Você está aqui: Página Inicial > Defesas > PPGTE (Mestrado): Marcel Cesar Julião Pereira
conteúdo

PPGTE (Mestrado): Marcel Cesar Julião Pereira

por vaniagalliciano publicado 21/08/2018 09h45, última modificação 21/08/2018 10h32
Histórias de uma psicologia do futuro: Representações de Ciência e Tecnologia em Fundação de Isaac Asimov
Quando
30/08/2018
de 09h00 até 12h00
(America/Sao_Paulo / UTC-300)
Onde
Sede Central: Sala A-206
Pessoa de contato
Participantes
Prof. Gilson Leandro Queluz, Dr. Orientador - UTFPR
Banca examinadora:
Prof. Gilson Leandro Queluz, Dr. Presidente - UTFPR
Prof. Fábio Luciano Iachtechen, Dr. - Unibrasil/UEPG
Profa. Maria Gorete Oliveira de Sousa, Dra. - IFCE
Profa. Angela Rubel Fanini, Dra. - UTFPR
Site
Visite o site do evento
Adicionar evento ao calendário
iCal

Resumo: A Ficção Científica é um gênero literário cujos elementos de estranhamento e cognição – pautados na aparência dos paradigmas das Ciências modernas – são elementos essenciais e suficientes. Desde seu surgimento até os dias de hoje, sua importância e influência na sociedade se fortalece e sua relevância como crítica social é cada vez mais reconhecida. Entre os autores do gênero, destaca-se Isaac Asimov como um dos mais importantes do século XX e a série Fundação como uma das partes mais representativas de sua obra. Com especial ênfase na relação entre a trilogia original, escrita e publicada entre 1941 e 1953, com sua sequência de 1982, Limites da Fundação, esta pesquisa combina uma análise bakhtiniana do discurso e discussões sobre Tecnologia e Sociedade para problematizar a evolução da tensão entre determinismo e emancipação representados na Psico-história, novum utilizado por Asimov na construção de seu mundo fictício. Partindo do contexto editorial e das temáticas, as análises indicaram que as estruturas narrativas, escolhas de estilo e linguagem e construção do cronotopo das obras estabelecem um diálogo com a evolução sócio-histórica da Ficção Científica e as problematizações teórico-críticas do campo dos estudos sobre Ciência, Tecnologia e Sociedade. Também foi identificado que as posições resultantes desses diálogos entre contexto, argumentos e elementos narrativos são uma construção dinâmica e dialógica que privilegia a emancipação do pensamento de seu destinatário em detrimento das tentativas monológicas de silenciar posições divergentes eventualmente observadas. Acreditamos que esta pesquisa corroborou a hipótese inicial de que a visão sobre Ciência e Tecnologia expressa nas obras analisadas de Asimov é responsiva às transformações sociais com um crescente caráter crítico frente ao determinismo tecnológico que se consolida na forma de confronto entre sistemas políticos e técnicos em Limites da Fundação.
Palavras-chave: Ficção Científica. Teoria Crítica. Ciência e Tecnologia. Isaac Asimov. Série Fundação.