Semana Nacional

Publicado 9/28/2017, 11:56:17 AM, última modificação 9/28/2017, 12:07:35 PM
Grupo de teatro participa de ações educativas durante Semana Nacional do Trânsito

Com uma abordagem amigável integrantes do grupo de Teatro da UTFPR de Francisco Beltrão, se juntam a desconhecidos em mesas de bares do município. A ideia é da Campanha da Semana Nacional de Trânsito, executada entre os dias 20 e 24 de setembro, e busca conscientizar para a importância de não dirigir após beber. O grupo formado pelos estudantes, policiais militares, agentes de trânsito do Debetran e bombeiro militar segue visitando pontos da cidade em que há o consumo do álcool.

Após a abordagem as pessoas são convidadas a fazer de maneira educativa o teste do etilômetro para saber qual o resultado no aparelho. Esta ação educativa pretende conscientizar as pessoas da importância de não dirigir após beber. “Se beber entregue a direção para o amigo da vez” é o tema.

De acordo com o soldado do corpo de bombeiros, Josimar Tavares, o condutor alcoolizado não atenta para a própria segurança, nem a do próximo. “A pessoa não lembra de usar o cinto de segurança, ultrapassa o limite de velocidade, faz ultrapassagens em locais proibidos e coloca em risco a vida de todos”, enfatizou.

A integrante do grupo de teatro e acadêmica do curso de Engenharia Ambiental, Roberta Pinheiro, participou da ação e relatou que após o público entender a dinâmica da abordagem interagiam com perguntas e curiosidades sobre o etilômetro. “No começo assustou um pouco porque as pessoas ficavam receosas por haver policiais por perto, mas depois entenderam a importância de conversar sobre isso e de sempre ter aquele amigo parceiro por perto”, destacou.

Penalidades

 De acordo com a resolução, se o teste do bafômetro apontar marca igual ou superior a 0,05 miligramas de álcool por litro de ar, o motorista será autuado, responderá por infração gravíssima, pagará multa de R$ 2.934,70, terá a Carteira de Habilitação recolhida, o direito de dirigir suspenso por 12 meses, além da retenção do veículo.

Caso o teste aponte concentração igual ou superior a 0,34 miligramas por litro de ar, o ato de dirigir passa a ser considerado crime e o motorista, além de pagar a multa e ter a carteira de motorista apreendida, será encaminhado à delegacia. Comprovada a embriaguez, o condutor pode ser condenado à detenção de seis meses a três anos.

Atualizado em: 28/09/2017