Você está aqui: Página Inicial > Defesas > PPGTE (Mestrado): Amanda de Lourenço Rodrigues
conteúdo

PPGTE (Mestrado): Amanda de Lourenço Rodrigues

por vaniagalliciano publicado 19/09/2018 14h51, última modificação 19/09/2018 14h51
Análise da contabilização de ativos intangíveis de pesquisa e desenvolvimento ambiental em empresas inovadoras do Paraná.
Quando
30/03/2017
de 09h00 até 12h00
(America/Sao_Paulo / UTC-300)
Onde
Sede Central: Sala Escritório Verde
Pessoa de contato
Participantes
Prof. Eloy Fassi Casagrande Junior, Dr. Orientador - UTFPR
Prof. Silvestre Labiak Junior, Dr. Co-orientador - UTFPR
Banca examinadora:
Prof. Eloy Fassi Casagrande Junior, Dr. Presidente - UTFPR
Prof. Luiz Marcio Espinosa, Dr. - PUCPR
Prof. Décio Estevão do Nascimento, Dr. - UTFPR
Profa. Isaura Alberton de Lima, Dra. - UTFPR
Adicionar evento ao calendário
iCal

Resumo: O alto custo para investimentos em inovação tecnológica é uma realidade enfrentada pelas entidades no contexto brasileiro e as inovações ambientais não ficam de fora dessa realidade. Incentivos a investimentos em atividades de pesquisa, desenvolvimento (P&D) e inovação tecnológica são oferecidos pelo Governo, em suas várias esferas, como por exemplo leis que oferecem redução de impostos para inovação, ou financiamentos com taxas reduzidas para investimento em inovação – Lei do Bem; BNDES; outros. Fora do âmbito governamental há outros incentivos, de caráter econômico, que também apresentam estímulos e estão diretamente ligados com a inovação, entre eles a contabilização de ativos intangíveis. O aproveitamento desse benefício por meio da contabilização de ativos intangíveis para pesquisa e desenvolvimento ambiental é objeto de análise deste trabalho, em empresas do estado do Paraná que foram consideradas inovadoras de acordo com os parâmetros da Lei do Bem de ano base 2014 por meio de entrevistas orientadas. Em complemento há o referencial teórico da pesquisa que engloba o histórico de políticas públicas para inovação no Brasil a fim de mostrar a origem da Lei do Bem, o conceito de inovação dentro do contexto brasileiro de políticas públicas para a inovação, o conceito de inovação ambiental e a conceituação de ativos intangíveis, englobando as dificuldades e importância da contabilização de ativos intangíveis, juntamente com breve descritivo sobre ativo intangível de P&D ambiental. Trata-se, portanto, de uma pesquisa qualitativa e exploratória que tem como conclusão o entendimento de se as empresas do estado do Paraná estão contabilizando ou não ativos intangíveis, principalmente os de pesquisa e desenvolvimento ambiental.
Palavras-chave: Inovação ambiental. Ativo Intangível. Pesquisa e Desenvolvimento. Incentivo econômico.

Analysis of environmental research and development intangible asset with innovative companies in Paraná.

Abstract: The high cost for investments in technological innovation is a reality faced by entities in the Brazilian context and the environmental innovations are not left out of this reality. Incentives for investments in research and development (R&D) of technological innovation activities are offered by the Government in its various spheres, such as laws that offer tax reductions for innovation, or low rate fundraising for investment in innovation, as examples Law of Good; BNDES; others. Outside the government sphere there are other incentives, of economic nature, that also stimulate and are directly linked to innovation, among them there is the accounting of intangible assets. Accounting of intangible assets for environmental research and development benefit is the object of analysis of this work, in companies of Paraná state that were considered innovative according to the parameters of Law of Good 2014 based year through oriented interviews. In addition there is tech research theoretical reference that includes the history of public policies for innovation in Brazil in order to show the Law of Good origin, the innovation concept within the Brazilian context of public policies for innovation, the concept of environmental innovation and the conceptualization of intangible assets, encompassing the difficulties and importance of the accounting of intangible assets, with a brief description of environmental R&D intangible assets. It is, therefore, a qualitative and exploratory research that has as conclusion the understanding of whether the companies of the state of Paraná are accounting or not intangible assets, mainly those of environmental research and development.
Keywords: Technological innovation. Intangible Asset. Research and Development. Economic Incentive.

Lista de publicações:

GUEDES, R. T. S.; RODRIGUES, A. L.; NASCIMENTO, D. E.; CASAGRANDE JUNIOR, E. F.; STRAHUS, F. R. A TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIAS DESENVOLVIDAS POR ORGANIZAÇÕES CIENTÍFICAS E TECNOLÓGICAS NO PARANÁ In: Esocite, 2016, Curitiba. 21 años: trayectorias plurales entre pasados y futuros. Curitiba: , 2016. p.1 - 310.

GUEDES, R. T. S.; RODRIGUES, A. L.; NASCIMENTO, D. E.; CASAGRANDE JUNIOR, E. F.; STRAHUS, F. R.  A TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIAS DESENVOLVIDAS POR ORGANIZAÇÕES CIENTÍFICAS E TECNOLÓGICAS NO PARANÁ. Revista Espacios, Caracas, v.38, n.4,p. 7-17,fev. 2017.