Home
/
Notícias
/
Ponta Grossa
/
Mulheres na Gestão

Mulheres na Gestão

Publicado 3/8/2023, 2:00:19 PM, última modificação 3/8/2023, 2:06:19 PM
Diretorias importantes para as decisões do campus são comandadas por mulheres e 50% dos cargos de gestão registram a presença feminina.

Rosiane Antunes Gaeski, assumiu a Diretoria de Planejamento e Administração (DIRPLAD-PG) em janeiro de 2023.

Atualmente o Campus Ponta Grossa da Universidade Federal do Paraná (UTFPR) conta com duas Diretorias de Área sendo conduzidas por mulheres, o que significa uma representatividade de 50%. Esse dado traduz a importância da participação feminina na gestão do campus. A professora Sabrina Ávila Rodrigues responde pela Diretoria de Relações Empresariais e Comunitárias (DIREC) e, em janeiro de 2023, a Laboratorista, Rosiane Antunes Gaeski, assumiu a Diretoria de Planejamento e Administração (DIRPLAD-PG).

Sabrina Rodrigues destaca a importância da participação de mulheres na gestão lembrando o valor da pluralidade nos momentos de decisão. Ela destaca que a presença feminina traz novas formas de olhar uma mesma situação, o que em muitos casos ajuda na construção de decisões mais assertivas. “Não é apenas sobre a participação feminina, mas sobre a capacidade de homens e mulheres trabalharem juntos e contribuir da mesma forma, para construir algo melhor”, argumenta.

Para Rosiane Gaeski a participação na gestão do campus representa um grande desafio e uma responsabilidade diária em entregar um serviço de qualidade, que contribua para o cotidiano da instituição e das pessoas que aqui estudam ou trabalham. "Ocupar um cargo de gestão, de liderança pode servir de exemplo e inspiração para os que querem crescer pessoal e profissionalmente. Mas para as mulheres, tem um significado especial, porque é uma maneira de termos ciência de que somos reconhecidas, valorizadas e respeitadas em nosso ambiente de trabalho,” declara.

A Diretora de Relações empresariais lembra a capacidade conciliadora das mulheres, que sempre trabalham buscando encontrar a melhor solução, ouvindo e escutando todas as partes, mas sempre pensando no melhor para o coletivo. Para Sabrina Ávila a busca pelo entendimento entre as partes e pela compreensão do todo nos processos de tomada de decisão são características intrínsecas das mulheres, que as acompanham em todos os ambientes em que estão inseridas, inclusive no trabalho.  

Entre as Coordenadorias que engloba a Gestão de Recursos Humanos (COGERH-PG) e de Gestão de Tecnologia de Informação (COGETI-PG),  bem como nos serviços de Assessoria, entre os quais estão elencados os servidos de Comunicação e Imprensa, realizado pela ASCOM-PG, e a Avaliação Institucional que fica a cargo da ASAVI-PG, o percentual se mantém em 50%, sendo metade das vagas ocupadas por mulheres.