Home
/
Notícias
/
Ponta Grossa
/
Cápsula Up! será lançada neste sábado

Cápsula Up! será lançada neste sábado

Publicado 4/11/2024, 2:28:09 PM, última modificação 4/11/2024, 2:34:57 PM
Utilizando um balão meteorológico preenchido com hélio, o projeto visa levar experimentos microbiológicos à estratosfera.

O projeto “Cápsula Up!” é uma modalidade de evento de Pesquisa Científica. Utilizando um balão meteorológico preenchido com hélio, o projeto visa levar experimentos microbiológicos à estratosfera. A pesquisa é realizada no Campus Ponta Grossa, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), desde 2022 e agora que está finalizada, a cápsula será lançada nesse sábado (13) de abril, às 10h, na cidade de Turvo, localizada na região Centro Sul do Paraná.  

Segundo os estudantes que participam do projeto o objetivo é analisar possíveis alterações no metabolismo de microrganismos e germinação de sementes após sua exposição às condições de estresse ambiental na estratosfera. O estudo busca também incentivar a pesquisa entre jovens do ensino médio.

O orientador do projeto, Matheus Postigo explica que a “Cápsula Up!” foi elaborada de maneira inovadora, empregando micélio fúngico e resíduos agroindustriais, material biodegradável desenvolvido pela Mush, startup incubada na UTFPR. Ele conta que o molde para crescimento do micélio foi exclusivamente projetado e impresso em 3D pela Incubadora de Inovações da UTFPR (Sprint-PG). “Ao contrário dos experimentos convencionais - que geralmente usam isopor e partes metálicas - o material Mush da estrutura da cápsula é leve, sustentável, um excelente isolante térmico e com propriedades anti-chamas”, salienta.

A cápsula contém duas divisões, uma para os componentes eletrônicos e outra para o material biológico. A eletrônica da cápsula estratosférica coleta dados ambientais em altitudes elevadas. Sensores incluem localização GPS via satélite, medições de altitude, temperatura, pressão, luz UV e gases atmosféricos, todos protegidos e aclimatados por um sistema de aquecimento. Durante a subida, impulsionada pelo balão de hélio, a cápsula fica completamente fechada e ao atingir uma altitude pré-programada, uma porta lateral se abre com o auxílio de atuadores lineares, expondo o conteúdo da pesquisa científica às condições estratosféricas, contudo sem expor a parte eletrônica. Após alguns minutos, a porta se fecha automaticamente, e após a explosão do balão, a cápsula retorna ao solo com o auxílio de um paraquedas.

Postigo destaca que o projeto visa entender melhor a influência de elementos estratosféricos nos organismos terrestres. “A cápsula será enviada com uma seleção de materiais biológicos, incluindo carne de frango, sementes de chia, alface e a bactéria E. coli. Juntamente irão algumas sementes selecionadas por um projeto de alunos de ensino médio no município de Palmeira - PR, desenvolvido por Julio Caralp, ex-aluno do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciência e Tecnologia (PPGECT), do campus Ponta Grossa”, relata.

A pesquisa ocorre no campus UTFPR-PG, envolvendo alunos de diversos cursos do campus. A “Cápsula Up!” é um subprojeto da Orion Aerospace Design, projeto de extensão orientado pelo Professor Felipe Mezzadri, do Departamento Acadêmico de Engenharia Elétrica (DAELE). O projeto da cápsula é orientado pelo Professor Matheus Postigo, do Departamento Acadêmico de Química (DAQUI). A iniciativa Orion tem, desde sua criação, o apoio da Diretoria de Graduação e Educação Profissional (DIRGRAD-PG) por seu impacto positivo na formação dos acadêmicos.

Fique por dentro | Detalhes do Vôo:

  • Altitude de Explosão: 33.000 metros
  • Tempo para a Explosão: 3,7 horas
  • Volume de Lançamento do Balão: 5,8 m³
  • Velocidade de Ascensão: 2,5 m/s
  • Velocidade de Queda: 5 m/s
  • Tempo de Voo: 4,2 horas
  • Peso Estimado da Carga Útil: 3,8 kg