Home
/
Área Acadêmica
/
Interesse de Pesquisa dos Docentes

Interesse de Pesquisa dos Docentes

Publicado 8/22/2018, 12:22:30 PM, última modificação 3/7/2024, 2:52:18 PM
Clique no nome dos docentes para visualizar o lattes

Doutor em Educação em Ciências pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Mestre em Química pela Universidade Estadual de Campinas e Licenciado em Química pela Universidade Estadual de Maringá. Professor da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (campus Campo Mourão) atuando no curso de graduação em Licenciatura em Química e como docente permanente nos Programas de Pós-Graduação em Formação Científica, Educacional e Tecnológica (PPGFCET) e Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos (PROFÁGUA) da mesma universidade. Vice-líder do Grupo de Pesquisa em Ensino de Química.

 No âmbito da linha de pesquisa Práticas Pedagógicas e Formação de Professores em Ensino de Ciências e Matemática, desenvolve investigações nas seguintes temáticas: ensino e aprendizagem de Física e de Ciências; formação de professores de Física e de Ciências; práticas pedagógicas, livros e materiais didáticos, manuais escolares de Física e de Ciências; implicações de políticas públicas educacionais no ensino de Física e de Ciências.
amartins@utfpr.edu.br

Apropriação e uso de metodologias e recursos didáticos de Ciências Naturais, especialmente os recursos que envolvem as Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC). Pesquisas relacionadas à formação inicial e continuada de professores de Física.
alvaroleite@utfpr.edu.br

Doutorado em Física pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), pós-doutorado em Biofísica e em Nanobiofotônica pela Universidade de Guelph (Canadá), mestrado e bacharelado em Física pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Professor da UTFPR desde 1991. Docente permanente dos Programas de Pós-graduação em Formação Científica, Educacional e Tecnológica (PPGFCET) e em Física e Astronomia (PPGFA) da UTFPR. Coordenador dos grupos de pesquisa “Fotonanobio” e “Educação Infantil e Ensino de Ciências: Tensionamentos, Contextos, Relações e Culturas”. Atua nas áreas de Física, Nanobiofotônica e Ensino, com ênfase em formação de professores, divulgação científica, ensino de Física Moderna e Contemporânea, Tecnologias Livres, Recursos Educacionais Abertos, Videoanálise e Educação Infantil.

Formação, ensino e pesquisa, visando: 1) contribuir para formação inicial e continuada de professores de Química e de Ciências; 2) desenvolver investigações sobre questões ambientais, a partir do enfoque da Química Verde e da Sustentabilidade Ambiental, explorando suas implicações à formação de professores e ao ensino de nossa área; 3) desenvolver pesquisas sobre diferentes aspectos ligados ao Ensino da Química, entre os quais: currículo, práticas docentes, modalidades, espaços, abordagens e perspectivas teóricas, experimentação, contextualização, CTS-A e Educação Ambiental na perspectiva crítica.
carlos.marques@ufsc.br

Doutor em Educação pela UDE (Montevidéu, Uruguai). Pós-doutorado em Educação pela UFMS e Pós-doutorado em Ensino de Ciência e Tecnologia pela UTFPR. Mestre em Tecnologia e Sociedade pela UTFPR e Licenciado em Ciências Biológicas pela UFPR. Professor Titular da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e do Programa de Pós-graduação em Formação Científica, Educacional e Tecnológica (PPGFCET) da mesma universidade. Interesses de pesquisa: Meio Ambiente e Educação; designadamente, a Educação Ambiental nas ações de ensino, bem como aquela relacionada à contextualização, à transversalidade e à interdisciplinaridade na formação professoral e na formação continuada e desenvolvimento profissional docente.

