Você está aqui: Página Inicial > Defesas > PPGTE (Mestrado): Guilherme Caldas dos Santos
conteúdo

PPGTE (Mestrado): Guilherme Caldas dos Santos

por vaniagalliciano publicado 14/09/2018 09h17, última modificação 14/09/2018 09h17
Visões de São Paulo: a marca urbana segundo Luiz Gê
Quando
10/03/2017
de 14h30 até 17h30
(America/Sao_Paulo / UTC-300)
Onde
Sede Central: Sala C-301
Pessoa de contato
Participantes
Profa. Marilda Lopes Pinheiro Queluz, Dra. Orientadora - UTFPR
Banca examinadora:
Profa. Marilda Lopes Pinheiro Queluz, Dra. Presidente - UTFPR
Prof. Rodrigo Otávio dos Santos, Dr. - Uninter
Prof. Key Imaguire Junior, Dr. - UFPR
Prof. Paulo Eduardo Ramos, Dr. - UNIFESP
Adicionar evento ao calendário
iCal

Resumo: Esta pesquisa pretende refletir sobre os quadrinhos de Luiz Gê sobre a Avenida Paulista, considerando o diálogo entre os discursos de paulistanidade e os ideais de modernidade brasileira. A proposta é investigar como a linguagem de Luiz Gê constrói representações de São Paulo que estabelecem críticas e, simultaneamente, reiteram os símbolos de desenvolvimento industrial, de modernização tecnológica e de principal centro financeiro, econômico e industrial do país. Luiz Gê buscou ambientar muitas de suas histórias na cidade de São Paulo ao longo de sua carreira, tornando a capital bem mais do que apenas um cenário para seus enredos. São Paulo está presente tanto de forma literal, com sua paisagem urbana e seus marcos arquitetônicos – como o túnel da av. 9 de Julho, o prédio do Banespa ou a av. Paulista – como indireta, através de metáforas – como a paródia ao episódio do Grito do Ipiranga. Tentaremos compreender sua produção como parte de um processo de mudança de eixos de poder no Brasil a partir do conceito de “horizonte cultural” proposto por Feenberg (2010), levando em conta sua relação com as questões de hegemonia pertinentes ao momento em que Fragmentos Completos, a história da Avenida Paulista em quadrinhos, é produzida. Outro aspecto a ser analisado é a abordagem que Luiz Gê faz da Avenida Paulista por ocasião de seu centenário, em 1991: um marco urbanístico da cidade que materializa ao mesmo tempo em que representa muitos dos anseios e contradições de São Paulo.
Palavras-chave: Luiz Gê. Avenida Paulista. Quadrinhos. Tecnologia e cultura. Cultura material

Visions of São Paulo: the urban mark according to Luiz Gê

Abstract: This research intends to reflect on the comics of Luiz Gê about Avenida Paulista, considering the dialogue between the discourses of paulistanity and the ideals of Brazilian modernity. The goal is to investigate how the language of Luiz Gê constructs representations of São Paulo that establish critics and, simultaneously, reiterate the symbols of industrial development, technological modernization and main financial, economic and industrial center of the country. Luiz Gê sought to set many of his stories in the city of São Paulo throughout his career, making the capital city more than just a scenario for his entanglements. São Paulo is present both literally, with its urban landscape and its architectural landmarks - as the avenida 9 de Julho, the building of Banespa or the Avenida Paulista - as indirect, through metaphors - as the parody of the Grito do Ipiranga episode. We will try to understand his comics as part of a process of change of power axes in Brazil using the concept of "cultural horizon" proposed by Feenberg (2010), taking into account its relation with the questions of hegemony pertinent to the moment in which Fragmentos completos (Complete Fragments), the story of Avenida Paulista in comics, is produced. Another aspect to be analyzed is Luiz Gê's approach to Avenida Paulista on the occasion of its centenary, in 1991: an urban landmark of the city that materializes at the same time that it represents many of São Paulo's yearnings and contradictions.
Keywords: Luiz Gê. Avenida Paulista. Comics. Technology and culture. Material culture.

Lista de publicações:

SANTOS, Guilherme C. dos. Fanzines e a autopublicação de quadrinhos antes da internet. In 3ªs JORNADAS INTERNACIONAIS DE QUADRINHOS, 2015. São Paulo: Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, 2015.

Ações do documento