Você está aqui: Página Inicial > Defesas > PPGTE (Mestrado):Bruno Oliveira Alves
conteúdo

PPGTE (Mestrado):Bruno Oliveira Alves

por vaniagalliciano publicado 06/09/2018 10h51, última modificação 06/09/2018 10h51
Olhares em construção: modos de vida representados nas fotorreportagens de O Cruzeiro
Quando
17/04/2015
de 15h00 até 18h00
(America/Sao_Paulo / UTC-300)
Onde
Sede Central: Sala B-205
Pessoa de contato
Participantes
Profa. Luciana Martha Silveira, Dra. Orientadora UTFPR
Banca examinadora:
Profa. Luciana Martha Silveira, Dra. Presidente UTFPR
Prof. Ronaldo Entler, Dr. FAAP
Prof. Eduardo Tulio Baggio, Dr. FAP
Profa. Marinês Ribeiro dos Santos, Dra. UTFPR
Adicionar evento ao calendário
iCal

Resumo: Esta pesquisa investiga como a fotografia, a partir das fotorreportagens de Jean Manzon e José Medeiros presentes na revista O Cruzeiro, contribuiu para a representação de modos de vida urbanos no Brasil na passagem dos anos 1940 para os 1950. Busco compreender quais conceitos são destacados através da produção desses fotógrafos no período de 1947 a 1951. Para tal, foram analisadas 11 reportagens a partir da perspectiva dos Estudos Culturais, pois se compreende que a fotografia influencia na relação entre as pessoas e o mundo quando a percepção de objetos, lugares, conceitos é mediada pelas representações presentes nas imagens. A partir dos Estudos Sociais da Ciência e da Tecnologia propõe-se que os modos de ver são componentes essenciais do sistema tecnológico fotográfico, porque os modos particulares e coletivos de interpretar o mundo, nos quais fotógrafos e editores estão embebidos, se cristalizam em fotografias durante a produção das mesmas. A associação da fotografia à imprensa, especialmente no início do século XX, ampliou o acesso às representações de cidades, pessoas e modos de vida de lugares que muitas pessoas não veriam com os próprios olhos. O Cruzeiro foi uma revista ilustrada semanal que circulou a partir de 1928 e, na década de 1940 se tornou vetor da modernização do fotojornalismo brasileiro ao aplicar modelos inspirados em revistas europeias. Com grande variedade temática e distribuição nacional, O Cruzeiro atingiu um grande número de leitores e se tornou um importante veículo de comunicação no país. Através das análises, foi possível perceber que as reportagens constroem conceitos pelas representações a partir de binômios como feminilidade e masculinidade, lazer e trabalho, civilizado e selvagem, classes baixas e altas, entre outros. Porém, esses temas se articulam entre si, entrecruzam-se: por exemplo, as representações de feminilidade ou masculinidade são atravessadas por marcadores de classe social, geração e etnia. As escolhas dos fotógrafos e da revista na produção e circulação de fotografias, ao se repetirem ao longo dos anos, funcionam como proposições de modelos de vida.
Palavras-chave: Fotografia, Representação, Cultura, Linguagem, Tecnologia, Modos de ver, O Cruzeiro, Revista ilustrada, Modos de vida, Brasil.

Visions under construction: ways of life represented in O Cruzeiro’s photo reportages

Abstract: This research investigates how photography, present in photo reportages made by Jean Manzon and José Medeiros in the magazine O Cruzeiro, contributed to representation of urban ways of life in Brazil during the passage of the 1940s to 1950s. I seek to understand which concepts were highlighted through the production of these photographers in the period 1947-1951. To this end, 11 reportages were analyzed based on the Cultural Studies perspective, because I understand that photography influences the relationship between people and the world when the perception of objects, places, concepts is mediated by representations. Based on the Science and Technology Studies, I propose that the ways of seeing are essential components of photographic technological system. Because the private and collective ways of interpreting the world in which photographers and editors are embedded are crystallized in photos during production. The association of photography to the press, especially in the early twentieth century, expanded the access to representations of cities, people and lifestyles from places that many people would not be able to see with their own eyes. O Cruzeiro was a weekly illustrated magazine started in 1928. In the 1940s, inspired by European magazines, it became a modernization's vector of Brazilian photojournalism. With thematic variety and national distribution, O Cruzeiro reached a wide audience and became an important media in Brazil. Throughout the analysis was observed that the reportages build concepts by representations using dichotomies as femininity and masculinity, leisure and work, civilized and savage, lower and upper classes, among others. However, these themes are articulated to each other: for example, femininity or masculinity representations are crossed by social class, generation and ethnicity markers. The choices made by photographers and magazine, during photographic production and circulation, work like proposals of life models when representations are repeated over the years.
Keywords: Photography, Representation, Culture, Language, Technology, Ways of seeing, O Cruzeiro, Illustrated magazine, Ways of life, Brazil.

Lista de publicações:

ALVES, Bruno O. SILVEIRA, Luciana M. Para além do reflexo - a fotografia na construção de significados. In: V Simpósio Nacional de Tecnologia e Sociedade - TECSOC, 2013, Curitiba. Anais do V TecSoc, 2013.