Você está aqui: Página Inicial > Sobre
conteúdo

O PPGTE

por admin publicado 02/02/2017 08h58, última modificação 22/09/2022 21h06

O Programa de Pós-Graduação em Tecnologia e Sociedade - PPGTE, da UTFPR, foi criado em 1995, propondo-se a atuar no âmbito interdisciplinar, congregando docentes pesquisadores de diferentes áreas  do conhecimento: Letras, História, Sociologia, Engenharia, Física, Matemática, Psicologia, Educação, Artes, Design, Filosofia, Engenharias, Arquitetura, Direito, Meio ambiente – em torno das investigações que abrangem as interações entre Tecnologia e Sociedade. O PPGTE tem, ao longo desse período, aprofundado e amadurecido suas pesquisas. Recebeu, por parte do Comitê de Avaliação da CAPES, conceito cinco, demonstrando que se fortaleceu a cada ano que passou.

Entende-se que a sociedade humana se destaca pela capacidade de alterar o meio em que está inserida e essas modificações implicam também em alterações na fisionomia dessa sociedade. As descobertas, as inovações e os avanços tecnológicos, como o fogo, o uso de metais, a escrita, a imprensa, a maquinaria moderna, a eletricidade, a internet e tantos outros, têm caracterizado a história do homem  na sua interação com a natureza e com o meio social. Essas mudanças tecnológicas têm sido uma constante na história do homem que se faz e refaz a cada novo invento técnico, provocando modificações em todos os segmentos da sociedade e requerendo entendimentos que podem ser obtidos por meio de investigação científica nas variadas áreas de conhecimento.

Nesse âmbito, o propósito deste Programa é pesquisar as transformações que estas mudanças provocam nas atividades realizadas pela sociedade no âmbito material e cultural. Nesse passo, interessa ao PPGTE verificar como as inovações interferem na vida das pessoas, na sua maneira de trabalhar, aprender, pensar, simbolizar e atuar no mundo. As visões, as representações e os impactos da tecnologia na vida do homem  e do meio natural devem ser investigados e analisados a partir de uma perspectiva interdisciplinar, haja vista a complexidade do estudo. Entendendo-se essas mudanças como interferentes na totalidade da vida material e imaterial, o Programa privilegia a pesquisa interdisciplinar como elemento articulador dos projetos, das linhas de investigação, das disciplinas e dos seminários que oferta. Para tanto, oferece ao aluno pesquisador um quadro de docentes oriundos de várias áreas do conhecimento que se debruçam sobre o universo da tecnologia, procurando abordá-lo de forma multidisciplinar e não disciplinar.

Nesse contexto de alteração dinâmica da sociedade em que o homem historicamente situado atua sobre si mesmo e sobre seu entorno, faz-se necessário não só analisar e problematizar essas mudanças, mas também propor soluções tecnológicas que contribuam para o fortalecimento de uma sociedade mais justa e solidária em que não predomine um pensar e um agir tecnicista, mas um pensar reflexivo voltado para uma atuação democrática em relação ao mundo da tecnologia.

A proposta do PPGTE assume como pressuposto a noção de que a sociedade modela a ciência e a tecnologia e essas, por sua vez, modelam a sociedade e o ambiente, o que se reflete na formalização de uma área de concentração denominada Tecnologia e Sociedade. O corpo docente envolvido neste programa tem como desafio a superação dos processos de reificação formais cristalizados no saber e no fazer de diferentes disciplinas e antevê como horizonte o desenvolvimento de aportes teóricos e práticos voltados ao objeto de pesquisa, campos de formação e projetos de extensão que tenham o potencial de mediar diferentes modos de articulação e integração disciplinar envolvendo as complexas relações entre tecnologia e sociedade.

A tecnologia, como compreendida neste programa de pós-graduação, é inerente à sociedade e não pode ser dissociada desta. Neste viés, o propósito das pessoas que constroem o programa é pesquisar as implicações, as transformações e os desdobramentos da tecnologia na sociedade, e vice-versa. Interessa ao programa, por exemplo, como alguma tecnologia interferiu ou interfere na vida das pessoas em suas maneiras de agir, aprender e se posicionar. Mas também interessa ao programa investigar como valores, práticas e histórias de vida permeiam ou influenciam as tecnologias daqueles ou daquelas que a projetam utilizam-na ou descartam-na.

Tendo o quadro da interdisciplinaridade como referência, o programa se organiza em torno de três grandes linhas de pesquisa:
- Tecnologia e Desenvolvimento (TD)
- Mediações e Cultura (MC)
- Tecnologia e Trabalho (TT)

Estas linhas, que também abrigam os grupos de pesquisa do programa, longe de definirem setores autônomos, apresentam-se como campos de pesquisa em que suas competências heterógenas do quadro de docentes-pesquisadores são catalisadas por um conjunto de dimensões teóricas que o programa assume como fundamentais nas suas práticas de pesquisa.

Assim, não é o tema em si que caracteriza a pesquisa desenvolvida no programa, mas o enfoque que lhe é dado pelo conjunto dessas dimensões, a saber, as dimensões epistemológicas e ética; histórica e cultural; socioeconômica; ambiental e a criativo-reflexiva, dentre outras. Se a dimensão epistemológica e ética traz a luz questões acerca do processo de construção de conhecimento e dos valores que o permeiam; as dimensões históricas e cultural delineiam o percurso temporal e circunstancial das relações entre atores humanos e manifestações tecnológicas. As dimensões socioeconômicas trazem a cena a preocupação com os elementos condicionantes da atividade humana, enquanto a dimensão ambiental traduz o cuidado com os efeitos de ações do presente sobre a sustentabilidade futura das comunidades. Finalmente, a dimensão criativo-reflexivo aponta para a gênese da tecnologia e sua dimensão sociocultural.

Em particular, no escopo das relações entre Tecnologia e Sociedade, diversos grupos de pesquisa exploram as dimensões associadas as relações entre Ciência, Tecnologia e Sociedade (CHTS), Trabalho e educação (GETET), Gênero e Tecnologia (GETEC), Design, Arte e cultura (DAC), Aprendizagem Humana e Organizacional (TAHO), Desenvolvimento e Sustentabilidade( TDS), Gestão e Inovação (NGT). Isto permite que objetos de estudo compreendidos como independentes em outros foros possam ser correlacionados, trazendo à luz importantes relações entre os processos de produção, difusão, apropriação, uso ou descarte de tecnologia e de conhecimento na sociedade.

No final de 2007, a Capes aprovou o projeto de doutorado no PPGTE. A primeira turma do curso de doutorado iniciou suas atividades no primeiro semestre de 2008. Desde então, o PPGTE passou a ofertar vagas para mestrado e doutorado.

Para consultar a lista atualizada de discentes, acesse a busca da Plataforma Sucupira. Selecione o Ano desejado e então escolha a instituição de ensino superior 40006018 UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ (UTFPR) e o programa TECNOLOGIA E SOCIEDADE.

Basta clicar em Consultar para visualizar a lista de estudantes. Também é possível filtrar pelo nível da pós-graduação, Mestrado ou Doutorado, e pela Situação corrente discente. Ao clicar no ícone de lupa, é possível verificar mais detalhes, incluindo o(a) orientador(a) do(a) discente.

 

Área de Concentração

 Tecnologia e Sociedade

 

Linhas de Pesquisa

Com o quadro da interdisciplinaridade como referência, o Programa se organiza em torno de três linhas de pesquisa:

 

Grupos de Pesquisa

Grupos de pesquisa liderados pelos discentes do PPGTE

 

 

Comemorações dos 25 anos do PPGTE