Aviso: Você está visitando a nossa página antiga, por isso algumas informações podem estar desatualizadas.

Para saber mais sobre a Instituição, acesse o novo Portal da UTFPR

Dupla diplomação

UTFPR leva Francisco Beltrão à cenário internacional
Dupla diplomação

Willian (de listrado) e Thaisa (na frente), da Engenharia Ambiental, estudam na França pelo programa de Dupla Diplomação. Na foto estão com um grupo de alunos que foi à França pelo Brafitec

A UTFPR vêm se destacando há nove anos no cenário do ensino, pesquisa e extensão em Francisco Beltrão. Vários alunos participaram de intercâmbios de conhecimento, linguístico e cultural por meio do programa Ciência sem Fronteiras. Atualmente o destaque da universidade é a dupla diplomação. Com o acordo firmado com países da Europa e da América Latina, estudantes dos cursos de Engenharia de Alimentos, Engenharia Ambiental, Engenharia Química e Licenciatura em Informática podem fazer parte da graduação nas universidades parceiras. Após retornar e encerrar o curso no Brasil os alunos recebem um diploma da UTFPR e outro da universidade do exterior, podendo exercer a profissão em ambos os países e até mesmo nos países que compõe os blocos econômicos.

A dupla diplomação faz parte da política de internacionalização da UTFPR. “A internacionalização é uma necessidade no mundo globalizado. É uma forma de capacitar docentes, servidores e alunos para que a instituição e o país cresçam do ponto de vista da ciência e da educação”, salientou o diretor da instituição, Alexandre Alfaro.

Dois estudantes da Engenharia Ambiental do câmpus Francisco Beltrão estão na França onde estudam na Université de Technologie de Compiègne (UTC) desde agosto de 2016. Além de todo o conhecimento, a experiência ainda tem proporcionado enriquecimento linguístico, social e cultural. Veja a entrevista com os alunos Willian Felipe do Prado e Thaisa Martins, alunos da Engenharia Ambiental na UTFPR e cursando Engenharia de Processos na UTC.

Como tem sido a sua experiência na França?

Willian - A experiência tem sido fantásticas, conheci pessoas de todas as partes do mundo, muitas culturas diferentes e lugares maravilhosos.

Thaisa - No quesito universidade a UTC é incrível, o sistema de ensino é bem diferente, os laboratório e as salas de aula tem uma estrutura surreal, professores de alta qualidade e ela é bem rigorosa também. A experiência tem sido incrível, temos mais liberdade na escolha das matérias, então a gente faz o que realmente gosta e algumas matérias são bem difíceis. A UTC tem um sistema genial de cursos, TDs e TPs: As horas aulas são dividas nessas três categorias, as aulas normais que são os cursos; algumas matérias tem os  TDs, que são como exercícios em sala sobre a aula, essa é a hora de tirar dúvidas e os TPs são as atividades práticas, como laboratórios.

Você acredita que a dupla diplomação possa ser um diferencial competitivo no mercado?

Willian - Com certeza, além do diploma em uma das melhores engenharias da França, o conhecimento de outros idiomas e a experiência de um estágio no exterior se tornam um diferencial muito grande.

Thaisa - Com certeza! Pelo menos eu espero, ainda mais com essa crise que está no Brasil, acho que quem vai ficar ativo no mercado é quem tem um diferencial.

Como foi a experiência a língua francesa? Já está fluente?

Willian - A UTC oferta um curso intensivo de francês para os alunos estrangeiros durante as férias e eu já tinha uma base quando cheguei, então em pouco tempo já tinha condições de assistir as aulas normalmente. Sempre é possível melhorar o nível de francês, mas já tenho um nível avançado, estou no segundo semestre aqui e estou cursando o nível mais alto de francês ofertado pela UTC.

Thaisa - No começo foi bem difícil, por ter aprendido inglês a vida inteira, quando cheguei aqui o automático era o inglês, sempre que precisa falar em francês vinha o inglês na cabeça, depois passou a ser o contrário. Agora a mudança de língua passou a ser mais fácil, quando preciso falar inglês sai natural, quando é francês melhor ainda, a gente se adapta eu acho. Não sei se sou fluente, tem muitos erros que eu cometo ainda, mas eu entendo e acho que sei me expressar bem.

Números da UTFPR em Francisco Beltrão

No mês de março a UTFPR completou nove anos na cidade. A oferta de quatro cursos e 352 vagas por ano tem atraído alunos do Brasil inteiro que passam a residir no município injetando dinheiro na economia. São jovens e adultos que alugam imóveis, se alimentam e ainda gastam com lazer, vestuário, transporte e entretenimento. Atualmente a universidade conta aproximadamente 900 alunos e 150 servidores que em sua maioria também vieram de fora para assumir o concurso.

Além da graduação em Engenharia de Alimentos, Engenharia Ambiental, Engenharia Química e Licenciatura em Informática a UTFPR oferta dois mestrados: em Tecnologia de Alimentos, em parceria com o câmpus Londrina; e em Engenharia Ambiental que iniciou a primeira turma neste semestre.

Futuro

A expansão da universidade nos últimos anos demonstra o comprometimento com a educação. Foram realizadas diversas obras de reforma, ampliação e construção com investimento de aproximadamente R$ 10 milhões.

O câmpus tem o pleito de abertura de três novos cursos já homologados no Ministério da Educação e aguarda a liberação. Além disso vêm contribuindo a cada dia por meio de inúmeros projetos de pesquisa e extensão. O câmpus também integra a Unidade Mista de Pesquisa e Transferência de Tecnologia (UMIPTT), em parceria com diversas instituições como Embrapa e Iapar.

Atualizado em 05/05/2017

 

 

 

Ações do documento