abstract: Disaster risks, which are essentially structured in the exposition and the vulnerabilities resulting from the global development model in combination with the threats derived from the nature and/or the human activities, are one of the major challenges to be faced today, since the disasters has resulted in significant worldwide losses and damages. At that, initiatives that seek to reduce the risks of existing disasters, prevent new risks and manage residual risks to acceptable standards are observed in all the government levels, strengthening coping capacities and resilience to society's disasters. As those who suffer directly from the impact of disasters are the people affected, especially the poorest, it is understood that social participation in disaster risk management is fundamental for guaranteeing legitimacy and effectiveness in the processes of diagnosis, planning and implementation of public policies. In this context, this research aims to understand the perception of active citizen participation in the management of disaster risks in the state of Paraná in the light of the Campaign "Building Resilient Cities - My City Is Preparing", promoted throughout the globe by the United Nations Office to Disaster Risk Reduction. For this purpose, questionnaires were applied with open and closed questions to certain institutional representatives of the Organs that compose the State System of Protection and Civil Defense (SEPDEC) of Paraná, in order to subsidize qualitative analyzes represented by statistics, comparisons and correlations pertinent to the theme and the outline scenario. About the formal classification of the research, we have the characterization of a field study with documentary and bibliographic secondary delineations, of applied purpose, of general exploratory-descriptive purpose and qualitative approach. The results show that the active citizen participation in the management of disaster risks in the state of Paraná is considered relevant, but it is not promoted and widely diffused by those who owe it, proving the major premise initially formulated. Therefore, it is concluded that there is a need to improve within SEPDEC the understandings about the importance, possibilities and opportunities that participatory management of disaster risks can offer, establishing and widely disseminating channels and mechanisms of social participation structured in a simple and functional way.

Keywords: Disaster Risk Management. Disaster Risk Assessment . Resilient Cities. Active Citizen Participation.

 

Lista de Publicações

SIMIANO, L. F. ; CASAGRANDE JUNIOR, E. F. . CONCEPÇÃO, ESTRUTURAÇÃO E FUNCIONAMENTO DO CENTRO ESTADUAL DE GERENCIAMENTO DE RISCOS E DESASTRES DO PARANÁ ? CEGERD/PR. In: II Congresso de Redução de Riscos e Desastres (II CBRRD), 2017, Rio de Janeiro. II Congresso de Redução de Riscos e Desastres (II CBRRD). Rio de Janeiro: UERJ, 2017. v. 1. p. 30-42.

CARVALHO, L. G.; CHAIBEN, G. H.; SIMIANO, L. F.; CASAGRANDE JUNIOR, E. F.; LABIAK JUNIOR, S. CONFLITOS E GOVERNANÇA DE COMMONS URBANOS EM CURITIBA: A CRIAÇÃO DO PARQUE BOM RETIRO, “A CAUSA MAIS BONITA DA CIDADE” In: 5º Colóquio Ibero-Americano: Paisagem Cultural, Patrimônio e Projeto, Belo Horizonte. Anais 5º Colóquio Ibero-Americano: paisagem cultural, patrimônio e projeto. Even3, 2019.