Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Geral > Divulgação Científica > Pesquisadores publicam artigo sobre produção de combustíveis sustentáveis para aviação a partir do biogás
conteúdo

Notícias

Pesquisadores publicam artigo sobre produção de combustíveis sustentáveis para aviação a partir do biogás

NAPI Hidrocarbonetos Renováveis

publicado: 15/06/2022 12h39 última modificação: 20/06/2022 19h14
Foto: Freepik

Foto: Freepik

Para impulsionar ações de produção de hidrocarbonetos a partir de matérias-primas renováveis, foi criado o Novo Arranjo de Pesquisa e Inovação em Hidrocarbonetos Renováveis (NAPI-HCR). O grupo de trabalho foi criado pela Fundação Araucária e conta com a participação da UTFPR e de instituições como a UFPR, UEM, UEL, Unioeste, Itaipu Binacional e CIBiogás. Além disso, conta com a contribuição das instituições internacionais: University of British Columbia (EUA), University of  Southern  Denmark (Dinamarca), West Virginia University (EUA), University of  Stuttgart (Alemanha) e Fraunhofer Institute (Alemanha).

Na Universidade Tecnológica, o projeto é representado pelo professor do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental (PPGEA-AP/LD) do Campus Londrina, Alesandro Bail. A professora do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química do Campus Apucarana, Milena Martins Andrade, também faz parte da equipe.

Recentemente, os participantes publicaram o artigo de revisão no periódico Bioresource Technology Reports com o título “An overview on the production of synthetic  fuels  from biogás ”. Pelos estudos, o documento cita as principais tecnologias para refino do biogás, reforma do biogás e produção de gás de síntese, síntese Fischer-Tropsch, e processamento de óleos pesados (syncrude), para a produção sustentável de combustíveis para a aviação.

“O desenvolvimento de tecnologias para esse setor tem sido mundialmente entendido como obrigatório para mitigar o impacto das emissões nas mudanças climáticas”, explica o professor Alesandro Bail, um dos autores do documento.

No artigo, segundo Bail, as principais tecnologias de refino de biogás, que compreende as etapas conhecidas como cleaning e upgrading, são revisadas para demonstrar seu importante papel na eliminação de contaminantes que prejudicam a reforma e otimizam a produção de gás de síntese com qualidade aceitável. Uma análise crítica sobre os aspectos de seletividade e produtividade envolvendo diferentes catalisadores também é apresentada.

“Esse artigo apresenta um modelo de biorefinaria rural como alternativa tecnológica às refinarias convencionais. A substituição de fontes não renováveis por biomassa de diferentes origens seria o principal diferencial, pois as demais tecnologias envolvidas são bem estabelecidas no setor petroquímico”, destaca o pesquisador.

A publicação foi idealizada pelo facilitador do NAPI, Luiz Ramos (UFPR), e teve ainda a contribuição de outros pesquisadores e alunos da UFPR, UEM e do Centro Internacional de Energias Renováveis (CIBiogás).

“Essa publicação reforça o papel desse grupo de trabalho como um dos principais NAPI da Fundação Araucária”, completa o professor.

O orçamento referente à consolidação do NAPI em Hidrocarbonetos Renováveis é de R$ 1,5 milhão, destinados ao pagamento de bolsas de pós-doutorado, doutorado e mestrado para os alunos das instituições participantes. Para a UTFPR, os recursos chegam a R$ 60 mil.