Você está aqui: Página Inicial patobranco Estrutura do Câmpus Assessorias Assessoria de Comunicação Comunicação e Imprensa Notícias 2017 Maio Shell Eco-marathon Americas 2017

Shell Eco-marathon Americas 2017

Pato a Jato conquista o 1º lugar entre as equipes brasileiras na categoria carros à combustão interna e 2º na categoria etanol

A equipe de eficiência energética Pato a Jato, do Câmpus Pato Branco, representou a Universidade e o Paraná pela terceira vez na maior competição de eficiência energética do mundo. A competição Shell Eco-marathon Américas aconteceu na cidade do automóvel, Detroit - Michigan, nos Estados Unidos, no período de 27 a 30 de Abril.

A Pato a Jato ficou em 1º lugar entre as equipes brasileiras que competiram na categoria protótipos movidos por motores à combustão interna, 2º lugar entre os protótipos movidos a etanol e na classificação geral foi a 19ª colocada entre 86 protótipos.

A competição foi dividida em duas categorias: Prototype (Protótipos) e Urban-Concept (Conceitos Urbanos). Com premiação, dentro e fora das pistas (on-tracks e off-tracks). A Shell Eco-marathon é considerada a maior do mundo e promove o desenvolvimento tecnológico, intelectual, de inovações, entre elas o futuro da mobilidade urbana.

Na avaliação do professor Bruno Bellini Medeiros “A competição deste ano aconteceu sob novas regras que, tornaram mais difícil a vida das equipes que competem com protótipos movidos a etanol.  Agora todas as equipes que utilizam um motor de combustão interna, ou seja, Gasolina, Diesel, Etanol ou GNV competem na mesma categoria. Além, do aumento da competitividade, a equipe Pato a Jato teve que superar outros desafios de diferentes alçadas como: o desafio logístico de adequar o carro a um volume que possa ser levado com bagagem despachada (com excesso de volume) em uma empresa aérea, e transitar pela alfandega americana, considerando as restrições com relação a motores e sistemas elétricos, com tal volume, contendo os documentos adequados para cada etapa. O desafio condições ambientais, de competir em condições climáticas adversas considerando chuva e frio, ao mesmo tempo em que se tentava manter o motor na temperatura adequada, e se gerenciava o consumo da bateria, durante a fila de espera para entrada na pista. O desafio tecnológico de passar por uma inspeção técnica severa, tendo que carregar ou comprar ferramentas e peças em um país estrangeiro para se adequar as exigências dos inspetores. Muitos outros desafios vencidos poderiam ser contados aqui, mas o importante é que no final tudo deu certo”.

Além da competição em si, o evento organizado pela Shell, proporcionou aos estudantes uma visita técnica a empresa de tecnologia automotiva Hitachi, enquanto o professor Bruno participava de um workshop sobre design automotivo. Milhares de crianças das escolas da cidade de Detroit, visitaram a competição e interagiram com a atividades de tecnologia sustentável que Shell ofereceu no evento.

Para o capitão Matheus Alberto Bordignon “a participação da equipe na Shell Eco-marathon Americas 2017 evidenciou o amadurecimento dos acadêmicos em relação a 2015, quando participamos pela primeira vez. Os membros souberam lidar e contornar situações árduas, algo que só com a dedicação e experiência poderia ser possível de se alcançar. Outro ponto a destacar foi a interação com equipes de diferentes países em que todos estavam dispostos a ajudar outros times a solucionar problemas, emprestando materiais, discutindo sobre como melhorar os projetos e até mesmo a maneira como cada um trabalha e recebe seus apoios de patrocinadores. É muito gratificante poder representar a instituição UTFPR e o estado do Paraná. As dificuldades são imensas mas só pelo fato de ser aprovado na inspeção técnica, já é considerado uma vitória. Poder estar entre as melhores equipes da América é um mérito que não podemos deixar de lado, mas tudo isso só veio com anos de dedicação, trabalho, empenho e muito ESTUDO”.

A evolução da equipe Pato a Jato acontece simultaneamente a estudos técnico-científicos que ocorrem através da inserção de temas que se tornam projetos de Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) e iniciação científica, como análise aerodinâmica por simulação fluidodinâmica, projeto e construção de um dinamômetro, projeto e fabricação de um motor próprio e gestão de projetos ágeis.

Por fim, o desenvolvimento dos protótipos e a participação em competições têm oportunizado aos estudantes desenvolverem competências que os preparam para o mercado de trabalho e complementam sua formação como a gestão de projetos, iniciando com a elaboração de projetos mecânicos e elétricos, passando pela fabricação e culminando na verificação pela participação na competição, isso tudo aliado a uma administração de recursos humanos, financeiros e marketing.

Saiba mais na página oficial da equipe Pato a Jato!


Contato dos responsáveis:

Professores Orientadores

Dr. Bruno Bellini Medeiros: (46) 99935-7897 - brunomedeiros@utfpr.edu.br

Dr. Luiz Carlos Martinelli Jr: (46) 98407-7292 - martinelli@utfpr.edu.br

 

Capitães

Ricardo Scandolo Teixeira: (19) 99709-2666 – riscte@hotmail.com

Matheus Alberto Bordignon: (49) 99135-2323 – bordignon@alunos.utfpr.edu.br

DSC_0499.JPGDSC_0514.JPG
DSC_0531.JPG DSC_0681.JPG
DSC_0755.JPG DSC_0773.JPG
DSC_0777.JPG DSC_0794.JPG
DSC_0819.JPG DSC_0831.JPG

Atualizado em 10/05/2017

Assessoria de Comunicação

Acompanhe as notícias do Câmpus Pato Branco também no Facebook.

Ações do documento