Home
/
Notícias
/
Pato Branco
/
Programa de Iniciação Científica (PIC)

Programa de Iniciação Científica (PIC)

Publicado 12/9/2022, 8:45:04 AM, última modificação 12/9/2022, 8:47:47 AM
Projeto de Extensão UTFPR-PB como polo do PIC-JR realiza último encontro presencial do ano do PIC - Programa de Iniciação Científica da OBMEP

Alunos do PIC-Jr.

Dia 12/11, sábado, aconteceu o último encontro presencial do ano do 16º PIC - Programa de Iniciação Científica Jr. da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), organizado pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada - IMPA. A 16ª edição do programa foi realizada na UTFPR Campus Pato Branco por meio do projeto de extensão UTFPR-PB como polo do PIC-Jr, tendo início em abril de 2022.

O projeto de extensão visa tornar o campus da UTFPR-PB um polo presencial para os alunos premiados na OBMEP que estão inscritos no PIC. Ele é coordenado pelo professor Gilson Tumelero e conta com a colaboração dos professores Marieli Musial Tumelero e Michael Gonzales e dos acadêmicos da Licenciatura em Matemática, Carla Baroni, Everson Augusto Castoldi, João Vitor Thiesen e Fernanda Faust Rodrigues. Essa oportunidade é oferecida há vários anos aos premiados da OBMEP pelo Departamento de Matemática (DAMAT).

Em setembro, o projeto foi aprovado no Edital 43/2022 da PROGRAD – Licenciando, que selecionou propostas de projeto de incentivo à prática pedagógica aos cursos de Licenciatura da UTFPR, e passou a contar com quatro bolsas para acadêmicos do curso de Licenciatura em Matemática, além do apoio dos professores Edinéia Zarpelon e Mateus Salomão e os acadêmicos João Pedro Galdino Pillar, Luis Ferando Salla de Souza e Rafael Flores.

Os encontros eram realizados aos sábados pela manhã, das 8h às 12h, nas dependências da UTFPR-PB, e contaram com a participação de diversos alunos premiados com medalha ou menção honrosa da OBMEP, oriundos das cidades de Pato Branco, Francisco Beltrão e Chopinzinho. Esses medalhistas são agraciados com uma bolsa pelo CNPq e, para mantê-la, uma das suas obrigações é participar desses encontros.

Nesses encontros, foi utilizada a metodologia baseada na resolução de problemas de acordo com o material utilizado pelo programa. A forma de trabalho consiste em criar grupos para discussão, interpretação e solução de problemas. Em posse das soluções propostas, discute-se sobre elas. Dessa forma, pretende-se desenvolver a leitura e estimular a escrita matemática de forma rigorosa e clara.

Segundo a professora Marieli, coordenadora do projeto no Licenciando, "retornar aos encontros presenciais foi uma alegria enorme. A participação dos alunos é diferente e ver os olhos brilhando a cada descoberta é fantástico".

O professor Gilson destaca a persistência e a força de vontade dos alunos em participar dos encontros presenciais do PIC: "Quando ouve-se falar que um aluno foi premiado na OBMEP, em geral ouvimos também comentários do tipo ‘são gênios, são muito inteligentes’. De fato, alguns apresentam uma ligação especial com a matemática, mas podemos ver no PIC que não é apenas isso, pois não é todo mundo que se dispõe a vir até à UTFPR-PB aos sábados pela manhã para estudar matemática, muitas vezes de outras cidades e enfrentando manhãs chuvosas e frias.”

Então, os professores envolvidos no projeto parabenizam os alunos participantes por esta força de vontade e também os pais ou responsáveis por lhes oportunizarem essa experiência. Isso será um diferencial no desenvolvimento e na formação dos alunos, tanto na trajetória acadêmica quanto no desenvolvimento pessoal.