Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Geral > UTFPR obtém duas novas patentes de invenção
conteúdo

Notícias

UTFPR obtém duas novas patentes de invenção

Câmpus Curitiba

Cartas foram concedidas pelo INPI à Universidade nesta semana
publicado: 08/01/2021 16h27 última modificação: 08/01/2021 16h55
Fachada do Câmpus Curitiba | Foto: Decom

Fachada do Câmpus Curitiba | Foto: Decom

Nesta terça-feira (5), a UTFPR recebeu duas cartas patentes de invenção do Instituto Nacional da Propriedade Intelectual (INPI). Ambas são de pesquisadores e egressos do Câmpus Curitiba na área de Eletrônica.

Uma é um processo para medição passiva de transdutores remotos via acoplamento indutivo, do professor Paulo Abatti e do egresso da graduação e da pós-graduação stricto sensu Marcos Hara. A validade da patente é de 10 anos.

A outra é um sistema de gerenciamento remoto de energia com o docente Luciano Scandelari, os egressos da graduação Eduardo Lippmann, Henrique Gubert e Lucas de Lara. A validade da patente é de 20 anos.

Para o pró-reitor de relações empresariais e comunitárias, Rubens de Farias, a patente de invenção é a mostra legalizada de que se pratica ensino, pesquisa e extensão, na Universidade, com foco em produzir soluções para a sociedade. “Somente com professores e alunos de alta qualidade, trabalhando em sintonia para o bem comum é que isso se faz possível”, afirma.

Mais sobre patentes
São proteções voltadas para inventos que propõem as respostas para problemas tecnológicos, de acordo com a previsão na Lei da Propriedade Industrial (LPI). Podem ser produtos ou processos que atendam a requisitos de novidade, atividade incentiva e aplicação industrial.