Doutora em Ciências (Agronomia - Produção Vegetal) e Mestre em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade Federal do Paraná, e Licenciada em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Ponta Grossa. Professora da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campus Dois Vizinhos-PR e do Programa de Pós-graduação em Formação Educacional, Científica e Tecnológica (PPGFCET) da mesma universidade. É vice-coordenadora da Sala Verde nas Ondas do Rio Iguaçu, atuando nos projetos PANC, Mandala Sensorial e Inclusão, Cegueira Botânica e Jardim Didático. Realiza projetos de pesquisa sobre a Produção de Mudas via propagação vegetativa e sexuada e participa ainda dos projetos de extensão Escola e Família, nas linhas  Alimentação  Saudável e do projeto Ensino Híbrido de Botânica.

Doutor em Educação pela Universidade Federal do Paraná. Licenciado em Química e Mestre em Educação em Ciências e em Matemática pela Universidade Federal do Paraná. Docente Permanente do Programa de Pós-graduação em Formação Educacional, Científica e Tecnológica (PPGFCET) da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (2022). Integrante dos grupos de pesquisa:  Grupo Interdisciplinar de Estudos e Pesquisas para o Desenvolvimento Sustentável do Litoral do Paraná e Núcleo de Pesquisa em Educação do Campo, Movimentos Sociais e Práticas Pedagógicas e pesquisa nas áreas de Ensino de Química, Educação do Campo, Política Educacional, Ludicidade e Didática das Ciências e das Matemáticas.

Doutora em Educação em Ciências e Matemática pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Mestre em Educação e Licenciada em Química pela Universidade de Caxias do Sul. Professora do Magistério Superior (Adjunto-A) na Universidade Tecnológica Federal do Paraná e docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Formação Científica, Educacional e Tecnológica - Campus Curitiba. Meus interesses de pesquisa se concentram em métodos investigativos de ensino e de aprendizagem em Química/Ciências, mais especificamente a pesquisa em sala de aula, o educar pela pesquisa e o ensino por investigação. Formação inicial e continuada de professores, desenvolvimento de materiais didáticos e uso das TDICs para o ensino de conceitos abstratos.

Formação inicial e permanente de professores; Educação com enfoque Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente - CTSA; Educação Inclusiva; Educação de Jovens e Adultos (EJA); Educação a distância; Atividades lúdicas: jogos e teatro; Metodologia do Ensino de Ciências/Química; Experimentação e Tecnologia no Ensino de Ciências/Química; Ensino Ensino de Química e Ciências.
fabianah@ufba.br

Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo, na linha de Ensino de Ciências e em Matemática, Mestre em Educação pela PUCPR e Licenciada em Matemática pela UFPR. Professora Associada da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR-Curitiba) e do Programa de Pós-graduação em Formação Científica, Educacional e Tecnológica (PPGFCET) da mesma universidade. Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Atividade Pedagógica (GEPAPe), vinculado `a Faculdade de Educação da USP e do Grupo de Estudos e Pesquisas em Formação de Professores (GeForProf / GETHC) na UTFPR, na linha de pesquisa em Teoria Histórico-cultural, da Atividade e Atividade Orientadora de Ensino.

Formação Docente para o trato de QSC (Ratcliffe & Grace) na Educação CTSA. CONCEPÇÕES de ensino: Ensino por Investigação, Problemas Abertos nas Aulas, Estudos de Casos em Aula envolvendo Risco Sócioambiental. QSC para a sala de aula baseada em casos/situações, com interesses global e da RMC/Litoral do PR, envolvendo urbanização, área rural e povos tradicionais & autores de base: 1) Emergências climáticas, desflorestamento e carbono (P. Artaxo e IPCC); 2) Comida, segurança alimentar, produção urbana de alimentos, fruticultura e as culturas tradicionais (M. Pollan); 3) Iminente crise energética nacional, portos, óleo-gasodutos e seus riscos; 4) Água e hidrografia: produção, qualidade, metais pesados, pegada hídrica, distribuição, acessos pra quem? e consumo; 5) Medicamentos e a sua indústria gameficada (S. Sismondo); 6) Novas ferrovia e estradas no Leste/PR, 7) Ergonomia no trabalho X novos condicionantes desde a uberização e a gameficação nas cidades (A.M. Cardoso); 8) Minerações e contaminações na RMC e Litoral do PR; 9) “Novas” alternativas para uso do solo: reflorestamento da indústria madeireira; produção urbana; CONCEPÇÕES metodológicas e conjuntos de métodos analíticos: Estudos de Casos que podem configurar QSC; Pesquisa-Ação, Grounded Theory e Semiótica Social (J. Lemke). FONTES de dados de partida: FAU, IBGE, INPE, IPCC etc., bem como de agências setoriais internacionais e reguladoras nacionais, e por informações de mídias de alcance mundial (BBC, El Pais, Reuters, Le Monde, CNN ...).
joaoalves@utfpr.edu.br

