Você está aqui: Página Inicial > Defesas > PPGTE (Mestrado): Maria do Amparo Cardoso Domingues
conteúdo

PPGTE (Mestrado): Maria do Amparo Cardoso Domingues

por vaniagalliciano publicado 12/09/2018 10h12, última modificação 12/09/2018 10h12
PRONATEC: um estudo com egressos no Litoral do Paraná
Quando
07/07/2016
de 14h00 até 17h00
(America/Sao_Paulo / UTC-300)
Onde
Sede Central: Sala C-301
Pessoa de contato
Participantes
Prof. Domingos Leite Lima Filho, Dr. - Orientador - UTFPR
Banca examinadora:
Prof. Domingos Leite Lima Filho, Dr. Presidente - UTFPR
Profa. Eneida Oto Shiroma, Dra - UFSC
Prof. Dante Henrique Moura, Dr. - IFRN
Prof. Mário Lopes Amorim, Dr. - UTFPR
Adicionar evento ao calendário
iCal

Resumo: Esta pesquisa procurou investigar as contribuições da realização dos cursos do Pronatec na modalidade Formação Inicial Continuada (FIC) para a inserção dos egressos no mundo do trabalho, no período de março a dezembro de 2012, no Instituto Federal do Paraná, câmpus Paranaguá. No que se refere à metodologia e aos objetivos a pesquisa foi descritiva, uma vez que buscou descrever as características dos egressos do Pronatec, além de ter sido também explicativa, contribuindo para a análise de possíveis causas ou consequências advindas da intervenção do Programa na vida de seus participantes, principalmente no que se refere aos aspectos do trabalho. Para tanto, esta pesquisa apresenta uma discussão sobre Estado e o campo das políticas públicas, tecendo uma síntese histórica sobre os programas de qualificação profissional que antecederam o Pronatec: o PIPMO, o PLANFOR e o PNQ. Apresenta-se, também, a conceituação das categorias trabalho, qualificação e empregabilidade, categorias estas que embasam a análise do Pronatec. A pesquisa com os egressos revelou que o perfil do aluno egresso do Pronatec no IFPR em 2012 é caracterizado por jovens com predominância do gênero feminino, na sua maioria entre 16 a 25 anos, estudantes do ensino médio de escolas públicas da cidade de Paranaguá, com renda familiar entre 2 a 4 salários mínimos e que não trabalhavam e não contribuíam para a renda familiar na época do curso. Em relação às contribuições do curso para a inserção no mundo do trabalho, 93% dos egressos declararam que sua ocupação atual nada tem a ver com a área do curso FIC realizado em 2012. Apenas dois, dos trinta egressos entrevistados, disseram trabalhar na área do curso. Quanto ao vínculo empregatício que se estabelece entre os egressos e sua ocupação atual aponta-se que, 23% dos que estão trabalhando possuem carteira assinada. No entanto, parcela significante se encontra ocupada na economia informal (os que declararam que trabalham sem carteira assinada, ou que trabalham como autônomos). Tem-se, nesse sentido, um cenário com empregos fora da área específica de qualificação proporcionada pelos cursos, somada a um elevado índice de informalidade. Por outro lado, mesmo que o emprego não tenha sido um ganho real ao final do curso, a influência do programa na vida estudantil dos egressos se mostrou positiva, já que muitos deram continuidade aos seus estudos, principalmente os jovens estudantes que na época do curso estavam na iminência da conclusão do ensino médio, além disso, muitos se motivaram a procurar novos cursos por influência direta do Programa. O Pronatec, portanto, a partir da análise dos dados levantados, caracterizou-se como um programa emergencial, voltado para a formação de mão de obra para o mercado, como uma resposta do governo federal a demanda empresarial e/ou interesses governamentais ou da estrutura administrativa/operacional dos ofertantes, mediante a oferta preponderante de cursos FIC, dando continuidade à tendência histórica de formação para o trabalho simples no Brasil, sem vínculo com a elevação da escolaridade de jovens estudantes e trabalhadores.
Palavras-chave: Pronatec. Qualificação profissional. Trabalho. Educação profissional

Pronatec: a study with former students in the Coast of Paraná

Abstract: This research sought out to investigate the contributions from Pronatec (National Program for Technical Education and Employment Access) on initial and ongoing training courses for the insertion of graduated students into the working world, from March to December 2012, at the Federal Institute of Paraná in Paranaguá. In relation to the methodology and objectives the research was descriptive and explanatory, seeking to describe the characteristics of the former students and contributing to the analysis of possible causes or consequences arising from this Program to the participants’ life, especially regarding to the aspects of the work. For this purpose, it is presented a discussion about the State and public policies, making a historical overview about the professional qualification programs before Pronatec: the PIPMO (Intensive Plan Preparation of Manpower), PLANFOR (National Plan for Workers’ Qualification) and PNQ (National Qualification Plan). It also gives the conceptualization of the categories work, professional qualification and employability that support the analysis of Pronatec. The research revealed that these former students from Pronatec at IFPR in 2012 were characterized by young people with a female predominance, mostly between 16 to 25 years old, high school students from public schools in the city of Paranaguá, with family income between 2 to 4 minimum wages and who didn’t work and didn’t contribute to the family income during the course. In relation to the course contributions to their integration into the working world, 93% of them reported that their current jobs are not connected to the course held in 2012. Just two from the thirty interviewees reported working in the area of course. When it comes to the employment relationship established between these students and their current occupation it is noted that 23% from those who are working have a signed labor cart. However, a significant part of them work at informal economy (those who reported working without a signed labor cart or formal contract or working as self-employed). Therefore, it is noted a background where jobs are not related to the specific qualification area provided by the courses, added to a high informality rate. On the other hand, even if the job has not been a real gain at the end of the course, the influence of the program on these students’ life was positive, since many of them have continued their studies, especially to the youngers that at that time were finishing the high school, moreover, many students were motivated to seek new courses by direct influence of the Program. The Pronatec, thus, from the analyzing data, was characterized as an emergency program, aimed to the skilled labour training, as a federal government's response to business demand and/or government interests or from administrative/operational structure from the offerers through the preponderant offer of initial and ongoing training courses, continuing the historical trend of training for simple work in Brazil, not linked to the increase in schooling levels of young students and workers.
Keywords: Pronatec. Professional qualification. Work. Professional Education.

Lista de publicações:

DOMINGUES, Maria do Amparo C. O conceito de qualificação profissional no Pronatec: aproximações e divergências com Friedmann e Naville. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ESTUDOS DO TRABALHO, 14, 2015, Campinas, SP. Anais. Disponível em: <http://abet2015.com.br/anais-xiv-encontro-abet>.p. 195-208.