Home
/
Notícias
/
Pato Branco
/
II Seminário da Rede Paranaense de Agropesquisa e Formação Aplicada – Complexo de Enfezamento do Milho

II Seminário da Rede Paranaense de Agropesquisa e Formação Aplicada – Complexo de Enfezamento do Milho

Publicado 10/23/2023, 10:34:29 AM, última modificação 10/23/2023, 11:01:14 AM
UTFPR-PB sediou, nos dias 17 e 18/10, evento que reuniu público composto por pesquisadores, acadêmicos, cooperativas e representantes da Fundação Araucária, FUNTEF, do Sistema FAEP/SENAR e da SETI

Nos dias 17 e 18 de outubro, a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Campus Pato Branco, sediou o II Seminário da Rede Paranaense de Agropesquisa e Formação Aplicada - Complexo de Enfezamento do Milho. Este evento reuniu um público diversificado, composto por pesquisadores, acadêmicos, cooperativas e representantes da Fundação Araucária, da Fundação de Apoio à Educação, Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico da UTFPR (FUNTEF), da Federação da Agricultura do Estado do Paraná e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Paraná (Sistema FAEP/SENAR-PR) e da Secretaria de Estado da Ciência Tecnologia e Ensino Superior (SETI).

O II Seminário da Rede Paranaense de Agropesquisa e Formação Aplicada teve como objetivo central apresentar os resultados preliminares da pesquisa colaborativa e atividades de extensão dos envolvidos nesta Rede, conforme destacou o professor do Departamento Acadêmico de Ciências Agrárias (DAGRO), Gilberto Santos Andrade, um dos coordenadores da Rede no Paraná.

A Rede inclui a UTFPR, o Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR-PR), a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), a Unicesumar, a Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), a Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), a Universidade Estadual de Londrina (UEL), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Milho e Sorgo, a Cooperativa Agroindustrial Consolata (Copacol), a Coamo Agroindustrial Cooperativa, a Integrada Cooperativa Agroindustrial e a Cocamar Cooperativa Agroindustrial.

A programação do evento contemplou diversos projetos desenvolvidos pela Rede, transformando-o em um espaço rico para a discussão sobre os desafios e oportunidades relacionados ao combate da cigarrinha Dalbulus maidis no cultivo de milho, bem como das doenças decorrentes da ação desta praga.

Durante o Seminário, uma ampla gama de temas foi abordada, incluindo a seleção de híbridos de milho mais tolerantes, estratégias de controle químico e biológico, tecnologia de aplicação, monitoramento do inseto e a disseminação dos patógenos. Além disso, questões relacionadas à sanidade e à composição bromatológica dos grãos de milho, bem como o manejo de doenças associadas, estiveram em destaque.

O evento proporcionou uma oportunidade para networking e a troca de informações entre os participantes. A experiência compartilhada entre acadêmicos, cooperativas e pesquisadores revelou-se fundamental para o fortalecimento da Rede e a formação de protocolos de pesquisa que serão aplicados na próxima safra de milho visando a minimizar os efeitos na cadeia de produção de milho no Estado do Paraná.

O próximo encontro está agendado para abril de 2024 na Unicesumar, em Maringá. Nessa ocasião, serão apresentados novos resultados, além da consolidação daqueles previamente demonstrados em Pato Branco, visando à sua divulgação aos agricultores.