Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Francisco Beltrão > Comemoração
conteúdo

Notícias

Comemoração

UTFPR completa 12 anos em Francisco Beltrão
publicado: 03/03/2020 10h09 última modificação: 03/03/2020 10h09
Os calouros do primeiro semestre de 2020 da UTFPR de Francisco Beltrão - que completa 12 anos nesta terça-feira (03) - foram recepcionados na última semana. Nesta segunda-feira (02) os veteranos também retornaram às atividades.

Os calouros do primeiro semestre de 2020 da UTFPR de Francisco Beltrão - que completa 12 anos nesta terça-feira (03) - foram recepcionados na última semana. Nesta segunda-feira (02) os veteranos também retornaram às atividades.

Na terça-feira (03) a UTFPR de Francisco Beltrão comemora 12 anos desde que iniciou suas atividades no município. A universidade conta com mais de mil alunos oriundos de diversos locais do país. Com quatro cursos de graduação, duas especializações e dois mestrados a instituição contribui para o desenvolvimento local e do país.

Consolidada no município, a universidade já formou aproximadamente 500 profissionais ao longo dos doze anos de atuação. “Nos sentimos honrados em fazer parte da história de Francisco Beltrão como a primeira universidade federal instalada aqui. Além disso somos a única tecnológica e a mais eficiente entre as federais do país”, destaca Alexandre Alfaro, diretor-geral da unidade.

O Câmpus ainda atua diretamente na comunidade por meio de projetos de extensão em diversas áreas e entrega o produto de todo o seu trabalho com pesquisas realizadas por alunos e servidores.

História

O Câmpus Francisco Beltrão teve sua incorporação formalizada com a publicação da Portaria Ministerial nº. 1.863, em 30 de novembro de 2006, a partir da incorporação da estrutura do Centro de Educação de Nível Técnico do município (Texcel).

A escolha do primeiro curso, implantado no início de 2008, Tecnologia em Alimentos, deu-se em razão da significativa presença de indústrias alimentícias na região, com grande demanda de mão de obra especializada. Em 2009 teve início o curso de Engenharia Ambiental e no segundo semestre de 2011 o curso de Licenciatura em Informática. Em 2013, o Câmpus recebeu autorização do Ministério da Educação, para ofertar o curso de Engenharia Química. No ano de 2014 o curso de Tecnologia em Alimentos foi transformado em Engenharia de Alimentos. Sendo assim passou a ofertar vagas em quatro engenharias e uma licenciatura.

Como uma universidade tecnológica, o câmpus contribui significativamente para a formação de mão de obra especializada, oportunizando a contratação de profissionais de qualidade. Com um grande número de indústrias no ramo alimentício, os egressos do curso de Engenharia em Alimentos são absorvidos na região e preparados para atuar em qualquer lugar do país. Estes profissionais encontram na própria universidade uma oportunidade para especialização, através do programa de Mestrado Profissional em Tecnologia de Alimentos.

Outro potencial da região, a geração de energia por meio de pequenas centrais hidrelétricas e energia eólica é explorada no ensino do curso de Engenharia Ambiental. Em 2016 o câmpus recebeu a autorização para abertura do Mestrado Acadêmico em Engenharia Ambiental: Análise e Tecnologia Ambiental. E no ano de 2017 iniciou a primeira turma do primeiro mestrado acadêmico do Câmpus.

A busca por professores qualificados na área da informática também é atendida com o curso de Licenciatura em Informática. A Instituição, preocupada em suscitar o lado humano e aguçar a consciência social dos alunos, promove atividades culturais, desenvolve projetos sociais e tecnológicos, proporciona atividades extraclasse e intercâmbios internacionais, busca parcerias para possibilitar a oferta de estágio e emprego. Fomenta também a prestação de serviços e possui programas de incubadoras de empresas.

A Universidade desenvolve projetos de extensão em diversas áreas: social, tecnológica e de educação, visando integrar-se e colaborar com a comunidade.