Home
/
Notícias
/
Ponta Grossa
/
Novo Ensino Médio

Novo Ensino Médio

Publicado 2/27/2023, 9:43:53 AM, última modificação 2/27/2023, 9:46:40 AM
Representantes do Núcleo Regional de Educação apresentaram como irá funcionar o Novo Ensino Médio aos professores do Campus Ponta Grossa.

NRE - FOTO

A pedagoga Luciana Cristina de Souza, Técnica Pedagógica do Núcleo Regional de Educação (NRE), responsável pelo Novo Ensino Médio, participou na manhã de sexta-feira, (24), de uma conversa com coordenadores de curso e professores do Campus Ponta Grossa com o objetivo de apresentar a reforma proposta pelo Novo Ensino Médio. A Atividade integra a  Programação de Planejamento e Capacitação para o primeiro semestre de 2023.

Segundo a pedagoga o objetivo dessa fala com a UTFPR é firmar uma parceria.  “O nosso estudante, tanto da escola pública, como da escola particular, vai sair do ensino médio vivenciando essa reforma, por isso é tão importante essa ponte com a universidade. São os professores e as universidades vão receber esse estudante com essa nova perspectiva”, destaca.

A responsável pelo Novo Ensino Médio do NRE explica que a reforma traz um novo formato que trabalha a educação através de competências e afinidades. Ela detalha que com as mudanças propostas haverá um aumento na carga horária, com conteúdo mais flexível visando desenvolver o estudante para a sua vivencia e atuação no mundo do trabalho. A pedagoga salienta também a necessidade de adequação na prática do professor que precisa ser interdisciplinar, lembrando que todos a mudanças tem como foco o estudante,  para que ele seja trazido para o centro do processo, sendo protagonista do seu processo de aprendizagem e fazendo conexão com os conteúdos estudados e o seu projeto de vida.

A Responsável pelo Núcleo de Ensino (NUENS-PG), Adriane de Lima Penteado, explica que dentro do processo continuo de elaboração do Projeto Pedagógico de Curso é importante que coordenadores de curso e professores conheçam as novas mudanças propostas para o ensino médio. Ela conta que haverá uma mudança nos estudantes que passarão por esse novo formato de ensino e que a universidade precisa estar preparada para receber esse público. “Nós precisamos conhecer o novo ensino médio para que nossos projetos pedagógicos tenham convergência com essa nova formação”, afirma.