Você está aqui: Página Inicial > Defesas > PPGTE (Mestrado): Marcos Aurelio Schwede
conteúdo

PPGTE (Mestrado): Marcos Aurelio Schwede

por vaniagalliciano publicado 31/08/2018 13h25, última modificação 31/08/2018 13h25
A Ciência e a Tecnologia entre projetos de sociedade em disputa: O caso do IFSC
Quando
17/12/2014
de 09h00 até 12h00
(America/Sao_Paulo / UTC-200)
Onde
Sede Central: Sala C-301
Pessoa de contato
Participantes
Prof. Domingos Leite Lima Filho, Dr. Orientador - UTFPR
Banca examinadora:
Prof. Domingos Leite Lima Filho, Dr. Presidente - UTFPR
Prof. Celso João Ferretti, Dr. UTFPR
Prof. Luzia Matos Mota, Dra. IFBA
Prof. Sandra Regina Oliveira Garcia, Dra. UEL
Adicionar evento ao calendário
iCal

Resumo: Esta investigação teve o objetivo de compreender como os projetos de sociedade em disputa influenciam na produção da ciência e da tecnologia e nas (im)possibilidades de acesso aos conhecimentos científicos e tecnológicos pelos trabalhadores. Para alcançar esse objetivo analisou-se as políticas e a produção de ciência e tecnologia no país; as aproximações e distanciamentos do conhecimento científico e tecnológico da educação do trabalhador, suas determinações e condicionamentos para as políticas de educação profissional e tecnológica no Brasil e; a influência destas questões no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catariana – IFSC. Para a condução desta pesquisa elegeu-se o materialismo histórico e dialético como referencial teórico e metodológico, trabalhando-se com revisão bibliográfica, análise documental, observação direta e entrevistas a professores e gestores do IFSC. Assim, a pesquisa partiu da realidade material, tomando sua historização como pressuposto de análise, em que, no movimento do real (em um processo dialético), busca-se captar os aspectos intrínsecos a esta realidade. Como principais resultados, verificou-se que no país há um amplo processo de formação de consensos relacionando a produção da ciência e da tecnologia com o termo e conceito da inovação. À inovação passa a ser tributado o crescimento econômico, a competitividade e em especial, passa a ser considerada uma condição para a transformação social e para a construção de um novo projeto de sociedade. Todavia, identifica-se que o sentido atribuído à inovação, que é compartilhado socialmente, relaciona-se com a política explícita de ciência e esta é composta por construções ideológicas que legitimam a intervenção do estado na infraestrutura produtiva e tecnologia, o que não é prática nova na realidade brasileira, pois trata-se de algo que há muito tempo é feito. Além disso, constata-se que a política implícita de ciência, tecnologia e também de inovação está comprometida com a lógica social posta e seus condicionantes. Os seguintes aspectos são reveladores para esta compreensão: os resultados das políticas de C,T&I (política explicita); os principais beneficiários das políticas em curso; o direcionamento dos recursos das políticas de C,T&I e da política industrial; os investimentos do setor empresarial em P&D e inovação, entre outros. Já ao analisar-se o acesso a uma educação que tenha em suas bases os conhecimentos científicos e tecnológicos, verificou-se que apenas um seleto grupo da sociedade pode acessá-la. Aos demais é ofertada uma educação que acompanha a extensa arquitetura social, ou seja, uma educação diferenciada e desigual ofertada para diferentes grupos da sociedade. Neste contexto um grande contingente populacional acessa apenas uma educação fragmentada, pontual e de caráter simples. Esse processo contraditório ocorre porque em um processo dialógico que envolve a constrição da reprodução do capital e a contrainvestida do sistema capitalista, passa a ser utilizado da mais alta tecnologia e da inovação de forma combinada com a ampliação da extração da mais-valia absoluta e relativa, ampliando-se assim o processo de precarização das condições de trabalho de ampla parcela dos trabalhadores, contexto em que a “desqualificação” do trabalhador passa a ser um elemento estruturante da reprodução e acumulação do capital. Identificou-se também que estes movimentos da realidade social se desdobram no contexto do IFSC, onde se verifica a existência de uma ampla arquitetura educacional, que reproduz a arquitetura social existente, isto é, o acesso a uma educação que tenha a ciência e a tecnologia em suas bases permanece restrito. Identifica-se ainda que há um processo de naturalização das classes sociais ou a compreensão de que uma educação que prepara o trabalhador para ocupar um “papel” no “sistema social” (na extensa arquitetura social, que é extremamente desigual) seja inclusiva e também afeita aos interesses dos trabalhadores. Nesta instituição também verifica-se que há em grande medida um consenso acerca da importância da inovação, perspectiva utilizada para direcionar a produção da ciência e da tecnologia por meio da pesquisa. Portanto, a partir destes resultados identifica-se a necessidade da ampliação das discussões sobre os projetos de sociedade em curso e sua relação com a produção da C&T e do acesso aos conhecimentos científicos e tecnológicos por parte dos trabalhadores.
Palavras-chave: Política de C&T; Trabalho e Educação; Educação Profissional e Tecnológica; Pesquisa Cientifica e Tecnológica; Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia; IFSC.

