Home
/
Notícias
/
Toledo
/
Engenharia Eletrônica

Engenharia Eletrônica

Publicado 9/4/2018, 5:47:24 PM, última modificação 9/5/2018, 1:58:50 PM
Acadêmicas conquistam o segundo lugar no ranking dos melhores TCC do CREA-PR

O TCC entitulado "Transmissão de Energia Elétrica Sem Fios Através de Acoplamento Indutivo Ressonante Utilizando Conversor CC-CA", das alunas do curso de Engenharia Eletrônica da UTFPR - Câmpus Toledo: Jade Lessa Cutinhola e Franciele Lemos Martins, orientadas pelo prof. Dr. Fábio Rizental Coutinho, foi classificado em segundo lugar no ranking dos melhores TCC do CREA-PR.

Confira a classificação na Biblioteca Virtual do CREA-PR: http://bibliotecavirtual.crea-pr.org.br/melhores-tccs-do-parana-ecs.php 

Abaixo segue o resumo do TCC das acadêmicas:

"O presente trabalho apresenta o desenvolvimento e a implementação de um sistema que realiza a transmissão de energia elétrica sem fios, de um ponto a outro, utilizando o método denominado por acoplamento indutivo ressonante. O sistema de transmissão de energia consiste de um conversor CC-CA em cascata simétrico de cinco níveis, alimentado por duas fontes contínuas e ideais com carga ressonante para realizar a transmissão. O conversor utiliza MOSFETs como chaves semicondutoras e estas são acionadas via software através de um CPLD (Complex Programmable Logic Device). O circuito receptor de energia consiste em um ressonante LC seguido de um retificador de tensão conectado a carga. Os circuitos ressonantes são compostos de bobinas planares com geometrias circulares, confeccionadas artesanalmente com fio Litz Wire e capacitores. O sistema foi projetado para operar com frequências fixas dentro da faixa de 30 a 100 kHz e foi avaliado para quatro topologias distintas de circuitos ressonantes (SS, SP, PS e PP) a 4 distâncias de transmissão diferentes (0, 1, 2 e 3 cm), nos quais são quantizados os níveis de eficiência energética gerados por cada topologia. Os ensaios realizados apontaram que o sistema acoplado a topologia PP apresenta desempenho superior às demais topologias, alcançando 83,3% de eficiência com o sistema submetido a 30 kHz e distância de transmissão mínima (melhor caso estudado). Neste caso, a topologia SS é apontada como a menos eficiente, por alcançar apenas 47,2%. Todo o sistema é construído de modo a possibilitar a troca dos componentes relacionados à frequência de ressonância de maneira manual e sem riscos de danos ao sistema ou ao usuário."