Home
/
Notícias
/
Pato Branco
/
Pós-Graduação

Pós-Graduação

Publicado 12/21/2022, 10:36:27 AM, última modificação 12/21/2022, 12:52:06 PM
Segundo projeto do Programa de Pós-Graduação em Agronomia (PPGAG) contemplado pelo Programa de Apoio à Fixação de Jovens Doutores visa à produção de nanoestruturas contendo planta antimalárica

Artemisia annua L.

Orientado pelo professor José Abramo Marchese, o projeto de pesquisa da jovem doutora Camila Diedrich, intitulado Desenvolvimento de Nanoestruturas contendo extrato de Artemisia annua L. a partir de plantas selecionadas com alto teor de Artemisinina, interligado à área de Biotecnologia & Saúde, é um dos contemplados pelo Edital 22/2022 – Programa Institucional de Apoio à Fixação de Jovens Doutores. O projeto tem como objetivo desenvolver nanoestruturas contendo extratos da planta selecionada, visando à melhora nas suas características físico-químicas, de liberação e permeabilidade celular.

Estudada pelo professor José Abramo desde 1995, a A. annua é a principal fonte de obtenção de artemisinina, que apresenta eficácia na eliminação de patógenos do gênero Plasmodium sp, agente etiológico da malária e considerada como tratamento de primeira linha no combate à doença, que acometeu 241 milhões de pessoas em 2020.

O grupo de pesquisa Biofive: pesquisa em  bioprospecção de moléculas e fisiologia vegetal,  liderado pelo professor José Abramo, vem desenvolvendo estudos de melhoramento genético, fisiologia e aumento do rendimento dos compostos bioativos de A. annua, em parceria com institutos de pesquisa nacionais e internacionais como o National Center for Natural Products Research – NCNPR, da University of Mississippi, o Natural Products Utilization Research Unit, do United States Department of Agriculture, Centro Pluridiciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas (CPQBA) da UNICAMP, o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Recursos Genéticos Vegetais, Fitoquímica do Instituto Agronômico de Campinas (IAC) e Biopark Toledo.

Além disso, as agências de fomento que financiam este macroprojeto são Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e Fundação Araucária (FA).

A partir da aprovação deste novo projeto, o grupo pretende agora desenvolver um sistema inovador para o tratamento de malária, baseado na nanoencapsulação de compostos bioativos da planta selecionada geneticamente para altos teores de artemisinina.

De acordo com Camila, a nanoencapsulação permite o aumento na superfície de contato, solubilidade, permeabilidade e biodisponibilidade de compostos naturais, diminui a toxicidade e efeitos adversos associados e possibilita a liberação controlada e aumento da meia-vida do composto, além de conferir proteção contra a degradação. Dessa forma, a nanoencapsulação torna os tratamentos de doenças mais eficientes, seguros e menos desconfortáveis.

Edital PROPPG 22/2022 – Programa Institucional de Apoio à Fixação de Jovens Doutores

O referido edital conta com recursos do CNPq e FA, e visa criar condições para que jovens pesquisadores prossigam em projetos de pesquisa científica, tecnológica e de inovação junto a grupos e redes de excelência em temas estratégicos para as diversas regiões do Paraná.

Outro projeto do Campus Pato Branco também foi contemplado: Atividade de enzimas do metabolismo de carboidratos atuantes na relação fonte e dreno de pessegueiros sob diferentes porta-enxertos clonais em condições de inverno ameno, interligado à área de Agricultura & Agronegócio e orientado pelo professor Idemir Citadin.