The Science And The Technology among competing society projects: The IFSC Case

Abstract: The objective of this research is to understand the influence of competing society projects on science and technology productions, and the (im)possibility for the workers to have access to science and technology knowledge. To achieve this objective the country policies and the production of science and technology was analyzed, how close or how far the workers education is to the scientific and technological knowledge, it's resolution and constraints to Brazilian professional and technological education policies and; the influence of these questions in the Federal Institute of Education, Science and Technology of Santa Catarina - FIESTSC. The historical and dialectical materialism was elected as the theoretical and methodological framework to drive this research, working with literature review, document analysis, direct observation and interviews with professors and managers from FIESTSC. Thus, the research started with material reality, taking its history as analytical assumption, where in the movement of the real (under a dialectical process), seeks to apprehend the intrinsic aspects of this reality. As main results, it was identified in the country, a broad process to shape consensus related to science and technology production with the innovation term and concept. To the innovation is taxed the economic growth, competitive edge and in particular, is now taken as condition to social transformation and to build a new society project. However, the meaning assigned to innovation, socially shared, relate to the explicit science policy and this is made by ideological constructions that legitimate the state intervention in technology and productive infrastructure, which is not new in Brazilian reality, since it is something that is being done since long ago. Besides, it is noted that the implicit science, technology and innovation policy is committed with the present social logic and its conditioners. The following aspects are revealing to this comprehension: the S,T&I policies results (explicit policy); the beneficiaries of the current policies; the resource usage of the S,T&I and industrial policies; the business sector investments in R&D and innovation, among others. When the access to scientific and technological knowledge based education is analyzed, it was verified that only a small selected portion of the society has access to it. To the others is offered an education that follows the long social architecture, a distinct and unequal education offered to distinct social groups. In this context, a big contingent of the population only has access to a simple, punctual and fragmented education. This contradictory process happens because under a dialogic process involving the constriction of the capital reproduction and the capitalist system counter attack, begins to use the highest form of technology and innovation merged with the magnification of the absolute and relative value added extraction, therefore magnifying the deterioration process of the work conditions from a broad portion of the workforce, in this context the worker "under qualification" begins to be a structural element to the reproduction and accumulation of capital. It was verified that these social reality movements also unfolds inside the FIESTSC, where there is a broad educational architecture, which reproduce the existing social architecture, which means the access to a science and technology based education is still limited. Also is identified a naturalization process of the social classes or the comprehension that an education which prepares the worker to assume a "role" inside the "social system" (in the long social architecture, which is extremely unequal) is inclusive and in behalf of the workers. In this institution is also verified a big consensus about the importance of the innovation, which is then used to drive the production of science and technology through research. Therefore, these results indicate the need to magnify the debate about current society projects and its relations to S&T production and the workers access to scientific and technological knowledge.
Keywords: S&T Policies; Work and Education; Professional and Technological Education; Scientific and Technological Research; Federal Institutes of Education; Science and Technology; FIESTSC

Lista de publicações:

SCHWEDE, Marcos Aurelio. A pesquisa científica na educação tecnológica e para o trabalho no Brasil. Revista Congreso Universidad, Havana, v. 1, n. 1, p.01-09, mar. 2012.