Página Inicial
/
Notícias
/
Últimas notícias
/
UTFPR conquista o 2º lugar no Concurso Brasileiro de Construção em Aço

UTFPR conquista o 2º lugar no Concurso Brasileiro de Construção em Aço

Publicado 9/25/2023, 3:09:47 PM, última modificação 9/26/2023, 11:23:02 AM
Projeto arquitetônico é voltado para escola de educação básica e cultivo de hortaliças

Equipe do curso de Arquitetura e Urbanismo da UTFPR (Foto: Divulgação)

A equipe da UTFPR ganhou a 2ª colocação no Concurso Brasileiro de Construção em Aço (CBCA) 2023. Nesta edição, a temática foi Educação de Qualidade, com um total de 57 concorrentes. O pódio foi dividido com a Universidade de São Paulo, na 1ª posição, e a Universidade Paulista, na 3ª.

O desafio foi criar um projeto arquitetônico com um sistema construtivo que tem o aço como componente principal até o limite possível.

Os estudantes do curso de Arquitetura e Urbanismo Gustavo Azzolini, Juliana Tojal, Thiago Biazus e Tiago Galdeano, sob a orientação das docentes Thais Saboia Martins e Karina Pimentel, decidiram elaborar uma proposta aliada ao ensino básico, capaz de prover alimentação de qualidade e promover a educação ambiental.

Eles se basearam em indicadores socioeconômicos para escolher um terreno em que a implementação poderia ser feita na realidade, em uma zona limítrofe entre as áreas urbana e a campestre de Piraquara. “A equipe optou por propor uma ‘Escola rural’ nesta cidade, com foco na educação básica e no cultivo de hortaliças, utilizando o meio ambiente como método lúdico e pedagógico”, relata Saboia.

Para os participantes, a localização selecionada busca facilitar o acesso entre casa-instituição e ainda representar um marco simbólico de transição e preservação da área rural e dos mananciais da localidade.

Os trabalhos iniciaram com estudos dos sistemas construtivos baseados em aço para entender como gerar ricas espacialidades dos ambientes, por meio da estrutura. Aos poucos, os integrantes foram aguçando a curiosidade e a criatividade de modo conjunto. “As professoras não se contentaram com uma breve resposta para nossas indagações, questionando precisamente sobre o que foi apresentado; e entregando os meios e as ferramentas para que encontrássemos as soluções corretas para cada caso”, afirma Azzolini.

Depois desta etapa, houve o desenvolvimento de vários desenhos e maquetes para verificar as melhores formas de implantação. Na ata de anúncio dos vencedores, os jurados ressaltaram que o projeto se destacou pela singeleza. “Ficamos bastante felizes com esta observação, pois a busca projetual foi direcionada neste sentido, pela simplicidade da estrutura em aço e do programa elaborado, com um grande respeito pela paisagem natural existente”, conclui Martins.

Em paralelo com a realização das disciplinas obrigatórias da Universidade, todo o esforço levou cerca de cinco meses até chegar à composição do material técnico e gráfico para a defesa do projeto vencedor. Como premiação, os alunos vão receber manuais técnicos, livros e revistas da área, além de vagas em cursos a distância do CBCA.