Home
/
Notícias
/
Campo Mourão
/
Empreendedorismo

Empreendedorismo

Publicado 9/28/2020, 8:58:56 PM, última modificação 11/13/2020, 10:31:57 AM
Quatro startups formadas por alunos da UTFPR-CM são classificadas em chamada pública do estado

Quatro startups formadas por alunos da UTFPR-CM foram selecionadas na primeira fase da chamada pública do Programa Centelha, do governo do estado do Paraná. São elas: Atla Ensino, IOHCARE, Sangue Bom e TrackingTec.

De um total de 802 propostas submetidas, 200 foram selecionadas nesta primeira fase. As ideias passarão por três etapas de avaliação. Os finalistas receberão até 60 mil reais para execução do projeto.

Atla Ensino

A Atla Ensino é uma plataforma que oferece soluções administrativas, pedagógicas e de comunicação para escolas, funcionando em rede, atendendo diretamente alunos, familiares, professores, equipe da Gestão Escolar na unidade de ensino, equipe de Gestão de Rede e comunidade em geral. De acordo com os integrantes do projeto, a implantação de uma ferramenta generalista como proposta nesta plataforma, possibilita o acompanhamento documentação e processamento de informações sobre todos os níveis e etapas do processo de ensino-aprendizagem, que aplicados a ferramentas computacionais, de análise de dados, aprendizagem de máquina, podem ajudar a ter um panorama mais realista e preciso da qualidade de ensino da escola podendo, assim, ajudar gestores no processo de tomada de decisão. A plataforma se tornou em 2020 a ferramenta oficial de controle administrativo, acompanhamento pedagógico e de formação de professores em Campo Mourão, em desenvolvimento desde 2017, com apoio da Secretaria Municipal da Educação, fomento da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Fundação Educere.

Fazem parte da equipe de desenvolvimento do projeto atualmente os alunos: Sávio de Oliveira Camacam, Pedro Lopes Perozin, Henrique Sousa, Kaio Duarte, Vitório Miguel Cilia, Felipe Sousa. Já atuaram no projeto:  Everton Abreu, Daniel Farina, Lucas Ribeiro, Luiz Henrique Barros, Otávio Goes, Denis Urtubia, Jorge Rossi, Jefferson Mantovani. Todos do curso de Ciência da Computação e a aluna Bárbara Menegasso, do curso de Gestão de Recursos Humanos da Faculdade Unicampo. O projeto também conta com a participação das integrantes da Fundação Educere, Glicia Oliveira e Maria Vitória Correa.

IOHCARE

A IOHCARE é uma plataforma de telemonitoramento de pacientes em ambiente domiciliar, com o objetivo de fornecer mais segurança e qualidade de vida às pessoas por meio do acompanhamento dos sinais vitais em tempo real, através de monitores multiparamétricos próprios, não invasivos e vestíveis, conectados à rede. Fornecendo ainda suporte a Teleconsultas com Prontuário Eletrônico integrado.

Os integrantes do projeto são os alunos Eberton João de Matia e José Barreto dos Santos Junior, ambos do curso de Engenharia Eletrônica da UTFPR-CM, e o professor do curso de Engenharia Eletrônica da UTFPR-CM, André Luiz Regis Monteiro. 

Sangue Bom

Sangue Bom é uma startup com foco em responsabilidade social para o maior engajamento, incentivo e fidelização de doadores de sangue, medula e práticas sociais. No App e Plataforma WEB do projeto, foi criada uma rede colaborativa integrando Hemonúcleo, Doador e Comércio.

O projeto nasceu em novembro de 2017, na primeira edição do "Empreende Week”. Em 2018 o projeto ficou entre os finalistas da 3ª edição do programa Geração Empreendedora - Desafio Paraná. Em 2019, a sturtup chegou à segunda fase do programa Sinapse de Inovações. Ainda em 2019 participamos da primeira fase do Programa Nestlé Beyond Food!. 

Atualmente, o projeto passa por uma por uma restruturação, buscando prover novas tecnologias e manter o propósito da causa social. De acordo com os integrantes, no momento a equipe está trabalhando o modelo de negócio e reestruturando o aplicativo e o site.

Participam da equipe do projeto atualmente os alunos da UTFPR-CM: John Marlon Carvalho Tonete, do curso de Engenharia Eletrônica, Yuri Ulisses dos Santos Baza, do curso de Ciência da Computação e Sérgio Correia da Silva, do curso de Engenharia de Alimentos.

TrackingTec 

A TrackingTec atua no desenvolvimento de um sistema de rastreabilidade de grãos utilizando blockchain  que permite conectar a cadeia produtiva da matéria-prima. Com o objetivo de solucionar a falta de informações sobre a origem e o trajeto percorrido pela matéria-prima e a ausência de informações relacionadas a  produção, como plantio, colheita e defensivos, a ausência de informações sobre o armazenamento e também reduzir a complexidade de todo o processo de certificação e selos de qualidade e recall da matéria-prima.

Além dos alunos da UTFPR-CM Lucas Shinti Iwamura (Engenharia de Alimentos) e Matheus Vinícius da Costa (Ciência da Computação), a equipe conta com a participação da aluna Karla Hikari Akutagawa, do curso de Engenharia de Produção Industrial, da Unespar, e do professor da Unespar, Rony Peterson da Rocha