Aviso: Você está visitando a nossa página antiga, por isso algumas informações podem estar desatualizadas.

Para saber mais sobre a Instituição, acesse o novo Portal da UTFPR

Você está aqui: Página Inicial patobranco Estrutura do Câmpus Assessorias Assessoria de Comunicação Comunicação e Imprensa Notícias 2011 novembro Reconhecimento de Curso

Reconhecimento de Curso

MEC atribui conceito máximo ao Curso de Engenharia Elétrica do Câmpus Pato Branco

O Curso Superior de Engenharia Elétrica passou nos dias 17 e 18 de novembro, pela Avaliação de Reconhecimento de Curso, realizada pelo MEC. Na manhã desta segunda-feira, 28, a Diretoria-Geral do Câmpus e os professores do Curso receberam o resultado. A nota atribuída no relatório dos avaliadores foi 5, conceito máximo concedido a cursos de graduação.

Os avaliadores designados pelo Banco Nacional de Avaliadores – BASIs, foram os professores Doutores da área de Engenharia Elétrica: Samir Ahmad Mussa, da Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, e Carlos Roberto Lopes, da Universidade Federal de Uberlândia - UFU. A avaliação é conduzida pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira e produz indicadores que subsidiam tanto o processo de regulamentação, exercido pelo MEC, como garante transparência dos dados sobre qualidade da educação superior a toda sociedade.

No processo foram avaliadas três dimensões do curso: organização didático-pedagógica, corpo docente e  infraestrutura, com conceitos de 1 a 5. O curso de Engenharia Elétrica alcançou, nessas três dimensões avaliadas, o conceito máximo.

O Coordenador do Curso de Engenharia Elétrica Giovanni Alfredo Guarneri comenta que “o valor desse conceito vem do trabalho realizado desde a abertura do curso e sua adequação de Engenharia Industrial Elétrica para Engenharia Elétrica. É um trabalho de uma equipe formada pela coordenação, NDE, responsáveis pelos TCCs, estágios e atividades complementares, o Colegiado e a secretaria do curso. Esse resultado espelha o trabalho de todo esse grupo. Temos que enaltecer a todos que trabalharam para tornar possível esse conceito 5, aos professores, técnicos-administrativos, professores de outros cursos, ao pessoal da biblioteca, a Diretoria de Graduação, a Secretaria Acadêmica, o Departamento de Educação, todos que deram apoio não só durante o processo de reconhecimento, mas ao longo do curso”.

A Diretora-Geral, Tangriani Simioni Assmann, satisfeita e orgulhosa por mais um conceito máximo no Câmpus, destacou em sua fala que “temos que reconhecer em primeiro lugar o trabalho dos professores que estiveram envolvidos nesse processo, sem esquecer dos técnico-administrativos, e claro dos alunos. Conseguir conceito 5 em um curso de engenharia não é fácil. Existe toda uma estrutura, desde pessoal de ensino e a administração geral que tentam dar as condições ideais de estrutura física e de pessoal, mas o que foi determinante é o trabalho dos professores e dos alunos, que resultou nesse 5. O fato de ter um programa de pós-graduação  stricto sensu vinculado ao curso fortalece muito a qualidade do curso, pois os professores acabam por agregar os alunos em iniciações científicas, desenvolvem pesquisas, e se capacitam muito mais. Estamos muitos felizes com o resultado e estendo os parabéns a todos os envolvidos”.

O Curso

O atual Curso de Engenharia Elétrica do Câmpus Pato Branco foi criado em 2007, pela Resolução COEPP 86/06, de 17/11/2006. Para atender aos referenciais nacionais, através da Resolução COEPP 155/2009, de 10/12/2009, o Curso de Engenharia Industrial Elétrica, assim denominado inicialmente, com duração de 10 semestres, passou a denominar-se Curso de Engenharia Elétrica. A cada semestre são ofertadas 44 vagas, e o Curso conta com 280 alunos regulares e um contingente de 57 professores altamente capacitados. A formação da primeira turma está prevista para a data de 03/03/2012.

 

Reconhecimento Engenahria Elétrica 02

Prof. Carlos Roberto Lopes (Avaliador - UFU) e Prof. Samir Ahmad Mussa (Avaliador - UFSC)

Reconhecimento Engenahria Elétrica 03

Avaliação com os acadêmicos do curso.

Ações do documento