Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Cornélio Procópio > Egressa relembra a sua trajetória no ensino, pesquisa e extensão
conteúdo

Notícias

Egressa relembra a sua trajetória no ensino, pesquisa e extensão

Egressos

publicado: 05/03/2021 10h11 última modificação: 08/03/2021 22h36

A egressa  Jacqueline Jordan Guedes teve uma intensa jornada acadêmica no ensino, na pesquisa e extensão do Câmpus Cornélio Procópio.  Foi aluna  dos cursos de graduação e pós-graduação em Engenharia Elétrica. Ela nos conta que foi muito bem acolhida por todas as pessoas no Câmpus CP e sempre teve muito apoio e respaldo para desenvolver suas atividades de curso e todos os outros projetos dos quais participou ou propôs.

 A trajetória acadêmica de Jacqueline teve início com sua aprovação no SISU no curso de Engenharia Elétrica da UTFPR-CP em agosto de 2010 e foi concluída em dezembro de 2019. Foram quase dez anos de dedicação aos cursos, projetos e aos amigos. Nascida em Ribeirão Preto, no estado de São Paulo, concluiu o curso de graduação em Engenharia Elétrica em agosto de 2015 e, no mesmo mês e ano, conquistou sua aprovação no curso de Mestrado em Engenharia Elétrica.

 No Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica da UTFPR, Câmpus Cornélio Procópio, Jacqueline também cursou e concluiu o Doutorado sob a orientação dos Professores Doutores Marcelo Favoretto Castoldi e Alessandro Goedtel, inicialmente na área de concentração em Sistemas Eletrônicos Industriais e na linha de pesquisa de Acionamentos Eletro-Eletrônicos, durante o mestrado, e, posteriormente, na linha de Processamento e Conversão de Energia.

 O envolvimento de Jacqueline Guedes com o Câmpus Cornélio Procópio e a UTFPR foi muito além das atividades relacionadas à sua formação educacional. Ela cita com orgulho a primeira atividade extracurricular em que se envolveu já no segundo semestre de curso, a monitoria em Matemática. Em 2011, participou ativamente da formação do Diretório Acadêmico da Elétrica-DAELT, ocupando diferentes cargos. Em 2012, Jacqueline e um grupo de amigos, todos companheiros de curso e de universidade, criaram o Cursinho Comunitário Prisma, um curso pré-ENEM e vestibulares voltado para a preparação de estudantes de nível médio das escolas públicas de Cornélio Procópio e da região.“Este foi, sem dúvidas, um dos mais importantes projetos de minha trajetória acadêmica. Nosso grupo era muito unido e trabalhamos muito para ajudar pessoas a conhecer nossa instituição e se interessarem por ela. Recebemos muitas premiações e homenagens de entidades e clubes de serviço da cidade, mas, ver pessoas que passaram pelo Prisma estudando na UTFPR-CP gerava uma satisfação ímpar”, diz Jacqueline.

 Ela destaca que uma das coisas mais importantes que existem nas universidades são os Projetos de Iniciação Científica. Nesse período, Jacqueline explica que o interesse pela pós-graduação foi aumentando à medida que sua participação nos Projetos de Iniciação Científica do Departamento de Engenharia Elétrica-DAELE e do Centro Integrado de Pesquisa em Controle e Automação-CIPECA. “Foram os projetos de iniciação científica que me fizeram  sair da graduação direto para a pós-graduação. O potencial dos Projetos de Iniciação Científica para entusiasmar os estudantes e orientá-los para melhorar sua formação são imensos”, explica.

 Além dos projetos de ensino, pesquisa e extensão, Jacqueline também viveu outras experiências que contribuíram  para ampliar mais e melhor sua formação profissional e pessoal. Durante dois anos ela lecionou nos cursos de graduação em Engenharia Elétrica e Controle e Automação do Câmpus como docente contratada por tempo determinado. “Os desafios eram imensos. Eu era aluna da pós-graduação em um nível muito elevado e difícil de aprendizado e, ao mesmo tempo, atuava como professora de estudantes em séries iniciais da graduação. Modular tudo isso, saber traduzir aos alunos que estão no início do curso aquilo que estamos estudando e aprendendo ao fazer ciência, é um desafio gigantesco”, avalia Jacqueline.

 Atualmente, Jacqueline Guedes trabalha na área de Pesquisa & Desenvolvimento de Sistemas de Medição da WEG Equipamentos Elétricos em jaraguá do Sul, SC. Suas atividades na empresa estão voltadas à melhoria contínua da qualidade, monitoramento e identificação de falhas em motores de indução, exatamente na mesma linha de pesquisa do mestrado e do doutorado.

 “O mercado é sempre muito difícil e a concorrência é grande. O conhecimento básico nunca foi e não é suficiente. Eu sempre ouvi isso de meus professores, hoje eu estou vivendo experiências que exigem muita dedicação e conhecimento. Além da formação profissional, buscar conhecimentos em outras áreas, principalmente para melhorar a formação humana, as competências para lidar com pessoas e situações que exigem muito de todos nós, como a pandemia, por exemplo, é cada vez mais importante, inclusive nas empresas e no mercado”, orienta.

 Ela explica ainda que o Câmpus  contribuiu de modo significativo para sua formação profissional e humana, pois, teve a oportunidade de aprender e lidar com pessoas diferentes, desenvolver habilidades diferentes e enfrentar diferentes situações. "Mas, o que mais sinto falta da UTFPR-CP, o que mais deixa feliz são as pessoas que conheci e as amizades que fiz na universidade  que vão ficar para sempre”, ressalta Jacqueline.