Aviso: O site da UTFPR está sendo reestruturado. Você está visitando a nossa página antiga.

Neste momento de transição, algumas atualizações estão sendo realizadas na nova versão, disponível aqui

Extensão

Curso de Química desenvolve projeto de produção de doces, geleias, compotas e conservas
Extensão

Primeira oficina da capacitação ministrada para as participantes do Projeto Ser Mulher

Com o objetivo de promover a ampla formação dos discentes, bem como capacitar a comunidade no processo de produção de alguns alimentos, reciclagem e domissanitários, o Curso de Bacharelado em Química, do Câmpus Pato Branco, está desenvolvendo o projeto de extensão Química para todos: do conhecimento à prática.

Segundo o professor Edimir Andrade Pereira, doutor em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos, que leciona a disciplina Tecnologia de Alimentos de Origem Vegetal, um dos objetivos do projeto é capacitar a comunidade com o processamento de alimentos através do desenvolvimento de competências relativas à execução do processo produtivo de fabricação de geleia e doces de frutas, planejamento das quantidades de matérias-primas e produto final, da utilização de equipamentos e utensílios e o controle o processo de produção, considerando aspectos de qualidade e normas de higiene e segurança do trabalho.

Recentemente, a inciativa que visa incentivar e consolidar o trabalho voluntário saiu do papel e foi, literalmente, para a cozinha. Os acadêmicos do curso de Química, Anaclara Prasniewiski, Thariane Bicas, Gabrielle Calegari, Aline Savi, Anna Paula Simon e o egresso mestre em Química, Nathan da Silva Miranda Sechi, em parceria com a Prefeitura de Pato Branco, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e a Fundação Patobranquense do Bem Estar (Fundabem), ministraram a primeira capacitação para a produção de alimentos de origem vegetal (doces, geleias, compotas e conservas), para as moradoras dos bairro São João, que participam do Projeto Ser Mulher.

Realizar atividades de extensão como essa, vem ao encontro das diretrizes institucionais e promove a interação entre a academia e a comunidade. “Para nós, enquanto instituição de ensino superior, é fundamental estarmos inseridos no contexto da sociedade. Transferindo conhecimentos, unificando a academia com a comunidade e, neste caso, oportunizando que donas de casa tornem-se protagonistas”, declarou o coordenador do projeto Química para todos, professor Edimir.

Na prática, a oportunidade oferecida pela Universidade, capacita os participantes a produzirem os alimentos, incluindo todo o processo. No decorrer do ano, novas turmas receberão a capacitação, sendo que a próxima edição será ministrada para as moradoras do bairro Planalto.

curso 3.jpg18196132_10203196031776916_1152490515_o.jpg

 

Atualizado em 03/05/2017

Assessoria de Comunicação

Acompanhe as notícias do Câmpus Pato Branco também no Facebook.