UTFBio

Publicado 9/2/2020, 2:32:40 PM, última modificação 10/19/2022, 4:03:53 PM
Nesta quarta-feira foi assinado o contrato de doação de um terreno do Biopark à UTFPR

Cerimônia on line de doação do terreno

Nesta quarta-feira (02/09), com início às 9h30min, aconteceu uma cerimônia on line de doação de um terreno de 37.375m² (trinta e sete mil, trezentos e setenta e cinco metros quadrados) do Parque Científico e Tecnológico de Biociências (Biopark) à Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) – Câmpus Toledo.

A cerimônia contou com a presença do presidente e fundador do Biopark, Luiz Donaduzzi; do Reitor e da Vice-Reitora da UTFPR, os professores Luiz Alberto Pilatti e Vanessa Ishikawa Rosoto; do Pró-Reitor de Relações Empresariais e Comunitárias, o prof. Douglas Paulo Bertrand Renaux; do Diretor Geral e do Diretor de Relações Empresariais e Comunitárias da UTFPR – Câmpus Toledo, o prof. Rodolfo Eduardo Vertuan e o prof. Evandro Marcos Kolling, respectivamente.

O evento também contou com a participação da ex-diretora do Câmpus Toledo, a profª Viviane da Silva Lobo; do Assessor de Relações Empresariais e Comunitárias, o prof. Cassius Rossi de Aguiar e do Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia em Biociências, o prof. Renato Eising.

Também estiveram presentes diretores e servidores da universidade, assim como colaboradores do Biopark e a imprensa da região.

Ainda, a cerimônia contou com a participação do Diretor da Fundação Araucária, o sr. Ramiro Wahrhaftig; do Secretário de Planejamento Estratégico do Município, o sr. Norisvaldo Penteado de Souza; vereadores e secretários municipais de Toledo.

Com entusiasmo, o prof. Douglas Renaux relatou: “Hoje estou muito feliz! Em outubro de 2016, quando assumi o cargo de Pró-Reitor de Relações Empresariais e Comunitárias da UTFPR, uma das primeiras ações realizadas em meu novo cargo foi conhecer pessoalmente a proposta de criação do Biopark, momento que nos foi apresentado a sua maquete, algo que nos impressionou. E, este momento, é a oportunidade de presenciar a concretização de uma parte dessa parceria. O Biopark, mesmo no início de operação, já tem renome nacional. Em todos os eventos que tenho participado, ele é citado como um parque tecnológico privado de grande sucesso. Parabéns pela iniciativa! É uma honra para a UTFPR participar deste processo!”.

O Reitor da UTFPR, o prof. Pilatti, em seu discurso inicial, declarou que “este momento é de extrema importância! Há quatro anos, eu iniciei minha trajetória como reitor da universidade e nós tivemos resultados fantásticos durante este tempo. Eu termino a gestão com muita felicidade, uma vez que eu estou assinando este documento de parceria com o Biopark. Um trabalho que foi desenvolvido por muitas mãos. É um novo Brasil! E, este novo país está sendo construído de forma diferenciada. Iniciativas como esta vêm ao encontro da universidade, que é baseada na pesquisa, no ensino e na extensão.”

Em um dos momentos da cerimônia, o Diretor Geral da UTFPR – Câmpus Toledo comentou: “estamos muito felizes com essa parceria! Certamente, a UTFPR e o Biopark, com suas expertises, terão ações em conjunto de referência nacional ao longo do tempo! Agradecemos o sr. Luiz e a todos aqueles, com os quais conversamos nos últimos anos, pela confiança!

O sr. Luiz Donaduzzi também agradeceu a presença de todos os convidados. Enfatizou a importância dessa parceria entre a universidade e o Biopark. E, ao final da cerimônia, abriu-se aos questionamentos da imprensa.

Parceria entre a UTFPR e o Biopark

Desde 2017, há uma negociação entre o BIOPARK e a UTFPR, no que se refere à implantação de diversas ações que ocorrerão em cooperação entre as duas instituições, entre elas,  a doação desse terreno.

A cooperação entre as duas instituições foi denominada ‘UTFBio’ e o seu propósito é criar um centro de excelência de pesquisas em biociências, com base em seis núcleos temáticos: Bioeletrônica, Bioinformática, Bioestatística, Biotecnologia e Biomateriais, Manufatura Aditiva e Empreendedorismo.

Uma das ações realizadas em cooperação com o Biopark teve início no ano de 2017, que foi a 'Especialização em Análise Instrumental'. O término do curso foi em maio deste ano, contou com 39 alunos matriculados, dos quais 31 concluíram a especialização. 

Outra parceria teve início no ano de 2019, com a implantação do ‘Mestrado Profissional em Tecnologias em Biociências’ (PPGBio). As aulas ocorrem parcialmente no Câmpus da UTFPR em Toledo e em um espaço no Biopark, mas, atualmente, devido à pandemia, as aulas estão acontecendo on line.  Atualmente, são trinta e um alunos matriculados no curso.

Além do mestrado, também foi implantado o "Laboratório de Manufatura Aditiva’, cujas atividades laborais estão sendo realizadas em um espaço cedido pelo Biopark.

Mais uma parceria prevista para março de 2021, é o início das aulas da pós-graduação lato sensu (especialização) em ‘Ciência de Dados e Inteligência Competitiva’, que serão ofertadas nas dependências do Biopark.

Construção do ‘Complexo Universitário’ no terreno doado pelo Biopark

No contrato de doação do terreno, consta que a UTFPR deverá construir, neste espaço doado, um ‘Complexo Universitário’. Segundo o contrato, o ‘Plano Diretor de Ocupação da Área Física’ – projeto de construção física – deverá ser apresentado ao doador (Biopark) até dezembro deste ano. Ainda, a universidade se compromete a construir espaços físicos, com suas respectivas metragens, em prazos pré-determinados por ambas as partes.

Segundo o Diretor de Relações Empresariais e Comunitárias, o prof.º Evandro Kolling, “neste termo de doação, a universidade se compromete a levar cursos de pós-graduação e atividades de inovação para o o espaço do BioPark, sendo que, nos primeiros 5 (cinco) anos, a universidade deverá construir 1.000 m² (mil metros quadrados). A planta baixa já está em fase conclusiva e deverá contar com sete laboratórios, salas de aula, ambiente administrativo, sala de professores e de alunos."

O diretor relata, ainda, que o Biopark “será um grande passo para o desenvolvimento da pesquisa e para a interação da UTFPR com a comunidade externa. Ganha a universidade, o Biopark, os alunos, mas, principalmente, a comunidade e o setor produtivo. O parque possibilitará o desenvolvimento de projetos relacionados às necessidades e às demandas do mercado”, descreve Kolling.

Para a Diretora de Pesquisa e Pós-graduação, profª Barbara Diesel Novaes, "a parceria UTFPR e Biopark permitirá oferecer formação de recursos humanos capacitados para a pesquisa e produção intelectual, com foco em inovação científica e tecnológica relevante e atual.  Neste momento, há uma forte sinergia com o setor produtivo e a sociedade, visando atender as demandas tecnológicas e sociais em âmbito regional e nacional."