Home
/
Notícias
/
Campo Mourão
/
Combate à Covid-19

Combate à Covid-19

Publicado 4/7/2020, 11:00:53 AM, última modificação 4/8/2020, 3:37:39 PM
Três projetos da UTFPR-CM, classificados em edital, receberão recursos do Câmpus para execução

Três projetos do Câmpus Campo Mourão que foram classificados no edital 06/2020 - PROREC/PROPPG, que objetiva incentivar propostas de transferência tecnológica de produtos, processos ou serviços relevantes ao combate do coronavírus, receberão recursos do Câmpus para execução. Entre as ações estão a fabricação e doação de produtos saneantes e fabricação de respiradores de baixo custo.

O projeto denominado “Implementação de uma planta piloto para fabricação e transferência de tecnologia relacionada à produtos saneantes domissanitários” , proposto pela professora Rafaelle Bonzanini Romero, visa à fabricação de produtos saneantes domissanitários (sabão em barra, sabonete líquido, água sanitária para famílias) que serão doados para famílias em situação de vulnerabilidade social. A equipe executora do projeto convida a população do município de Campo Mourão para contribuir doando óleo de cozinha usado, que será utilizado para produção de sabão em barra. As doações podem ser feitas na UTFPR, no Centro da Juventude ou ainda combinada com a equipe executora pelo e-mail utfpr.gpeq@gmail.com

O projeto “Adequação de um Projeto de Respirador de Baixo Custo com Componentes Brasileiros para Auxiliar no Tratamento da COVID-19”,  proposto pelo professor Rodrigo Hübner, busca a fabricação de respiradores de baixo custo. De acordo com o professor Rodrigo, o principal objetivo é adequar o projeto de hardware denominado Reespirator23 para possibilitar sua fabricação em massa com componentes disponíveis em território nacional. Isto possibilita a produção em tempo hábil para o enfrentamento da pandemia, além de diminuir os custos de produção.

Há ainda o projeto intitulado “Produção de compostos bioativos doadores de óxido nítrico para combate ao Covid-19”, proposto pela professora Regiane da Silva Gonzalez.

A seguir, mais informações sobre os projetos:

Implementação de uma planta piloto para fabricação e transferência de tecnologia relacionada à produtos saneantes domissanitários

Serão produzidos e doados kits contendo sabão em barra, sabonete líquido, água sanitária para famílias em situação de vulnerabilidade social. As doações serão mediadas pela Secretaria Municipal da Ação Social que possui cadastro de famílias em situação de vulnerabilidade social, que são assistidas pelos Centros de Convivência e Centro da Juventude do município. Essa ação tem como objetivos contribuir, de forma imediata, com a fabricação e disponibilização de produtos para higienização das mãos e sanitização doméstica de alimentos e superfícies para a população carente e/ou instituições municipais.

O kit vai acompanhado de uma cartilha que tem como objetivo conscientizar acerca do vírus COVID-19, assim como formas de combater a contaminação por esse vírus. As indicações apresentadas na cartilha são baseados nas recomendações da agência estadunidense Centers for Disease Control and Prevention (CDC) que, no contexto da limpeza e desinfecção doméstica, recomenda para a limpeza e desinfecção de superfícies o uso de soluções diluídas de alvejante doméstico, soluções alcoólicas com pelo menos 70% de álcool e desinfetantes domésticos. Segundo essa agência “[...] o alvejante doméstico não vencido será eficaz contra os coronavírus quando adequadamente diluído”, que indica 4 colheres de chá de água sanitária por litro de água. O cloro, sob a forma de hipoclorito de sódio, tem sido o composto químico mais utilizado para garantir a qualidade microbiológica da água, alimentos e superfícies.

Para a higienização das mãos, a CDC recomenda que os membros da família devem limpar as mãos com frequência, inclusive imediatamente após remover as luvas e após o contato com uma pessoa doente, lavando as mãos com água e sabão por 20 segundos. Se não houver água e sabão e as mãos não estiverem visivelmente sujas, um desinfetante para as mãos à base de álcool que contenha pelo menos 60% de álcool pode ser usado.

A equipe executora do projeto é formada pelos professores Rafaelle Bonzanini Romero, Stephani Caroline Beneti e Adriano Lopes Romero, pelos estudantes David Lucas Zegolan Marcondes e Isaac Felipe Machado, e pelo coordenador do Centro da Juventude Wellington Souza.

A equipe executora convida a população do município para contribuir com esse projeto doando óleo de cozinha usado, que será utilizado para produção de sabão em barra. As doações podem ser feitas na UTFPR, no Centro da Juventude ou ainda combinada com a equipe executora por meio do e-mail utfpr.gpeq@gmail.com

 Adequação de um Projeto de Respirador de Baixo Custo com Componentes Brasileiros para Auxiliar no Tratamento da COVID-19

Diante da pandemia da COVID-19, causada pelo novo Coronavírus SARS-CoV-2, várias propostas de respiradores em forma de hardware e software abertos estão disponíveis na internet. Estas propostas têm como principal objetivo fornecer projetos de respiradores de baixo-custo para uso na linha de frente contra a COVID-19. A fabricação dos respiradores no Brasil necessita que os projetos sejam adequados para contemplar componentes disponíveis no mercado nacional. O principal objetivo deste projeto é adequar o projeto de hardware do respirador Reespirator23 para possibilitar sua fabricação em massa com componentes disponíveis em território nacional. Isto possibilita a produção em tempo hábil para o enfrentamento da pandemia, além de diminuir os custos de produção. O Reespirator23 foi escolhido principalmente porque está evoluindo diariamente, já com testes concluídos em seres vivos, e possui um projeto confiável e simples, facilitando a replicação. Ademais, é um projeto open hardware e de baixo custo.