Uso de Veículos Oficiais

Publicado 8/24/2016, 9:45:15 AM, última modificação 6/1/2017, 8:31:07 AM
Se você deseja utilizar veículo oficial a serviço da Instituição, seja dentro ou fora do município de Apucarana, com ou sem a utilização do motorista, você deverá seguir os seguintes passos

1° PASSO

Consulte o Deseg para se certificar se a agenda do motorista e/ou veículo oficial está disponível para a data e horário desejados;

2° PASSO

Preencha a SOLICITAÇÃO DE TRANSPORTE e envie devidamente assinada ao Deseg, pessoalmente ou digitalizada via e-mail ou chamado (OcoMon). Lembramos que sem a entrega deste documento não poderemos realizar o agendamento, nem mesmo provisoriamente;

DESCRIÇÃO
FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD

Visita ou serviço envolve apenas servidores do câmpus

Transporte de alunos do câmpus

Transporte de pessoas externas à UTFPR, no interesse da instituição
(alunos, docentes, palestrantes ou parceiros de outras instituições)

3° PASSO

Se o seu nome não consta na Portaria do Câmpus que autoriza dirigir veículo oficial por tempo indeterminado, você deverá preencher também a AUTORIZAÇÃO PARA USO DE VEÍCULO OFICIAL EM SERVIÇO.
Atenção: Este documento deve estar com você durante o trajeto, devidamente assinado pela Direção indicada, e só será entregue ao Deseg quando da sua chegada no câmpus;

4° PASSO

No dia e hora marcados, dirija-se ao Deseg para retirar a chave do veículo. O Deseg atende de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 19h30. Para os casos em que a utilização do veículo ocorrer fora do horário de atendimento do Departamento, a chave deverá ser retirada antecipadamente;

5° PASSO

Antes de iniciar seu trajeto preencha o "Controle de Atividades de Veículo Oficial", que encontra-se no interior do veículo. Ao retornar, não esqueça de registrar nele o estado do veículo e, se necessário, comunique as ocorrências. Lembramos que este Controle, desde que preenchido corretamente, substitui o antigo "Relatório de Viagem";

6° PASSO

Assim que encerrada a utilização do veículo, entregue ao Deseg as chaves do mesmo, juntamente com a AUTORIZAÇÃO PARA USO DE VEÍCULO OFICIAL EM SERVIÇO que você portou durante o trajeto.

ATENÇÃO!

  • As alterações no Roteiro de Viagem e/ou atualização na lista de passageiros deverão ser feitas até 48 horas antes da data da viagem. Necessitando de novos formulários devidamente assinados.
  • O DESEG manterá um controle da documentação entregue em cada agendamento, portanto as Coordenações/Setores ficarão impedidos de realizar novos agendamentos enquanto o servidor em débito não regularizar sua situação;
  • Pedimos novamente: Assim que você encerrar a utilização do veículo, entregue as chaves no Deseg. Dessa forma conseguimos saber rapidamente quais carros estão disponíveis para novos agendamentos;
  • Quando, por algum motivo, o compromisso agendado for adiado ou cancelado, não se esqueça de comunicar o Deseg para que possamos destravar a agenda e dar oportunidade para que outros servidores realizem seus trabalhos. É comum ocorrer fila de espera para o agendamento com motorista, van e demais veículos;
  • Esclarecemos que todos os veículos da frota são igualmente vistoriados, revisados e recebem manuteção tanto preventiva, como corretiva. Eles são liberados somente quando estão aptos a rodar. Quanto aos critério de escolha do carro, dependerá sempre da distância a ser percorrida. A intenção é que os veículos mais novos sejam utilizados em viagens mais longas e/ou com maior n° de passageiros a bordo;
  • Dentro de cada veículo encontram-se instruções quanto aos procedimentos em caso de pane, utilização do cartão do seguro, entre outros;
  • Lembramos que a equipe do Deseg se compromete a manter os carros sempre em condições ideais de uso, mas devemos lembrá-los que não é somente o motorista que utiliza os carros, mas sim diversos servidores e nem sempre,  antes de passar de um para o outro, o motorista se intera da quantidade de combustível e outros detalhes. Portanto, fique sempre atento quanto ao nível de combustível para evitar transtornos na estrada, e também não deixe o veículo chegar no câmpus com o tanque na reserva, pois o próximo a utilizar pode não conseguir chegar no posto de combustível.
  • Havendo necessidade, utilize o formulário "RELATÓRIO DE OCORRÊNCIAS EM VIAGEM" para relatar ao DESEG questões acerca do descumprimento de normas, roteiro, horários, entre outros.

 ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

      Atribuições do MOTORISTA

      Comunicamos que, atualmente, o cargo de motorista do nosso câmpus é ocupado por um trabalhador terceirizado, ou seja, além da legislação convencional, o trabalho dele é regido por contrato específico firmado entre a UTFPR e a empresa prestadora de serviço. Portanto, existem responsabilidades e tarefas que ele está contratualmente impedido de assumir. Dessa forma, pedimos:

      • A tarefa do motorista é levar o servidor que realizará o serviço e trazê-lo de volta ao câmpus em segurança;
      • O motorista não está autorizado comprar produtos, negociar, combinar, ou realizar outras tarefas do gênero;
      • O motorista, como qualquer outro trabalhador terceirizado, não pode receber ordem direta de qualquer servidor do câmpus, portanto, em atendimento ao art. 10 da Instrução Normativa 02/2008, não faça nenhuma solicitação diretamente ao motorista. Toda e qualquer solicitação deve ser feita ao Deseg, que encaminhará à supervisora da empresa terceirizada;
      • O motorista também não tem autorização para desviar do trajeto previamente informado ao Deseg, ou assumir despesas de pedágio, estacionamento, entre outras.
      • Quando o servidor sentir necessidade de fazer reclamações ou sugestões em relação ao serviço prestado pelo motorista, faça-o por meio do Relatório de Ocorrências, que o DESEG fará o possível para corrigir as falhas.

      Colabore com o patrimônio público, pense na sua segurança e na segurança do seu colega, e sempre comunique o Deseg sobre qualquer inconformidade;

      Agradecemos a compreensão de todos e lembramos que o nosso trabalho só alcançará o mínimo de eficiência se pudermos contar com a sua colaboração.