Desenvolvimento, validação e divulgação de metodologias e estratégias visando potencializar a Educação Ambiental nos diversos níveis de ensino. Implementação de recursos
jlmorais@utfpr.edu.br

Interessa estudos em fenomenologia que caminhem na direção de investigar modos de compreender a prática em/de Educação Matemática. Visa-se o encontro do professor com seus pares, por exemplo, alunos e outros professores, em um ambiente de aprendizagem presencial ou virtual, assim como com políticas públicas educacionais, de modo a lançar luz à formação do professor que ensina matemática, em qualquer trajeto escolar, considerando esse encontro como possibilidade de formação permanente.
mocrosky@utfpr.edu.br

Educação em Ciências, principalmente nas discussões sobre formação inicial e continuada de professores de ciências, alfabetização científica e tecnológica, CTS/CTSA, epistemologia de Fleck, metodologias na Educação em Ciências, Educação Ambiental e Pesquisa do Estado do Conhecimento.
leonir@quimica.ufpr.br

Formação inicial e permanente de professores; Ensino na perspectiva de Paulo Freire; Educação de Jovens e Adultos (EJA); Epistemologia; História e filosofia da ciência;  Formação de professores; Metodologia do Ensino de Ciências/Química; Ensino de ciências e química com ênfase nas relações entre Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS).
marcelolambach@utfpr.edu.br

Doutor em Ensino de Ciências e Matemática. Licenciado em Matemática. Mestre em Ensino de Ciência e Matemática. Especialista em Informática na Educação e Supervisão Escolar. Professor do Departamento Acadêmico de Matemática da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Formação Científica, Educacional e Tecnológica e do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Educação Matemática. Líder do Grupo de Pesquisa em Inovação e Tecnologias na Educação (GPINTEDUC). Possui interesses de pesquisas em temáticas relacionadas com ensino e a aprendizagem de Ciências e Matemática com o uso de Tecnologias Digitais; Jogos Digitais; Pensamento Computacional; Programação Intuitiva e/ou Visual; Objetos de Aprendizagem; Recursos Educacionais Abertos; Ambientes Virtuais de Aprendizagem; Simulações e Mundos Virtuais; Softwares de Programação Intuitiva (Scratch, App Inventor 2, etc.); Mobile Learning; Metodologias Ativas na Educação; Gamificação; Realidades (aumentada, virtual e mista); Computação Criativa; Educação a Distância; e Tendências Metodológicas em Educação Matemática.

Doutor em Educação Matemática (Pontifícia Universidade Católica Católica de São Paulo). Licenciado em Matemática pela Universidade Tuiuti do Paraná (UTP). Mestre em Educação pela Universidade Federal de Paraná (UFPR). Realizou pós-doutorado em  Milão, Itália, em 2017. Atualmente é professor da Universidade Tecnológica Federal de Paraná (UTFPR) e docente do Programa de Pós-graduação em Formação Científica, Educacional e Tecnológica (PPGFCET) da UTFPR. Tem interesse em estudos sobre Tecnologias Educacionais, Filosofia, História da Matemática e Formação de Professores de Matemática.

