Você está aqui: Página Inicial > Defesas > PPGTE (Mestrado): Fernanda Bornancin Santos
conteúdo

PPGTE (Mestrado): Fernanda Bornancin Santos

por vaniagalliciano publicado 10/09/2018 10h44, última modificação 10/09/2018 10h44
Deslocamentos tecnológicos e artísticos na prática dos Microrroteiros da Cidade
Quando
22/02/2016
de 14h00 até 17h00
(America/Sao_Paulo / UTC-300)
Onde
Sede Central: Sala C-301
Pessoa de contato
Participantes
Profa. Marilda Lopes Pinheiro Queluz, Dra. Orientadora - UTFPR
Banca Examinadora:
Profa. Marilda Lopes Pinheiro Queluz, Dra. Presidente - UTFPR
Profa. Ângela Brandão, Dra. - UNIFESP
Prof. Artur Freitas, Dr. - UNESPAR
Prof. Gilson Leandro Queluz, Dr. - UTFPR
Adicionar evento ao calendário
iCal

Resumo: Esta pesquisa propõe uma reflexão sobre como a dimensão tecnológica na prática dos Microrroteiros da Cidade se constitui como fator fundamental de seus processos de co-construção e mediação de circulações, dinâmicas e possibilidades de desdobramento. Criado em 2009 pela artista e roteirista paulistana Laura Guimarães, o projeto consiste em pequenas intenções de roteiro que convidam à visualização de histórias e situações vivenciadas por pessoas que transitam e/ou habitam a cidade de São Paulo. A linguagem utilizada nos textos dos microrroteiros é, ao mesmo tempo, uma relativização do roteiro de cinema e do código técnico de escritura do Twitter – uma plataforma de microblogging que prioriza o compartilhamento por meio de mensagens curtas de até 140 caracteres. Por meio de levantamento fotográfico, entrevista e coleta de dados, realizamos um mapeamento dos trânsitos dessas dinâmicas e, posteriormente, desenvolvemos uma análise das opções tipográficas, dos variados suportes, composições e das conexões entre diferentes espaços geográficos identificados. A fundamentação da pesquisa é realizada a partir da Teoria Crítica da Tecnologia de Andrew Feenberg e da leitura do autor sobre as considerações de Herbert Marcuse em relação à tecnologia e a arte. Refletimos também a respeito de deslocamentos de processos artísticos e comunicacionais desencadeados a partir da década de 1960 por um viés teórico latino-americano, sustentado por Néstor García-Canclini e Jesús Martín-Barbero, no intuito de analisarmos como a prática dos Microrroteiros da Cidade e suas dimensões técnico-estéticas se constituem nas dinâmicas das redes sociais e dos códigos urbanos em que se localiza. Desse modo, compreendemos as hibridações de linguagens expressas nessa prática artística como deslocamentos que ocorrem não de modo linear, mas de maneira cruzada e simultânea, borrando fronteiras de autoria e de fruição passiva, possibilitando outras construções de visualidades, coletivos e randômicos, mediando processos de ressignificação e reapropriação da cidade.
Palavras-chave: Arte. Tecnologia. Microrroteiros da Cidade. Intervenção urbana. Redes sociais.

Technological and artistic shifts in the practice of Microrroteiros da Cidade

Abstract: This research proposes a reflection about how the technological dimension in the practice of Microrroteiros da Cidade constitutes a fundamental factor of its co-construction and mediation processes of circulation, dynamics and deployment possibilities. Microrroteiros’s project was created in 2009 by the artist and screenwriter Laura Guimarães. Its approach involves small script intentions that invites São Paulo’s population to imagine and visualize scenes that happen in the city. The language used in microrroteiros texts is, at the same time, a relativization of screenplay and Twitter’s technical code – a microblogging plataform that priorizes the share of 140 character messages. Through photographic survey, interview and collection of data, we made a transit mapping of this dynamics and, after that, we developed an analysis of the typographic options, the various media, compositions and connections between different geographic areas identified. The theoretical foundation of this research is based on Andrew Feenberg’s Critical Theory of Technology, and on considerations that this author does about Herbert Marcuse’s theorical position on technology and art. Supported by Néstor García-Canclini and Jesús Martín-Barbero, we observe some shifts of artistic and communication processes triggered from the 1960s by a Latin American theoretical bias, in order to analyze how the practice of Microrroteiros da Cidade and their technical and aesthetic dimensions are constitutive in the dynamics of social media and urban codes in which it is located. Thus, we understand the hybridizations of this artistic practice as displacements that occur in a nonlinear way, but crossed and simultaneous, blurring boundaries of autorship and enabling other visual, collective and random constructions, mediating processes of reinterpretation and reappropriation of the city.
Keywords: Art. Technology. Microrroteiros da Cidade. Social media. Urban intervention.

Lista de publicações:

SANTOS, Fernanda Bornancin; QUELUZ, Marilda Lopes Pinheiro. Microrroteiros da Cidade: interações e reapropriações pelas práticas artísticas. In: V ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS DA IMAGEM E II ENCONTRO INTERNACIONAL DE ESTUDOS DA IMAGEM, 2015, Londrina. Anais... Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2015, p. 247-258. Disponível em: <http://www.uel.br/eventos/eneimagem/2015/wp-content/uploads/9.-PAISAGEM-CIDADE-NATUREZA-Anais-do-V-ENEIMAGEM-II-EIEIMAGEM-Vol.-9.pdf>. Acesso em: 22 jan. 2016. 

SANTOS, Fernanda Bornancin; QUELUZ, Marilda Lopes Pinheiro. Tecnologia como mediadora da prática artística dos Microrroteiros da Cidade. In: VI ESOCITE.BRASIL / TECSOC - VI SIMPÓSIO NACIONAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE, 2015, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2015. Disponível em: <http://www.rio2015.esocite.org/resources/anais/5/1440779565_ARQUIVO_ESOCITEBR2015-Artigo-FernandaBornancinSantos.pdf>. Acesso em: 22 jan. 2016.