Aviso: O site da UTFPR está sendo reestruturado. Você está visitando a nossa página antiga.

Neste momento de transição, algumas atualizações estão sendo realizadas na nova versão, disponível aqui

Você está aqui: Página Inicial doisvizinhos Estrutura do Câmpus Assessorias Assessoria de Comunicação Comunicação e Imprensa Notícias 2017 UTFPR-DV integrada na prevenção do suicídio

UTFPR-DV integrada na prevenção do suicídio

Nesta terça-feira (dia 12 de setembro), o Programa CIMCO (Comunidade Integrada na Multiplicação de Conhecimentos) da Universidade Tecnológica Federal do Paraná do Câmpus Dois Vizinhos (UTFPR-DV) promoveu para a comunidade universitária e duovizinhense a palestra intitulada “Viver é melhor”, promovida pelo Professor Messias Moreira. Ele é professor dos Cursos de Direito da UNISEP e da Pós-graduação da UNIPAR e Analista do Comportamento humano aplicado à educação pela UNIOESTE de Francisco Beltrão. O professor Messias também é membro do Grupo de Apoio aos Sobreviventes do Suicídio (GASS) de Francisco Beltrão (PR), parceiro da UTFPR na realização da campanha do Setembro Amarelo de 2017.
Moreira abordou, durante sua palestra, a temática do suicídio e da valorização à vida, com ênfase aos jovens. Detalhou a origem do autoextermínio, falou dos tabus e mitos, bem como fatores de risco, destacando o alcoolismo e drogas, a homofobia e os elementos sociais contribuintes com as taxas de suicídio. Por fim, destacou as formas de prevenir o suicídio, terminando com a frase de Mahatma Gandhi “Seja a mudança que você quer ver no mundo”.
Ao final, a plateia interagiu com o professor, por meio de perguntas e contribuições a respeito da temática. Segundo o Diretor-Geral do Câmpus Dois Vizinhos, Prof. Dr. Everton Ricardi Lozano Silva, “é um tema de fundamental importância para a sociedade, em especial para a nossa comunidade universitária. Tenho certeza que algumas pessoas foram ajudadas naquele evento”.
De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o suicídio é uma pandemia global. A cada 40 segundos uma pessoa morre por suicídio e cerca de 30 brasileiros tiram a própria vida por dia. Ao todo, 1 milhão de pessoas no mundo praticam o autocídio por ano. A boa notícia é que 90% dos casos podem ser tratados, mediante o auxílio profissional de psicólogos e psiquiatras e também através do acolhimento do próximo. Informar salva vidas e este é o mote da campanha do Setembro Amarelo, instituído pela OMS no mundo todo, sendo o dia 10 de setembro o dia mundial de prevenção ao suicídio. Vários órgãos prestam ajuda àqueles que possuem ideação suicida, destacando-se o Centro de Valorização à Vida (CVV). Atuante há 50 anos no Brasil, possui uma rede de mais de 2000 voluntários que prestam trabalho de ouvir gratuitamente as pessoas, com o intuito de aliviar as dores daqueles que pensam em tirar a própria vida. Possui a ajuda por telefone (141), chat ao vivo, Skype e também e-mail no seu website.
Em Francisco Beltrão, O GASS atua à frente das campanhas de prevenção do suicídio durante o Setembro Amarelo. Já realizou no Parque Alvorada a I Caminhada pela Vida, no dia 10 de setembro, e tem realizado inúmeras palestras na região, no intuito de informar sobre este assunto. A proposta do grupo em 2018 será abrir ao atendimento da comunidade, com a mesma metodologia dos Alcoólicos Anônimos, no intuito de ouvir e auxiliar pessoas que são consideradas sobreviventes do suicídio, ou seja, pessoas que sobreviveram à tentativa de suicídio ou familiares/amigos daqueles que morreram por meio do autoextermínio.
Para conhecer melhor o trabalho deste grupo, acesse a página no Facebook.

UTFPR-DV integrada na prevenção do suicídio

Atualizado em 15/09/2017.

Ações do documento