Educação em astronomia: produção e análise de materiais didáticos e novas estratégias para ensino de astronomia nos ensinos fundamentais e médio. Desenvolvimento, avaliação e divulgação de metodologias e estratégias para a uma educação interdisciplinar no ensino fundamental e médio.
florczak@utfpr.edu.br

Educação Matemática (veja www.mariabicudo.com.br), coordeno grupo de pesquisa Fenomenologia em Educação Matemática - FEM (veja em www.sepq.org.br/fem). Meu interesse: focar a questão da constituição e da produção do conhecimento matemático, assumindo a visão da Filosofia Fenomenológica.
mariabicudo@gmail.com

Projetos preferencialmente vinculados à teoria histórico-cultural e teoria da atividade e relacionados à produção do conhecimento matemático (movimento histórico e lógico); aos processos de organização do ensino de matemática (questões didáticas e metodológicas) e de
formação inicial e continuada de professores.
mlpanossian@utfpr.edu.br

Doutora e Mestre em Educação Matemática pela Unesp de Rio Claro. Professora associada da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), campus Curitiba; docente do Programa de Pós-Graduação em Formação Científica, Educacional e Tecnológica (PPGFCET) da mesma universidade. Líder do Grupo de Estudos em História da Educação e Educação Matemática - GEHEEM; integrante do Grupo História Oral e Educação Matemática - Ghoem. Trabalha com pesquisa em Educação Matemática, sobretudo em História da Educação Matemática, Formação de Professores e Análise de textos escritos.

Doutor em Física pela Universidade de São Paulo. Bacharel em Física pela Universidade Federal de Pernambuco. Professor Associado da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e do Programa de Pós-graduação em Formação Educacional, Científica e Tecnológica (PPGFCET) da mesma universidade. Líder do Grupo Pesquisa: Interdisciplinaridade, Mediação Tecnológica e Educação para as Ciências da Natureza.

Doutora em Educação para a Ciência pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Mestre em Educação e Licenciada em Física pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Professora Associada da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Departamento Acadêmico de Física (DAFIS), Programa de Pós-Graduação em Formação Científica, Educacional e Tecnológica (PPGFCET) e Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Formação e Atuação Docente em Ciências Naturais. Ênfase de atuação na Formação de professores de Ciências/Física e Educação CTSA (Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente).

Práticas Pedagógicas e a Formação de Professores no entendimento das tecnologias digitais de informação e comunicação no fazer curricular; na adoção e adaptação das tecnologias e tecnologias digitais nas práticas pedagógicas; no aprofundamento do entendimento das tecnologias digitais de informação e comunicação no Ensino; no aprofundamento e no entendimento de mediação, protagonismo, colaboração, cooperação na Educação a Distância; no aprofundamento, entendimento e desenvolvimento de diferentes Tecnologias no Ensino. Minhas pesquisas se desenvolvem sob a abordagem metodológica qualitativa, adotando a pesquisa ação e a pesquisa na ação como fundante, adotando como métodos a análise do conteúdo ou a do discurso na análise e discussão dos dados.
nuriapons@gmail.com

Ensino de Física com ênfase nas temáticas: educação com enfoque Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS), ensino por investigação, formação de professores de Física, currículo, metodologias de ensino de física para educação básica e ensino superior, interdisciplinaridade. Com relação à orientação teórico metodológica de pesquisa, trabalha preferencialmente com a perspectiva da Teoria Histórico-Cultural.
roehrig@utfpr.edu.br

interdisciplinaridade como eixo norteador na formação de professores de Ciências, assim como a Educação Ambiental, compreendida em sua transversalidade nas diversas disciplinas. A abordagem pode ser desenvolvida com conteúdos disciplinares, ou com temas transversais como recursos hídricos, resíduos sólidos e biodiversidade. A alfabetização científica e ecológica também são temas de interesse para desenvolver pesquisas no Ensino de Ciências.
tamara@utfpr.edu.br