Home
/
Notícias
/
Curitiba
/
Projeto busca auxiliar em revitalização de escola pública

Projeto busca auxiliar em revitalização de escola pública

Publicado 5/29/2023, 3:25:02 PM, última modificação 5/29/2023, 4:51:24 PM
Jardim Secreto abriga plantações, estações de compostagem e biblioteca

Projeto propõe tranformar espaço em sala multifuncional para uso dos alunos e da comunidade carente (Foto: Eloy Casagrande).

Uma parceria da UTFPR com o projeto VAMOS, de intercâmbio e desenvolvimento sustentável, propõe reformas no Jardim Secreto. O espaço abriga uma biblioteca, plantações e estações de compostagem que são usados por alunos do Colégio Estadual Manoel Ribas, localizado na Vila Torres, em Curitiba. Um grupo coordenado pelo professor Eloy Casagrande, do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia e Sociedade (PPGTE), busca reformar a biblioteca que funciona no local.

Ao investigar o colégio, o professor Eloy e os alunos encontraram um projeto em andamento. “Descobrimos que já existia um projeto chamado Jardim Secreto, de um professor de literatura que conseguiu atrair as crianças para a discussão de leitura e literatura através de um trabalho com as hortas”, explica Eloy.

Além de aproveitar o espaço natural do jardim, as crianças podem mexer com a terra e desenvolvem atividades de leitura. Porém, as aulas são dadas em uma casa antiga, que precisa de reparos. “As crianças começaram a ler O Pequeno Príncipe, o Jardim Secreto, e o professor incentivou a discussão sobre o ambiente, a natureza e o afeto. Achamos isso muito interessante, e resolvemos inserir, como uma meta do projeto VAMOS, melhorar a qualidade desse espaço”, esclarece Eloy.

“Entrevistamos as crianças do Colégio Manoel Ribas para entender a vila através dos olhos das crianças, e também falamos com a comunidade”, conta Eloy. Após ter gravado depoimentos de mais de 50 pessoas, incluindo crianças, agentes comunitários e de colaboradores de Organizações Não Governamentais (ONGs) da região, a equipe do professor os compartilhou em uma plataforma virtual, a fim de discutir os resultados.

O Colégio Estadual Manoel Ribas foi um dos espaços avaliados na Vila Torres. Ao visitar as demais imediações do bairro, a equipe do professor notou a possibilidade de desenvolver um turismo social, de base comunitária, para mostrar as iniciativas positivas dentro da vila, à maneira do Jardim Secreto. “A vila sempre aparece com um aspecto negativo, relacionado à violência e às drogas e a gente gostaria de mostrar o positivo, mostrar às pessoas que elas podem apoiar projetos na vila, ideias que buscam tirar as crianças da criminalidade, e também ajudar os moradores a ter mais qualidade de vida”, afirma Eloy.

Visando levantar verba para as reformas propostas, a serem realizadas por professores e alunos ligados à UTPFR, foi criada uma campanha de financiamento coletivo, em curso até o dia 7 de julho. Além de arrecadar fundos, a intenção também é chamar a atenção da comunidade para a vila, cuja situação pode melhorar por meio de projetos que deem visibilidade positiva ao bairro. “Acreditamos que esse seja um retorno que a gente possa dar, da universidade para comunidade, não somente pelas pesquisas, mas também como um retorno social e ambiental”, finaliza o professor Eloy.

Projeto VAMOS

O diálogo sobre os resultados foi feito com alunos e professores de universidades parceiras, integrantes do projeto VAMOS: a Uppsala University (Suécia) , a Universidade Tecnológica de Honduras e também a University of Padua (Itália). Aqui no Brasil, a equipe é composta por alunos da disciplina optativa Construções Sustentáveis, lecionada pelo professor Eloy, e também por membros do Grupo de Estudo Tecnologia e Meio Ambiente (TEMA), vinculado ao PPGTE.


Saiba Mais

Reportar erro