Você está aqui: Página Inicial > Defesas > PPGTE (Doutorado): Cláudia Regina Hasegawa Zacar
conteúdo

PPGTE (Doutorado): Cláudia Regina Hasegawa Zacar

por ppgte-ct publicado 13/11/2018 10h00, última modificação 13/11/2018 10h00
O design de interiores como prótese de gênero: um estudo sobre a Casa Cor Paraná (1994-2017)
Quando
23/02/2018
de 14h00 até 18h00
(America/Sao_Paulo / UTC-300)
Onde
Sede Central: Sala A-102
Pessoa de contato
Marinês Ribeiro dos Santos
Participantes
Profa. Marinês Ribeiro dos Santos, Dra. Orientadora - UTFPR
Banca examinadora:
Profa. Marinês Ribeiro dos Santos, Dra. Presidente - UTFPR
Profa. Ana Lúcia Santos Verdasca Guimarães, Dra. - UTFPR
Profa. Marilda Lopes Pinheiro Queluz, Dra. - UTFPR
Profa. Vânia Carneiro de Carvalho, Dra. - MP/USP
Profa. Maria Rita de Assis César, Dra. - UFPR
Adicionar evento ao calendário
iCal

Resumo: Neste trabalho tenho como objetivo investigar estratégias de objetificação de feminilidades e masculinidades por meio do design de interiores no contexto do Paraná recente, discutindo o caráter prostético das materialidades resultantes dessa prática. Para tanto, tomo como objeto de análise fotografias e textos de divulgação referentes a ambientes expostos na Casa Cor Paraná no período entre 1994 e 2017. A Casa Cor Paraná é uma mostra de arquitetura, design e paisagismo que ocorre anualmente em Curitiba, com o objetivo de fomentar relações entre o público consumidor de alta renda e profissionais e empresas do setor. Ao longo de sua trajetória, a mostra tem apresentado propostas de design de interiores que constroem ideias sobre formas de morar, sobre a família e sobre as relações de gênero. Para realizar as análises, adoto uma abordagem filiada aos Estudos Culturais e recorro a referências relacionadas aos estudos e pesquisas sobre a imagem. Parto de uma perspectiva interdisciplinar, tomando como base aportes teóricos dos Estudos de Gênero e dos Estudos da Cultura Material. Dialogo também com trabalhos desenvolvidos nas disciplinas de Design, Arquitetura, História, Antropologia e Sociologia. Procuro argumentar que os ambientes expostos na Casa Cor Paraná podem ser entendidos como próteses de gênero que objetificam posições de sujeito específicas. Com isso, tenho a intenção de explicitar o papel fundamental da tecnologia na construção de corpos e subjetividades marcadas pelo gênero, argumentado que as materialidades direcionam posturas, gestos e movimentos, e também influenciam interesses, atenções e afetos. Observo que a Casa Cor Paraná tem privilegiado um modelo de família nuclear, composta por um casal heterossexual e filhas/os, bem como um modelo de casa caracterizado pela alta especialização de cômodos e pela tripartição em áreas sociais, íntimas e de serviço. Esses modelos aparecem vinculados a feminilidades e masculinidades que, matizadas pela intersecção com outros marcadores sociais, tais como idade e profissão, em geral são constituídas dentro dos padrões normativos. Essas posições de sujeito são produzidas mediante estratégias como as de aplicação de referências à natureza, incorporação de elementos sóbrios ou alinhados às linguagens pop, futurista e high-tech, e uso de imagens do corpo como decoração. Além disso, feminilidades e masculinidades são constituídas, no contexto estudado, em associação com atividades e interesses específicos, como a prática de esportes, o cozinhar gourmet, o consumo de bebidas alcoólicas, as práticas artísticas e criativas ou ainda o projeto e consumo de artefatos como automóveis e joias. As estratégias identificadas revelam marcações em termos de classe social, sexualidade e raça/etnia e, ainda que em geral enquadradas nos padrões hegemônicos, permitem também observar deslocamentos que evidenciam o caráter contingencial do binarismo de gênero.
Palavras-chave: relações de gênero, cultura material, design, interiores domésticos, Casa Cor Paraná

Interior design as gender prostheses: a study about Casa Cor Paraná (1994-2017)

