Aviso: O site da UTFPR está sendo reestruturado. Você está visitando a nossa página antiga.

As atualizações estão sendo realizadas na nova versão, disponível aqui

Histórico

A partir da década de 80, a economia da região sudoeste do Paraná, até então praticamente restrita ao setor primário, passa a apresentar significativo crescimento, uma vez que novas indústrias se instalam na região, com o predomínio para as de transformação, produtos alimentícios, beneficiamento de madeira e de matérias plásticas. Com a nova situação econômica e social torna-se necessária a formação de recursos humanos em condições de conduzir e gerenciar o processo de industrialização que vinha se implantando nesse espaço. Face a essa nova situação, representantes políticos da região, bem como do Município de Pato Branco, uniram-se no intuito de conseguir trazer para a região uma escola profissionalizante, cujo objetivo se concretizou em abril de 1993, na inauguração da unidade de Pato Branco, autorizada pela Portaria Ministerial nº 1.534 de 19 de outubro de 1992.

Em 1994, a Unidade de Ensino de Pato Branco incorporou a Fundação de Ensino Superior de Pato Branco (FUNESP), ocorrendo assim, a federalização da Faculdade de Ciências e Humanidades de Pato Branco. A transferência da administração e do patrimônio da FUNESP ao CEFET-PR alterou significativamente a estrutura política-pedagógica dessa Instituição, a qual assume cursos de terceiro grau em áreas não exclusivamente vinculadas ao setor empresarial, sua maior característica. A partir de 1995, a Unidade de Pato Branco passa a oferecer cursos de pós-graduação lato sensu.

A partir de 1999 são iniciados os Cursos Superiores em Tecnologia, cuja implantação determinou o gradativo encerramento dos Cursos Técnicos. Surgem assim os cursos superiores de tecnologia nas áreas de Eletrônica, Construção Civil, Eletromecânica e Informática. A partir de 2003, começa, no Campus Pato Branco, a oferta de cursos de pós-graduação lato sensu nas áreas de Engenharia Elétrica e Automação Industrial. Paralelamente são criados o Grupo de Pesquisa em Análise e Processamento de Energia (PROCEN) e o Grupo de Estudo e Pesquisa em Eletrônica de Potência (GEPEP). Ainda, a partir deste ano são realizados diversos projetos de pesquisa envolvendo as áreas de Eletrônica de Potência, Sistemas de Controle, Automação Industrial, Processamento de Energia e Instrumentação Eletrônica. Vários destes projetos são contemplados com financiamentos de agências de fomento como CNPq, Fundação Araucária, entre outras, dando início às atividades de iniciação científica nestas áreas, no Campus Pato Branco.

Em 2007, começa, no Campus Pato Branco da UTFPR, a oferta de cursos de Engenharia Industrial Elétrica, Engenharia de Produção Eletromecânica e Engenharia de Produção Civil, no período diurno. Durante todo o período, para fomentar o ensino e pesquisa nos cursos de Tecnologia e Engenharia, são realizados concursos para contratação de professores, prioritariamente em áreas de energia, máquinas elétricas, controle de processos e instrumentação. Ainda em 2007, um grupo de docentes envolvidos em atividades de pesquisa relacionadas à área de energia, propõe a criação de um Curso de Pós-Graduação lato sensu em Eficiência Energética. A partir da discussão deste curso, o qual foi aprovado pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Pós-Graduação da UTFPR em novembro de 2007, começa a estruturação da proposta do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica (PPGEE) do Campus Pato Branco da UTFPR.

Em fevereiro de 2008 o APCN foi encaminhado ao Conselho, iniciando o processo de implantação do PPGEE, o qual se torna realidade na 104ª Reunião do Conselho Técnico Científico - CTC, ocorrida no período de 20 a 23 de outubro de 2008, na qual foi aprovada a proposta do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica da UTFPR - Campus Pato Branco.

O PPGEE teve sua abertura oficial no dia 03 de março de 2009, no ano em que a instituição comemorou o seu centenário, constituindo assim, uma das primeiras conquistas da UTFPR nesta virada de Século.