Página Inicial
/
Destaques
/
Estudante desenvolve projeto para tratamento de resíduos de indústria têxtil e tem trabalho premiado em evento internacional

Estudante desenvolve projeto para tratamento de resíduos de indústria têxtil e tem trabalho premiado em evento internacional

Publicado 1/29/2019, 5:47:16 PM, última modificação 1/29/2019, 5:47:38 PM

A estudante do curso de Engenharia Química, Michelli Fontana, desenvolveu um Reator Fotocatalítico, ao longo de um ano de trabalho, com o objetivo de produzir uma alternativa de baixo custo e eficaz no tratamento de resíduos gerados pela indústria têxtil durante o processo de tingimento. Os resultados dos trabalhos foram apresentados durante o 18º Simpósio Internacional de Avaliação de Toxicidade, em Limeira, São Paulo.

A preocupação das indústrias em produzir diminuindo os impactos no meio ambiente é crescente, seja para atender a legislação ou até mesmo para receber selos ou certificados e se destacar diante da concorrência. Neste contexto o reator fotocatalítico se mostrou eficaz durante os estudos. Os efluentes foram avaliados de acordo com parâmetros físico-químicos e toxicológicos para verificar a eficácia do tratamento, principalmente na redução da toxicidade para os diferentes bioindicadores utilizados. “Testamos os equipamentos por um ano e analisamos as amostras dos efluentes bruto e tratados, além de tratar com o reator fotocatalítico e analisar o resultado fornecido”, destacou a estudante que contou com a orientação da professora Elisângela Düsman e com a parceria dos professores Ticiane Sauer Pokrywiecki, Ivane Benedeti Tonial, Fernando Cesar Manosso e Juan Carlos Pokrywiecki.

Michelli Fontana apresentou os resultados do trabalho durante o 18 th International Symposium on Toxicity Assessment e recebeu o 3º lugar entre os melhores trabalhos apresentados na categoria pôster. Para a estudante “o trabalho é importante por fornecer tratamentos alternativos para efluentes, com bons resultados em termos de redução da toxicidade, além de instigar o desenvolvimento da pesquisa científica e tecnológica e gerar mais conhecimento a respeito da área de estudo”, finalizou.