Eficiência energética

Projetos da UTFPR recebem investimentos de cerca de R$ 22 milhões da Copel
Eficiência energética

Diretor presidente da Copel DIS, Maximiliano Andres Orfali, e o reitor Luiz Alberto Pilatti, durante assinatura de documentos

A UTFPR assinou, na última sexta-feira (01), um protocolo de intenções, dois contratos de projetos e dois termos de cooperação técnica com a Copel Distribuição (Copel DIS). Com valor total de aproximadamente R$ 22 milhões, os projetos contratados são dos câmpus Curitiba e Pato Branco e foram aprovados na Chamada Pública VPDE Copel DIS 001/2017 – projeto prioritário de eficiência energética e estratégico de P&D.

O objetivo desta chamada foi selecionar propostas de projetos aderentes à Chamada nº 001/2016 - Projeto Prioritário de Eficiência Energética e Estratégico de P&D: “Eficiência Energética e Minigeração em Instituições Públicas de Educação Superior”, publicada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Os termos de cooperação técnica assinados estão ligados à contratação dos projetos de pesquisa.

Já o protocolo de intenções tem como objeto a cooperação técnica e científica entre a UTFPR e a Copel DIS, com objetivo de incentivar trabalhos de conclusão de curso, dissertações, projetos de pesquisa, iniciações científicas, desenvolvimentos tecnológicos e projetos; desde áreas fim, como a de energia, e até áreas meio, como processos de segurança e saúde ocupacional, logística, temas econômico-financeiros, meio ambiente, e ao redor de temas de interesse de ambas as instituições. O protocolo prevê seis focos de interesse, que vão do desenvolvimento de tecnologias associadas ao setor elétrico e sua relação com a mobilidade sustentável inteligente à energia solar foto-voltáica como fonte renovável de energia.

Participaram da assinatura dos documentos o diretor presidente da Copel DIS, Maximiliano Andres Orfali, o reitor Luiz Alberto Pilatti, o pró-reitor de Relações Empresariais e Comunitárias, Douglas Renaux, o diretor superintendente da Fundação de Apoio à Educação, Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico da UTFPR (Funtef-PR), Humberto Gamba, os diretores-gerais dos câmpus Curitiba e Pato Branco, respectivamente, Cezar Augusto Romano e Idemir Citadin, e os professores coordenadores dos projetos contratados, Paulo Cézar Stadzisz (Curitiba) e Jean Patric da Costa (Pato Branco).

Projetos

Os projetos de eficiência energética e de pesquisa e desenvolvimento (P&D) aprovados passaram por uma última etapa de avaliação em maio, em Brasília, quando, de 15 propostas do Paraná, somente cinco foram aprovadas no mérito técnico-científico e habilitadas para as fases seguintes.

Tanto o projeto de Pato Branco como o de Curitiba possuem duas frentes de trabalho, uma voltada à eficiência energética e outra orientada à P&D. No total, serão investidos R$ 2.920.370,45 no projeto de eficiência energética do Câmpus Pato Branco, que consiste no estudo e implantação de um sistema de geração de energia elétrica renovável fotovoltaica, que objetiva a redução da fatura de energia elétrica de sua sede. No projeto de P&D, são destinados R$ 5.568.477,24 para o desenvolvimento de um sistema com inversores inteligentes para um melhor gerenciamento de redes de geração distribuídas, atendendo a necessidades reais da Copel.

De acordo com o professor coordenador do projeto do Câmpus Pato Branco, este é o primeiro grande projeto de P&D totalmente desenvolvido no câmpus e vem ao encontro das metas institucionais e do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica de aproximar o setor produtivo da academia. “O investimento em pesquisa realizado pela Copel propiciará a aquisição de modernos equipamentos voltados à pesquisa de ponta e financiará bolsas de estudo para acadêmicos de graduação e pós-graduação. Durante o projeto serão desenvolvidas tecnologias inovadoras totalmente nacionais e será fornecido treinamento visando a formação de recursos humanos de alto nível para o setor produtivo”, afirma Jean Patric da Costa.

No Câmpus Curitiba, os investimentos serão de R$ 2.048.271,69 para o projeto de eficiência energética e de R$ 11.527.400,00 para o projeto de P&D. O projeto de eficiência energética prevê a substituição de 14.940 lâmpadas para tecnologia LED e a implantação de um sistema de geração de energia elétrica renovável fotovoltaica e eólica, o que garantirá economia de energia de 821,52 MWh/ano ou R$ 374.285,60/ano. Por sua vez, o projeto de P&D consiste na elaboração de uma metodologia para análise, monitoramento e gerenciamento da Geração Distribuída – GD – por fontes incentivadas.

Atualizado em 04/09/2017

Acompanhe as notícias da UTFPR no twitter e no facebook.

Ações do documento