Home
/
Notícias
/
Curitiba
/
Disciplina de Estudo da Forma alia atividade técnica e prática

Disciplina de Estudo da Forma alia atividade técnica e prática

Publicado 5/23/2023, 9:22:26 AM, última modificação 5/23/2023, 9:40:29 AM
Alunos de Arquitetura e Urbanismo experienciam aulas dentro e fora da universidade

Estudantes durante a disciplina Estudo da Forma no Canteiro Experimental (Foto: arquivo pessoal).

No segundo período do curso de Arquitetura e Urbanismo do campus Curitiba, os estudantes vivenciam a disciplina Estudo da Forma, que alia atividades teóricas e práticas oferecidas em laboratórios com estruturas modernas. A aula inaugural é no Museu Oscar Niemeyer (MON) e os estudantes ainda participam de aulas de desenho de observação no Largo da Ordem e no Paço da Liberdade, que são precedidas por pesquisas e palestras sobre as técnicas e materiais de desenho.

A responsável pela disciplina é a professora Isabel Borba. Ela conta que, em outro momento, os estudantes recebem uma base teórica no laboratório de canteiro experimental, localizado na sede Ecoville, sobre as atividades práticas a serem realizadas, tais como as técnicas e execuções básicas do edificar. De acordo com Isabel, “na minha disciplina, os alunos aprendem também na prática aquilo que eu chamo de 'colocar a mão na massa’. Assim, os nossos estudantes são treinados a executar o urbanismo na realidade". 

A estudante Clara Lourenço destaca a importância da disciplina para a sua formação. "A disciplina de Estudo da Forma foi essencial para aprender, de fato, os elementos da composição arquitetônica, que vou usar para sempre nos projetos. É uma didática diferente, com foco na prática e que faz com que se aprenda, verdadeiramente, de modo que percebo a aplicação de conceitos de forma subconsciente, ou em outras palavras, de forma natural".

Arquitetura e Urbanismo

O curso de Arquitetura e Urbanismo do campus Curitiba apresenta “Educação Tecnológica" e se destaca entre os cursos do Brasil. O modelo de ensino busca alinhar a teoria à prática nas disciplinas ofertadas que oferecem laboratórios modernos. Desde a sua implementação, concretizada em 2009, “sempre existiu a preocupação da criação de um curso de Arquitetura e Urbanismo diferenciado, ou seja, com real integração entre teoria e prática. Outro fator importante é a utilização dos laboratórios modernos, tais como de Conforto Ambiental, Tecnologias Construtivas, Canteiro Experimental entre outros”, finaliza Isabel Borba.