Exposição

Publicado 5/22/2018, 4:19:52 PM, última modificação 11/3/2022, 5:37:58 PM
II Feira de Profissões recebeu mais de mil estudantes de Ensino Médio de Pato Branco e região e foi palco de interatividade

A segunda edição da Feira de Profissões, que ocorreu entre os dias 15 e 17 de maio, na UTFPR – Câmpus Pato Branco, explorou o tema “O seu foco determina a sua realidade”. O evento foi voltado para a orientação vocacional e esclarecimento de dúvidas dos alunos de ensino médio em relação aos cursos de nível superior.

Após três dias de recepção à comunidade regional, o evento somou resultados que deixaram os organizadores e a Instituição satisfeitos. Com um plantel de mais de 100 discentes voluntários, os expositores e comissão organizadora conduziram com responsabilidade e muito bom-humor os sete turnos de atendimento aos estudantes do ensino médio e fundamental da região.

A II Feira de Profissões recebeu mais de 1.000 visitantes das escolas públicas e privadas da região, sendo que, mais de 600 estudantes vieram de escolas públicas de municípios como Palmas, São Lourenço do Oeste, São João, Mariópolis, Vitorino e Coronel Vivida.

Foram quatro meses de planejamento e organização, envolvendo discentes, servidores e prestadores de serviços, resultando na estruturação de 22 estandes, sendo 12 para os cursos de Graduação e 10 para os projetos de pesquisa, extensão e protagonismo estudantil. O evento ocupou toda a área interna e externa do Ginásio de Esportes do câmpus, trazendo como novidade neste ano, a pista de enduro para o veículo do projeto Pato Baja na área externa ao ginásio.

Outra novidade apresentada pela organização do evento foi a “gameficação” das visitas, isto é, logo ao chegar, os visitantes receberam a missão de preencher uma cartela com carimbos de cada um dos expositores para poderem concorrer a alguns brindes (copos, garrafas e camisetas do evento) criados pela Comissão Organizadora.

Para os discentes da comissão organizadora, a realização deste evento foi considerada “uma oportunidade para crescimento pessoal”, de acordo com a estudante e líder da equipe que coordenou as ações de marketing, Maria Eduarda Medeiros Thiele. Segundo ela, a sua participação na organização se resume em “aprendizado, crescimento, paciência, empatia, família e muito amor”. Já os acadêmicos Wallace Orlandini Prado da Silva e Anna Paula Alves Rodrigues, estão organizando pela segunda vez a Feira de Profissões e disseram que “este ano o evento superou as expectativas porque ele puderam contar com um apoio muito maior dos cursos e de voluntários, com isso, foi possível realizar muito mais atividades atrativas aos visitantes”. Para o acadêmico Wallace, líder de infraestrutura do evento, a segunda experiência “foi uma mistura de autoconhecimento e conhecimento interpessoal. O resultado foi de uma experiência ímpar e inesquecível, de superação e trabalho em equipe, de companheirismo e amizade”, declarou. Já a acadêmica Anna Paula, líder de voluntários e organizadores de stand, considerou que “apesar da dificuldade do desafio, posso dizer que foi uma experiência incrível. Trabalhar com pessoas é sempre um desafio, ainda mais num evento que envolve pessoas de áreas de trabalho tão diversas como é a feira”, considerou. Em relação às atividades executadas, a acadêmica Sabrina Candido Nunes, comenta que “o ponto principal para organizar um evento desse porte, em qualquer área de liderança, é saber lidar com imprevistos e solucionar os problemas da melhor forma. (...) Organizar o evento não é fácil e na hora dos problemas todos somos um, e isso significa trabalho em equipe. (...) Ver todos contentes e falando bem do evento é muito gratificante”, destacou a líder de atividades do evento. Um olhar geral relacionado ao envolvimento na organização se denota nas palavras do líder de recursos da II Feira, Higor Leonel Alves Balbinot, “a qualidade de nossas ações pode ser vista no olhar de alguns alunos que ficaram encantados com a feira. Só de podermos auxiliar no futuro desses alunos, mesmo que em uma pequena parte, já é mais do que suficiente para não deixarmos o projeto morrer”, concluiu.

Vários visitantes comentaram que a Feira de Profissões foi uma oportunidade para conhecer melhor as opções de cursos da UTFPR, o que cada um pode oferecer durante o período de graduação e o que eles podem esperar do mercado de trabalho, assim que obtiverem o diploma.

Para os docentes que participaram do evento “é sempre uma ótima oportunidade aproveitar a energia dos graduandos e participar desse momento de interação com as crianças que vem conhecer a UTFPR em busca de informação sobre suas possíveis carreiras. É um exercício de investimento nas futuras gerações”, explicam os docentes Everton Luiz De Aguiar, Janaina Piana e Lisiane Fernandes Soares.

Para o orientador da comissão de organização e professor do departamento acadêmico de Adminsitração (DAADM), Luciano Minghini, esse evento foi uma experiência única, primeiro porque os estudantes do ensino médio podem ouvir dos próprios graduandos, como é a vida acadêmica, como são os cursos e quais as expectativas após a diplomação. “É a oportunidade de vir vivenciar de forma criativa um pouco do que os cursos podem oferecer durante e após a graduação”. Na visão do coordenador “Segundo porque os discentes dos cursos assumem o papel protagonista na execução de um projeto com dimensões operacionais e financeiras significativas, levando o nome da Instituição para a comunidade”, avaliou.

Para saber mais sobre a II Feira de Profissões, assista a algumas entrevistas realizadas durante o evento e algumas imagens das atividades realizadas.

Reportar erro