Você está aqui: Página Inicial > Defesas > PPGTE (Mestrado): Lucas Bueno de Freitas
conteúdo

PPGTE (Mestrado): Lucas Bueno de Freitas

por vaniagalliciano publicado 31/08/2018 13h27, última modificação 31/08/2018 13h27
O gritante silêncio em uma nota de rodapé: gênero nas dissertações e teses sobre PROEJA no Estado do Paraná
Quando
17/12/2014
de 14h00 até 17h00
(America/Sao_Paulo / UTC-200)
Onde
Sede Centro: Sala A-306
Pessoa de contato
Participantes
Prof. Domingos Leite Lima Filho, Dr. Orientador UTFPR
Profa. Lindamir Salete Casagrande, Dra. Co-orientador UTFPR
Banca examinadora:
Prof. Domingos Leite Lima Filho, Dr. Presidente UTFPR
Profa. Nanci Stancki da Luz, Dra. UTFPR
Profa. Ceuli Mariano Jorge, Dra. SEED
Profa. Maria Lucia Büher Machado, Dra. IFPR
Adicionar evento ao calendário
iCal

Resumo: O presente trabalho objetiva analisar o não dito sobre as questões relativas à gênero nas teses e dissertações produzidas pelo Grupo Interinstitucional Demandas e Potencialidades do PROEJA no Paraná. A metodologia utilizada para o desenvolvimento do estudo foi pesquisa analítica, do tipo bibliográfica, tendo dissertações e teses como objetos de análise. Em um primeiro momento apresentamos um apanhado teórico sobre questões de gênero, educação e trabalho, bases para a pesquisa. Posteriormente realizamos um breve estado da arte sobre EJA e, mais especificamente, PROEJA, entre os anos de 2006 e 2012 no Banco de Teses da Capes. A partir do resultado buscamos dentre esses trabalhos, dissertações e teses que abordem especificamente a temática de gênero. Em seguida realizamos este mesmo processo em âmbito estadual, mais especificamente em trabalhos produzidos no Grupo Interinstitucional Demandas e Potencialidades do PROEJA no Paraná, grupo criado a partir de edital para financiamento vinculado ao MEC/SETEC, foco escolhido para empreender nossa discussão. Após a leitura das 12 dissertações e uma tese selecionamos quatro temáticas comuns às pesquisas para discutirmos junto às teorias de gênero: (a) o ingresso de estudantes no PROEJA, (b) evasão, (c) corpo docente e (d) linguagem utilizada pela pesquisadora e por seus/suas entrevistados/as. Como resultado, apontamos uma grande demanda por pesquisas sobre gênero e EJA, pois na maioria das pesquisas as questões relacionadas à mulher é silenciada e/ou naturalizada, estereótipos construídos sócio-histórico-culturalmente pululam nas dissertações e teses, mas não há discussão ou valorização.
Palavras-chave: Educação de Jovens e Adultos. Gênero. Trabalho e Educação. PROEJA. Mulher.

The yelling silence in a footnote: gender in dissertations and theses about PROEJA in Paraná State

Abstract: This work aims to analyze the not told about the issues of gender in theses and dissertations produced by the the Interinstitutional Group Demands and Possibilities of PROEJA in Paraná. The methodology used to develop the study was analytical research, bibliographical, and dissertations and theses as objects of analysis. At first we present a theoretical overview of gender issues, education and work, bases for the research. Subsequently we conducted a short state of the art about young and adult education and, more specifically, PROEJA, between the years 2006 and 2012 in the thesis database Capes. From the result we seek from these works, dissertations and theses that specifically address the gender issues. Then we perform the same process at the state level, specifically in works produced in the Interinstitutional Group Demands and Possibilities of PROEJA in Paraná, a group created from issuance to financing linked to the MEC/SETEC, focus chosen to undertake our discussion. After reading the 12 dissertations and the thesis, we selected four themes common in the searches to discuss the gender theories: (a) the admission of students in PROEJA, (b) avoidance, (c) teachers and (d) language used by the researcher and his/her interviewees. As a result, we point out a great demand for research on gender and young and adult education, because most of the researches, issues related to women is silenced and/or naturalized, stereotypes culturally constructed socio-historical-swarming in dissertations and theses, but there is no discussion or recovery.
Keywords: Youth and Adults Education. Gender. Work and Education. PROEJA. Woman.

Lista de publicações:

FREITAS, L. B. ; LIMA FILHO, D. L. ; CASAGRANDE, L. S. . Entre negações e permissões: a história da mulher na educação profissional brasileira durante a Primeira República. In: IV Seminário Nacional de Educação Profissional e Tecnológica, 2014, Belo Horizonte. IV SENEPT 2014, 2014.

FREITAS, L. B. ; LIMA FILHO, D. L. . A mulher no PROEJA: presença/ausência da variável gênero nas dissertações defendidas no PPGTE/UTFPR pelo Grupo PROEJA/Paraná. In: V Simpósio Nacional de Tecnologia e Sociedade, 2013, Curitiba. Ciência, Tecnologia e Cultura: outro desenvolvimento é possível? Curitiba, 2013.