Abstract: In this work I aim to investigate strategies of objectification of femininities and masculinities through interior design in the context of the state of Paraná in the last decades, discussing the prosthetic character of the materialities resulting from this practice. For that, I take as object of research photographs and texts of divulgation referring to rooms exhibited in Casa Cor Paraná in the period between 1994 and 2017. Casa Cor Paraná is an architecture, design and landscaping show that occurs annually in Curitiba, with the objective to foster relations between high-income consumers and professionals and companies from the sector. Throughout its history, the exhibition has presented interior design proposals that build ideas about ways of living, about the family and about gender relations. To carry out the analyzes, I adopt an approach affiliated to Cultural Studies and I also use as reference works in the field of image studies. I adopt an interdisciplinary perspective, based on theoretical contributions from Gender Studies and Material Culture Studies. I also establish a dialogue with works developed in the disciplines of Design, Architecture, History, Anthropology and Sociology. I try to argue that the rooms exposed in Casa Cor Paraná can be understood as gender prostheses that objectify specific subject positions. With this, I intend to reinforce the fundamental role of technology in the construction of gendered bodies and subjectivities, arguing that materialities direct postures, gestures and movements, and also influence interests, attentions and affections. I note that Casa Cor Paraná has privileged a nuclear family model, composed of a heterosexual couple, daughters and sons, as well as a model of house characterized by the high specialization of rooms and the tripartition in social, intimate and service areas. These models are linked to femininities and masculinities which, while intersected with other social markers such as age and profession, are usually constituted within normative standards. These subject positions are produced through strategies such as applying references to nature, incorporating sober elements or elements aligned with pop, futuristic and high-tech languages, and using body images as decoration. In addition, femininities and masculinities are constituted, in the context studied, in association with specific activities and interests, such as sports, gourmet cooking, alcohol consumption, artistic and creative practices, or the design and consumption of artifacts such as cars and jewelry. The strategies identified reveal markers in terms of social class, sexuality and race/ethnicity and, although generally framed in hegemonic patterns, also allow observing displacements that evidence the contingent character of gender binarism.
Keywords: gender relations, material culture, design, domestic interiors, Casa Cor Paraná

Lista de publicações:

ZACAR, Cláudia Regina Hasegawa; SANTOS, Marinês Ribeiro dos. As estrelas da Casa Cor Paraná: um estudo sobre estratégias de construção de um ideal de “designer celebridade”. Estudos em Design, Rio de Janeiro, v. 1, n. 25, 2017. Disponível em: < https://estudosemdesign. emnuvens.com.br/design/article/view/437>. Acesso em: 10 ago. 2017.

ZACAR, C. R. H.; ZIMMERMANN, T. Apontamentos sobre relações de gênero na análise do design de interiores domésticos. Contemporâneos - Revista de Artes e Humanidades, v. 14, p. 1-16, 2016.

ZACAR, Cláudia Regina Hasegawa; SANTOS, Marinês Ribeiro dos. A materialização de identidades de gênero associadas à prática de esportes por meio do design de interiores. In: ENCONTRO INTERNACIONAL DE ESTUDOS DA IMAGEM - VI ENEIMAGEM & III EIEIMAGEM, 2017, Londrina. Anais eletrônicos... Londrina: UEL, 2017. Disponível em: <http://www.uel.br/eventos/ eneimagem/2017/wp-content/ uploads/2016/08/6-Genero2.pdf> . Acesso em: 30 jan. 2018.

ZACAR, Cláudia Regina Hasegawa; SANTOS, Marinês Ribeiro dos. A materialização de masculinidades gays no design de interiores: um estudo sobre a mostra Casa Cor. In: MUNDO DE MULHERES & FAZENDO GÊNERO 11, 2017, Florianópolis. Anais eletrônicos... Florianópolis: UFSC, 2017. Disponível em: <http://www.wwc2017.eventos. dype.com.br/resources/anais/ 1498669329_ARQUIVO_ Fazendogenero_ZacareSantos_ Final_ajustado.pdf> Acesso em: 30 jan. 2018.

ZACAR, C. R. H.; SANTOS, M. R. . Feminilidades e masculinidades objetificadas no design de interiores domésticos: a solteirice em exibição na Casa Cor Paraná. In: XI Jornadas Latinoamericanas de Estudos Sociais da Ciência e da Tecnologia - ESOCITE 2016, 2016, Curitiba. Anais das XI Jornadas Latinoamericanas de Estudos Sociais da Ciência e da Tecnologia - ESOCITE 2016, 2016.